O mundo dos games estava em grande expectativa para o dia de hoje, onde finalmente tivemos acesso às especificações técnicas do Project Scorpio, o próximo console da família Xbox. Quando anunciado na E3 de 2016, a Microsoft foi enfática em dizer que se tratava do console mais poderoso que já existiu e que era um verdadeiro monstro. A empresa almeja não apenas uma alta performance, mas levar o mundo dos consoles à um novo nível.

Hoje, ironicamente, as especificações técnicas do Project Scorpio, foram reveladas em um artigo do site Digital Foundry, que foi convidado pela Microsoft para conhecer o console. Digo ironicamente, pois o site tem uma fama de desmerecer os jogos do Xbox, e foi escolhido justamente para mostrar que a Microsoft não está brincando.

Preparados para conhecerem o monstro?

As especificações

Como revelado na E3 2016, o Project Scorpio alcança 6 teraflops com uma GPU personalizada para ele. Além disso, o console possui 12GB em uma memória GDDR5 super rápida e uma CPU de oito núcleos também personalizada. Um ecossistema que está alocado dentro de um corpo compacto com fonte interna e sistema de refrigeração da melhor qualidade.

Resumindo: um total de 12GB de RAM está disponível via módulos 6.8GHz GDDR5 que operam ao longo de uma interface de memória de 384-bit.

O desempenho

O artigo destaca a performance do Project Scorpio como espantosa. O console foi testado com uma demonstração de Forza Motorsport alcançando 4K nativos e 60 fps com facilidade e usando apenas 66% do hardware, o que deixou claro que essa performance será alcançada sem sacrifícios nos jogos. Vale lembrar que a demo é apenas um port do Xbox One, não representa a qualidade total que o Scorpio irá mostrar nos seus jogos. Veja a imagem em 4K aqui.

Não pense que os jogos já existentes para o Xbox One foram esquecidos. Toda a estrutura do Project Scorpio foi pensada para maximizar a performance desses jogos também. Mesmo que o objetivo sejam visuais 4K ultra HD para uma nova geração de TVs, a Microsoft também está dando atenção para os jogadores que só possuem aparelhos que cheguem a 1080p. Isso mostra a faceta altamente customizável do console, algo que Phil Spencer já havia anunciado. Para ele, os consoles devem seguir esse raciocínio, ou seja, em vez de lançarem novas versões, devem atualizar e melhorar suas especificações, e esse é o foco do Scorpio.

Os 12GB de memória são divididos da seguinte maneira: 8GB para os programadores e 4GB para o sistema (1GB à mais do que o Xbox One). Com isso, os jogos conseguem aumento de 60% na memória geral, aumentando a performance e a qualidade gráfica. O Project Scorpio será lançado com um disco rígido de 1TB com 50% de aumento na largura de banda.

A GPU (Unidade de Processamento Gráfico), que é onde fica localizada a parte mais central da placa de vídeo, terá oito núcleos, com dois conjuntos que totalizam 4MB de cache L2. São CPUs (Unidade Central de Processamento) únicas e personalizadas que correm a 2.3GHz. Essa escolha foi crucial para manter a retrocompatibilidade a 100% e ainda melhorar a performance. Os novos núcleos x86 do Project Scorpio são 31% mais rápidos que os do Xbox One. A escolha do D3D12 permitiu a redução da sobrecarga de renderização do CPU pela metade. O console apresenta uma versão revisada do processador Jaguar já presente no Xbox One, mas a equipe de desenvolvimento não se preocupa com isso, pois com isso foi possível alcançar os objetivos de design e também chegar a um preço de venda que incentive os consumidores, sem perder o poder de processamento almejado.

A performance do Xbox GameDVR também será otimizada. Ele recebe uma atualização para 4K 60fps usando o decodificador HEVC de nova geração (formato que tem se popularizado no streaming online de vídeo e é usado pelo Netflix), o que permite capturar conteúdo em full HDR.

Resolução 4K

Uma verdadeira e nativa resolução em 4K sempre foi um grande objetivo do Project Scorpio, e foi algo no qual a equipe de engenheiros trabalhou arduamente para que chegassem ao resultado desejado. Eles não só conseguiram fazer com o console entregasse um 4K real, como também alcançaram o objetivo de fazer com que os jogos que corriam a 900p no Xbox One, chegassem a esse alta resolução no Scorpio. Foi utilizada a ferramenta de desenvolvimento chamada PIX (Inspetor de Performance no Xbox), que permite a captura de traços da GPU e com isso converte os jogos existentes para 4K. A PIX forneceu os dados, que depois foram inseridos num emulador, onde a equipe pôde ver os jogos no Scorpio.

Esses testes ocorreram há um ano atrás, e muito já foi evoluído e desenvolvido até o momento.

Formato e Refrigeração

Uma das grandes batalhas da Microsoft com o Project Scorpio era conseguir um design compacto que alocasse com segurança todo o seu hardware. Para tal, a Microsoft encontrou uma solução revolucionária para um console: uma câmara de vapor. Um recipiente de cobre, dentro do qual fica uma água destilada ionizada em vácuo. O calor é absorvido pela água e evapora. O vapor escapa dos pontos quentes e condensa-se nos dissipadores de forma altamente eficiente.

A versão final do Project Scorpio será apresentada apenas na conferência da Microsoft na E3, mas durante essa visita foi montado um protótipo do console, que apresentou um design modular muito simples, elegante e que tira o máximo proveito do espaço. A entrada do drive Blu-ray UHD e a parte de trás do console é basicamente igual a do Xbox One S, assim como a fonte, que permanece interna, mas com o modelo PSU de 245W de voltagem universal que deve ser a mais eficiente na história do Xbox.

Áudio

O processador de áudio ganhou novas funcionalidades, com surround espacial, suporte Dolby Atmos para jogos, Dolby Atmos para headphones e um sistema proprietário da Microsoft chamado HRTF, desenvolvido pela equipe do Hololens. Outra grande novidade é que como o hardware de áudio é basicamente o mesmo do Xbox One, todas as versões da console terão uma atualização que irá melhorar o áudio com o surround espacial, que oferece uma melhor sensação do espaço em volta do jogador, aumentando a imersão.

Nome e Preço

O nome permanece um mistério e será revelado apenas na E3, assim como o valor do console. A Digital Foundry especula que depois de tudo que viu do console, o valor deva ser de US$ 499.

Agora só nos resta aguardar pela revelação final do console que acontecerá na conferência da Microsoft na E3, no dia 11 de junho à partir das 20 horas (horário de Brasília). O Project Scorpio será lançado no final de 2017.

Agora queremos saber a opinião de vocês. O que acharam das especificações do Project Scorpio?

Compartilhar.

About Author

Administradora de Empresas, mas apaixonada pelo mundo dos games e pelo Xbox! Fã da incrível e complexa franquia Halo e de seu icônico líder, o Master Chief. Também apaixonada por Dragon Age e seu universo magnífico. Sempre ligada nas notícias e novidades do lado verde da força!

Powered by keepvid themefull earn money