Contrast é um jogo indie desenvolvido pela Compulsion Games (We Happy Few) que traz uma jogabilidade que mistura plataforma e puzzles em cenários 3D e 2D. O principal conceito do jogo, que possui um estilo Noir belíssimo, é o uso das sombras para poder se locomover pelo cenário e avançar na narrativa.

História

A história é ambientada na década de 1920 e está recheada de referências à essa época como o delicioso som de jazz, móveis e arquitetura. Nossa personagem se chama Dawn, uma mulher charmosa, silenciosa e com muita destreza para avançar pelos cenários. Durante a narrativa, acompanhamos uma garotinha chamada Didi, numa aventura que mostra uma série de dramas familiares que envolvem o dia a dia da criança. A história é bastante ambígua e nos deixa o tempo todo especulando se o que estamos vivenciando é fruto da imaginação de alguém ou estamos vivendo em uma realidade alternativa e paralela ao mundo real. Tudo é muito misterioso em Contrast.

Jogabilidade

Contrast é basicamente um jogo de aventura em terceira pessoa com sistema de puzzles. Nossa personagem pode pular, quebrar obstáculos, segurar na borda de alguns lugares, mover objetos e se mover pelo mundo das sombras. Tudo no jogo pode ser usado para a progressão do jogador, desde objetos reais a até sombras que surgem projetadas pela luz.

Os puzzles ficam cada vez mais interessante com o decorrer do jogo, inclusive podemos usar a distância entre os objetos e a luz para criar caminhos diferentes. Além disso, também podemos transportar objetos para o mundo das sombras. Os puzzles são bacanas, não são muito difíceis, mas colocam o jogador para pensar.

Gráficos e Som

Contrast possui uma ambientação claramente inspirada no gênero de filmes Noir e seus clichês como: femme fatale, corruptos, ambiente urbano, casas e cenários noturnos, bandidos e policiais. Também podemos perceber a forte inspiração com o grande peso do escuro na proporção entre escuro e claro. O jogo sofre algumas falhas gráficas, mas nada que atrapalhe na narrativa.

A trilha sonora é um deleite à parte com canções inspiradíssimas de blues, com destaque para os tons de piano e contrabaixo. Vale lembrar que o jogo está totalmente legendado em português, o que ajuda bastante na compreensão da história.

Opinião

Compulsion Games realizou um belo trabalho no roteiro de Contrast, ele te prende com todo o mistério da sua narrativa, porém o jogo é muito curto (você pode terminar em umas 4 horas) e no final nos deixa com a sensação de que ele poderia ter oferecido bem mais do que foi apresentado. Apesar de oferecer puzzles inteligentes e uma belíssima direção de arte, o jogo sofre com sua pouca duração e alguns problemas técnicos recorrentes. Ainda assim, Contrast é um jogo indie que merece sua atenção.

Entenda nossas notas

Share.

About Author

Administradora de Empresas, mas apaixonada pelo mundo dos games e pelo Xbox! Fã da incrível e complexa franquia Halo e de seu icônico líder, o Master Chief. Também apaixonada por Dragon Age e seu universo magnífico. Sempre ligada nas notícias e novidades do lado verde da força!

  • Juray

    Eu ainda quero jogar esse jogo no One!

    No 360 eu estou (ou estava, preciso testar) com problema no Save! Eu jogo mas o jogo não salva…. Quando eu reinicio o jogo ele volta pra tela inicial!

    Muito bizarro isso! =O

    Mas adorei! E Pretendo fazer os 100% nele no 360! rsrs!

    • Nivea Miranda

      Que droga esse problema do save hein…
      Eu sempre tive curiosidade por esse jogo e aproveitei logo a promo de fim de ano e comprei 😀
      Depois vou pegar a versão de Xbox 360 para pegar as conquistas, que são bem tranquilas…

Powered by keepvid themefull earn money