Na E3 de 2016 a Microsoft surpreendeu o mundo todo ao anunciar o Project Scorpio, que se apresentava com um verdadeiro monstro dentro do mercado de consoles, trazendo uma nova realidade para os jogadores, prometendo uma alta performance nos jogos.

No dia 07 de novembro de 2017, finalmente o console foi lançado, agora com o nome definitivo de Xbox One X, e ele mostra que a Microsoft não estava de brincadeira quando falava que desenvolveu o console mais poderoso do mercado e que ele iria mudar o rumo da indústria de games.

Estou com o Xbox One X Project Scorpio Edition em mãos e vou passar para vocês todas as minhas impressões sobre o novo console da família Xbox.

Especificações Técnicas

Antes de destrinchar o Xbox One X, temos que falar o conteúdo total da caixa, ele vem com: um Xbox One X Project Scorpio Edition, um controle para Xbox One com entrada P2 e duas pilhas AA, cabo HDMI, cabo de alimentação CA, suporte vertical, código para um mês de Xbox Game Pass, código para 14 dias de Xbox Live Gold.

O conjunto do Xbox One X é realmente robusto e as especificações técnicas do console são realmente impressionantes. Ele é, sem dúvida, o console com o melhor conjunto de desempenho do mercado, composto por um poderoso processador de 2,3 GHz em conjunto com uma GPU de 1,172 GHz e com 6.0 Teraflops. Além disso, ele oferece uma verdadeira experiência imersiva em 4K, compatibilidade com toda a família Xbox, buffers de 2160p, High Dynamic Range e Wide Color Gamut.

Esses números podem não ter muito significado para muitas pessoas, mas eles ganham destaque quando comparamos com as versões anteriores do Xbox One e, é claro, com o PS4 Pro que é o console mais potente da concorrente Sony.

Xbox One XXbox One SXbox OnePS4 Pro
CPUCPU personalizada Jaguar AMD 2.3 GHz, 8-coreCPU personalizada Jaguar AMD 1.75GHz, 8-coreCPU personalizada Jaguar AMD 1.75GHz, 8-coreCPU personalizada Jaguar AMD 2.1GHz  8-core
GPUAMD customizada 6.0 TFLOPS (1.172 GHz, 40 CUs)AMD customizada 1.4 TFLOPS (914 MHz, 12 CUs)AMD customizada  1.3 TFLOPS (853 MHz, 12 CUs)AMD Radeon 4.2 TFLOP (36CU, 911MHz)
Memória12 GB GDDR5 326 GB/s8 GB DDR3 68 GB/s, 32 MB ESRAM 218 GB/s8 GB DDR3 68 GB/s, 32 MB ESRAM 204 GB/s8GB GDDR5 218 GB/s
HD Interno1TB HDD500GB, 1TB, 2TB HDD500GB, 1TB HDD1TB HDD
Disco óptico4K UHD Blu-ray4K UHD Blu-rayBlu-rayBlu-ray
Resolução HDMI e Framerate2160p 60Hz AMD FreeSync2160p 60Hz1080p 60Hz2160p 60Hz
Suporte HDRSimSimNãoSim
Fonte245W, Interna120W, Interna220W, Externa310W, Interna

 

A CPU do Xbox One X traz uma melhoria de 50% sobre as versões antigas do Xbox One, mas também é bem mais rápida que a do PS4 Pro. Esse processador mais robusto significa mais capacidade multitarefa, onde podemos realizar várias atividades no console sem nenhum engasgo e ainda traz mais desempenho para tarefa que está sendo executada em primeiro plano. Além disso, a CPU possui velocidade de 2,3 GHz proporcionando uma inteligência artificial aprimorada, detalhes do mundo real e interações mais suaves para o jogo.

Os gráficos do Xbox One X são bem apresentados pois se beneficiam dos famigerados 6 teraflops, que também apresenta um aumento gigante sobre o console da Sony. Essa GPU potente do console é muito impressionante, pois quanto mais teraflops o aparelho consegue atingir, mais rápido ele será e maior capacidade de processamento ele oferecerá. Isso possibilita os ambientes em 4K e um realismo ainda maior dos personagens, com mais detalhes e animações mais suaves.

Outra grande característica do console é a sua Memória RAM com 12 GB GDDR5 que é, novamente, mais potente do que o encontrado em ambos os modelos anteriores do Xbox One e no PS4 Pro. Essa grande vantagem adiciona velocidade e potência no desempenho do jogo, possibilitando mundos maiores, horizontes mais amplos, tempos de carregamento mais rápidos e gráficos mais detalhados, que com a largura de banda de memória de 326 GB/seg, traz ainda mais fluidez para o seu jogo.

O disco rígido de 1 TB traz bastante espaço para os jogadores guardarem seus jogos e as suas atualizações, mas eu senti falta de um HD maior, pois por se tratar de um produto premium deveria vir com pelo menos 2 TB de HD pois existe até mesmo modelos do Xbox One S com esse tamanho de espaço interno. É claro, que o Xbox One X, assim com as versões anteriores do Xbox One, possui o suporte para o uso de um HD externo (conexão USB 3.0 e com no mínimo 256 GB de capacidade de armazenamento), mas ainda assim fica a sensação de que poderiam ter sido mais generosos com essa característica.

A unidade de Blu-ray UHD permite não apenas rodar jogos em 4K, mas também traz essa tecnologia para filmes e outras mídias. O Xbox One X também tem suporte ao HDR, que potencializa efeitos de iluminação e cores, dando um aspecto mais realista ao que se vê na tela.

Você deve estar se perguntando: mas com todas essas caraterísticas, o Xbox One X deve ser bem barulhento e esquentar muito? A resposta é não. O console é bem silencioso e esquenta bem pouco, quase nada na verdade. Isso se deve ao fato dele usar um ventilador estilo supercompressor centrífugo com líquido de resfriamento avançado para garantir que não haja superaquecimento. Além disso, para minimizar o consumo de energia, o Xbox One X usa o método Hovis, um avançado sistema digital de envio de energia que otimiza a voltagem de cada console.

Além de todas essas características incríveis o console também é totalmente compatível com todos os jogos e acessórios lançados para as versões anteriores do Xbox One, ou seja, você pode usar tranquilamente os seus controles, headsets e jogar todos os jogos do Xbox One, assim como os de Xbox 360 e Xbox Original, que fazem parte da retrocompatibilidade. Provando mais uma vez que o console não irá separar a comunidade, mas mantê-la unida.

Um conjunto impressionante não?

Design

Um dos pontos que mais reclamaram quando o Xbox One foi lançado era o seu tamanho exagerado, mas a Microsoft já havia prometido que iria achar uma maneira de melhorar isso e ainda assim manter a segurança do console. Quando lançou o Xbox One S, a empresa não só conseguiu diminuir drasticamente o tamanho do console, como também conseguiu colocar a fonte internamente, algo que não ocorre desde o Xbox Original.

O Xbox One X manteve o tamanho reduzido do S e também a fonte interna, trazendo um ar sofisticado ao console. A grande diferença é o peso, pois a máquina tem um peso maior em relação aos anteriores, o que se justifica por causa de toda a aparelhagem necessária para o seu correto funcionamento. É impressionante ver o trabalho dos engenheiros, que conseguiram alocar com segurança todos esses recursos dentro dessa pequena caixa.

Xbox One XXbox One SXbox One 
Tamanho30cm x 24cm x 6cm29.5cm x 23cm x 6.5cm34.3cm x 26.3cm x 8cm
Peso3,8 Kg2,9 Kg3,5 Kg

 

A versão padrão mantem a cor preta tradicional, já a versão Project Scorpio traz um leve gradiente entre as cores preta e cinza, além do nome Project Scorpio gravado na cor verde tanto no console, quanto no controle, que nessa versão também traz uma espécie de acabamento arenoso, muito agradável mas mãos.

Na parte frontal do Xbox One X temos o botão de ligar do console, que segue a mesma tendência do Xbox One S, com padrão físico, abandonando de vez o sistema touch da primeira versão do Xbox One. Já os botões de sincronização de controle, ejetar mídia e entrada USB frontal estão com a posição invertida à do Xbox One S. Do lado direito, na parte inferior, temos o botão de sincronização e entrada USB, já o lado esquerdo ficou para o botão de ejetar mídia.

Já na parte traseira temos a mesma disposição de entradas vistas no Xbox One S, mas a grande diferença é que agora existe um espaço maior entre elas, mostrando um uso mais eficiente da parte de trás. Mais uma vez, não existe a entrada para o Kinect, sendo necessário a compra de um adaptador para fazer uso do periférico.

Inicialização e Tempos de Loading

Como já falamos acima, o Xbox One X é um console extremamente potente e ele já mostra esse poder na tela de entrada, com uma introdução que mostra o seu processador espalhando poder para todos os recursos do console. Depois desse impacto inicial, fui surpreendida por uma inicialização realmente rápida, que já mostrou vantagens em relação ao Xbox One padrão.

Quando o console for inicializado pela primeira vez ou para aqueles que deixam o console em Modo de Energia, onde ele desliga completamente, o tempo para chegar à tela inicial foi de 57, já no Xbox One antigo, essa demora chega a 70 segundos.

Já para aqueles que deixam o console no Modo Inicialização Imediata, onde ele ativa a função standby, permitindo o download de jogos e atualizações mesmo que esteja desligado, o Xbox One X demorou 1.75 segundos para chegar à tela inicial, o que curiosamente é ligeiramente mais lento que o Xbox One padrão, que tem um tempo de 1.5 segundos. Mas que nem chega a ser uma vantagem da versão anterior, pois a diferença é quase nula.

Xbox One XXbox One 
Totalmente desligado57 Segundos70 segundos
Inicialização Rápida1,75 segundos1,5 segundos

 

Outro fator que me surpreendeu muito foi em relação aos tempos de loading dos jogos. O Xbox One X apresenta uma melhoria significativa nos tempos de carregamento, trazendo mais qualidade para a jogatina dos jogadores e diminuindo a espera para aproveitar um jogo. Tudo graças a toda a sua arquitetura e capacidade de processamento.

Primeiro vale destacar que existem diferenças em relação aos jogos instalados no HD interno do console, com os que estão no HD externo, algo que pode afetar esse tempo de carregamento. Eu recomendo que você deixe os jogos com loadings mais demorados e com conteúdo online para o HD interno, pois isso melhora bastante o seu desempenho. Essa dica vale para todos os modelos do Xbox One, não apenas para o Xbox One X.

Confira alguns jogos que testei no Xbox One S e no Xbox One X para analisar os loadings. Todos os jogos estão instalados no HD interno do console por ser o armazenamento padrão, pois o HD externo é opcional. O tempo foi cronometrado durante o tempo de carregamanto inicial do jogo, a partir da sua tela de início.

Xbox One SXbox One X
Assassin’s Creed Origins51 segundos48 segundos
Final Fantasy XV01 minuto e 45 segundos01 minuto e 35 segundos
Forza Motorsport 701 minuto e 04 segundos01 minuto
Gears of War 440 segundos40 segundos
Skyrim: Special Edition38 segundos27 segundos

 

É uma melhora significativa que só tende a melhorar conforme as desenvolvedoras se aprimorem em tirar todo o desempenho da máquina.

Gráficos e desempenho

Acredito que esse seja o tópico que interessa a grande parte dos jogadores, que buscam melhores texturas e também um melhor desempenho para os seus jogos. E o que vivenciamos com o Xbox One X é impressionante, principalmente nos jogos que foram atualizados para o console e trazem resolução nativa e estável à 4K, HDR e melhorias no framerate. Ele consegue realmente manter sua alta resolução sem ficar dependente do upscaling, onde ocorre apenas uma simulação dessa resolução 4K. Na prática temos mais detalhes nos personagens e ambientes, além de uma melhoria gigante nas texturas dos cenários e objetos à longa distância.

Gears of War 4 é um grande exemplo de como um jogo pode ser ainda melhor no Xbox One X. O jogo suporta a resolução 4K nativa e ainda tem suporte ao HDR. O resultado final é uma experiência com gráficos soberbos, detalhes e texturas aprimorados, além de cores e iluminação que muitas vezes nem aparecem nos outros consoles Xbox One. Isso sem falar no framerate que se mantêm estável durante todo o tempo.

Halo 5 Guardians é outro espetáculo, e mostra um universo de Halo ainda mais incrível. Mesmo que não esteja com suporte ao HDR, ele apresenta resolução 4K nativa, e assim como em Gears of War 4, traz praticamente uma nova experiência para o jogo. Forza Motorsport 7 também é um grande exemplo de onde os estúdios podem chegar com o Xbox One X, com uma experiência bem suave, mantendo o 4K nativo, 60 fps constante e ainda o HDR.

Nesse primeiro momento o 4K é a característica que mais tem feito a diferença, e o Xbox One X está mostrando na prática, e em todas as análises de comparação, que é o único console que consegue manter um bom desempenho geral e ainda assim manter uma alta resolução nítida e limpa. Mas não devemos deixar de citar o HDR, que ajuda muito com a imersão nos jogos trazendo cores mais profundas e um contraste rico que permite maiores detalhes em todas as partes da imagem.

Outra caraterística incrível do Xbox One X é que ele também potencializa os jogos mais antigos. Graças à retrocompatibilidade, os jogadores do Xbox One podem jogar títulos do Xbox 360 e Xbox Original no seu atual console, e esses jogos também começaram a ganhar tratamento especial. O resultado final é muito bom e os jogos parecem que foram realmente remasterizados, mas ganharam apenas uma atualização. É o que chamamos de remaster instantâneo, mas sem nenhum custo adicional para os jogadores, já que as melhorias são gratuitas. Gears of War 3 e Halo 3 apresentam um bom desempenho no Xbox One X, com mais detalhes nas texturas.

Os jogos que não receberam atualização para o Xbox One X, se mantêm quase que na sua maioria, com a mesma performance, mas alguns deles como Warframe, apresentou tempos de loading melhorados, assim como um carregamento de menus e personagens mais rápido. Mas no geral, a experiência com esses jogos sem os updates não trazem grandes melhorias.

Ainda não é um salto de geração, pois os jogos ainda estão sendo melhorados e os estúdios estão aprendendo a trabalhar com a máquina, mas por ver o grande trabalho já realizado com um pouco mais de um mês de lançamento do console é algo realmente impressionante. A tendência é que os futuros jogos usem mais de todo o desempenho do Xbox One X e tragam experiências ainda mais impressionantes.

Eu estou usando o Xbox One X em uma boa TV 4K (Samsung KS 7000) e isso faz sim uma grande diferença, pois o conjunto é importante para maximizar a sua experiência. Mais ainda assim existem reais benefícios para quem possui uma TV Full HD (1080p), graças ao sistema de supersampling, que reduz a imagem em 4K até a resolução 1080p, mantendo o máximo da qualidade possível.

Mesmo testando o Xbox One X em uma TV Full HD, pude sentir boas melhorias, com uma imagem melhor e um desempenho mais leve de todo o sistema. Isso sem falar que mesmo sem uma TV 4K o jogador se beneficia com um framerate melhor e tempos de carregamento mais rápidos.

É claro que uma boa TV 4K irá trazer o máximo de desempenho da parte visual do console, com uma imagem mais nítida e clara, mas o supersampling faz um trabalho eficaz e decente, para integrar os jogadores independentemente da TV ou monitor que usem.

Jogos otimizados e Atualizações

Os estúdios abraçaram logo de cara todo o poder do Xbox One X, e a lista com jogos que serão ou que já contam com atualizações para o novo console já passa de 160 títulos (confira a lista). Os desenvolvedores se esforçam em trazer loadings ainda mais rápidos, texturas com maior resolução, framerates mais altos e o HDR. Mas vale lembrar que essas melhorias são decididas pelos estúdios, não existe uma imposição da Microsoft.

Mesmo que ainda não tenha o console em mãos, os jogadores podem baixar o conteúdo aprimorado antes da chegada do console e deixar os jogos prontos para serem aproveitados no Xbox One X (Confira o passo a passo), o que facilita muito o uso dos jogos melhorados já no primeiro momento com o seu novo console.

Com essa opção ativada, além de podermos ver quais jogos possuem atualização para o Xbox One X, também temos acesso rápido na nossa aba de jogos à todos os títulos que temos e que foram atualizados.

Easter Egg

A caixa do Xbox One X Project Scorpio Edition ainda conta com uma agradável surpresa que eu gostaria de compartilhar com vocês. Ela conta com uma numeração que está diretamente relacionada com a história da marca Xbox e celebra marcos importantes da sua trajetória.

01 – Lançamento do Xbox Original, que aconteceu no dia 15 de Novembro de 2001.
05 – Lançamento do Xbox 360, ocorrido no dia 22 de Novembro de 2005.
10 – Lançamento do Kinect, no dia 4 de Novembro de 2010.
13 – A chegada da primeira versão do Xbox One, no dia 22 de Novembro de 2013.
17 – E finalmente o lançamento do poderoso Xbox One X, que chegou no dia 07 de Novembro de 2017.

Uma maneira criativa de celebrar a história do console, em um momento tão importante para a marca.

Opinião

A pergunta final é: O Xbox One X é tudo isso mesmo? A resposta é sim. O console é realmente incrível e com um desempenho espetacular com os jogos atualizados e ainda oferecendo experiências mais leves, até mesmo para os que não receberam esse tratamento especial. Ele traz um design moderno e elegante que comporta perfeitamente a sua tecnologia, sem nenhum barulho e quase zero de aquecimento, o que mostra um grande cuidado e uma engenharia extremamente bem desenvolvida para maximizar o desempenho, mas com toda a segurança.

Os jogos atualizados, até o momento, já mostram bastante do que o console é capaz, oferecendo uma ideia do que teremos daqui pra frente, conforme mais jogos sejam lançados e, quanto mais os estúdios entenderem a estrutura do console, para tirarem ainda mais proveito da sua potência. Ainda assim, é um começo impressionante.

O valor do Xbox One X não é barato, mas está dentro da realidade de tudo o que ele oferece. O console sempre foi anunciado como um produto premium e no final é o que ele realmente é. Se você ainda não tem uma TV 4K verá melhorias gráficas nos jogos, graças ao supersampling, mas ainda assim a grande experiência requer uma TV 4K, não vou omitir, de forma alguma, essa constatação. Você terá um melhor desempenho para os seus jogos, mas a TV 4K monta um conjunto perfeito com o Xbox One X, eles nasceram um para o outro, trazendo benefícios óbvios aos jogadores.

No geral, o Xbox One X é certamente a escolha certa para os jogadores que buscam um desempenho maior para os seus jogos e é sem dúvida o console mais poderoso disponível no mercado, com um futuro brilhante pela frente

Ele foi lançado no dia 07 de novembro nos Estados Unidos, por US$ 499. No Brasil ele será lançado oficialmente no dia 15 de dezembro por R$ 3.999, com pré-venda já disponível nas principais lojas do país.

Compartilhar.

About Author

Administradora de Empresas, mas apaixonada pelo mundo dos games e pelo Xbox!Fã da incrível e complexa franquia Halo e de seu icônico líder, o Master Chief. Também apaixonada por Dragon Age e seu universo magnífico. Ahhh e quem disse que Dark Souls não é divertido? :DSempre ligada nas notícias e novidades do lado verde da força!

  • Bruno César

    Excelente Review/análise 😀

  • Guilherme Garcia

    parabéns! Uma review incrivel de um site de xbox, que não precisou ficar puchando sardinha pra marca! Un review é assim, especificações, comparaçoes com versoes anteriores para basear o que está sendo dito! A parte das pilhas deixou isso bem claro, como um site de xbox, poderia muito bem e dizer que é a opção dos jogadores de xbox, mas isso estaria errado, como era a parte da apresentação do que vinha na caixa do console, foi adequadamente citado, caso o contrário seria opinativo, o que iria contra o próprio título da matéria, e é o que a grande mídia e youtubers fazem, dão opniões pessoais em reviews e unboxings, a “mídia imparcial”
    Meus parabéns pelo texto!.

  • Marco A. S. Máximo

    Parabéns pelo review!

  • ET

    Vocês estão quase me fazendo comprar um =´(

  • AUGUSTO DLELIS

    Apenas uma ressalva: Os tempos de carregamento do X não me pareceram muito inferiores ao do modelo padrão (em torno de 10 segundos), neste caso não seria melhor deixar os jogos instalados no HD externo, pois já fiz testes com meu Xbox One padrão (fat), e em jogos como Forza Horizon 2 o ganho no loading chegou a ser de 30 segundos ou mais.

    • Varia muito mesmo, então o ideal é cada um ver como fica melhor na sua situação.

  • Hamblam

    Ótima review! Até fevereiro espero pegar o meu.

  • ZordRubronero

    (ALUSÕES)Nossa, que surpresa, o controle do XBox X é a pilhas…(ALUSÕES)

    Primeiro, parabéns pela aquisição, Nívea. Segundo, pelo review, não por ser fã da marca, mas realmente mostrou todas as especificações do console, coloca muita gente da “mídia especializada” no chinelo. Realmente o X é um monstro, inclusive para meu bolso rs

    Quando ele chegar na média dos 2500, talvez vire uma realidade, mas por enquanto, é só o desejo mesmo. Sério, sou o único que prefere mil vezes a fonte internet a externa? Sempre achei um dos pontos positivos comparados ao PS, acho esse troço de “beleza em console” uma tremenda besteira, a beleza está no hardware.

  • o único defeito é mesmo o preço. A diferença do preço americano para o Brasileiro é um tapa na cara. Dá pra comprar uma passagem ida e volta pra Miami, comprar o monstro e voltar cons uns trocados!

  • Pingback: Resumão da semana: de 11 à 17 de dezembro - Xbox Power()

  • Jairo Picanço

    Nivea, excelente análise, justa e equilibrada. Parabéns. Só tem uma parte da matéria que fiquei em dúvida: no caso do X, a diferença de carregamento dos jogos no HD externo é tão perceptível em relação ao interno? Porque soube que o HD Interno do X ele recebeu um incremento de 50% na velocidade em relação ao modelo FAT e S.

    Quando o console chegar numa faixa de preço melhor eu migro para ele.

    • Nivea Miranda

      A diferença é bem pouca Jairo, mas no interno ainda é um pouco mais rápido. Ainda assim, não é nada de tão gritante, então pode usar qualquer um dos meios como armazenamento. Eu acabo optando, na maioria pelo externo, pois o interno acaba lotando rápido demais. E não tenho do que reclamar.

  • Pingback: Lista mostra a melhor performance dos jogos no Xbox One X - Xbox Power()

Powered by keepvid themefull earn money