E estamos de volta mais uma vez ao universo de Final Fantasy XV. Depois de Gladiolus e Prompto, chegou a vez do sério Ignis ganhar o seu episódio individual, mostrando mais da sua história e da sua personalidade, além de apresentar a amizade e devoção do cozinheiro do grupo ao seu Rei Noctis.

Final Fantasy XV: Episódio Ignis fecha os conteúdos extras do jogo no seu primeiro Season Pass, o conteúdo traz uma história emocionante e que realmente traz adições importantes para o jogo base, na verdade é a que mais traz peso para os acontecimentos do jogo principal. Além disso, apresenta uma jogabilidade dinâmica e cenários belíssimos.

História

A trama de Final Fantasy XV: Episódio Ignis ocorre no meio dos acontecimentos do Capítulo 9 do jogo principal, e se situa, quase que na sua totalidade, na cidade de Altissia.

Ignis, Gladiolus e Prompto estão na cidade para resgatar Noctis, que está com Lunafreya no meio de uma batalha de proporções épicas dentro da cidade. Um acontecimento separa Ignis dos amigos e ele segue obstinado no seu objetivo de encontrar Noctis e resgatá-lo. No meio do caminho temos que lutar contra diversos e poderosos soldados imperiais. Além disso, iremos encontrar com Ravus, que aparece mais uma vez para tampar os buracos na história do personagem, e é claro, iremos bater de frente com o odioso vilão Ardyn, que continua cínico como sempre.

O jogo ainda traz um final alternativo para os acontecimentos da história, que mostra como as coisas poderiam ter ocorrido se as nossas escolhas fossem diferentes.

A duração é curta, você pode terminar a história em cerca de uma hora e meia, mas o conteúdo prende o jogador com suas explicações de fatos importantes da história e é certeiro em mostrar a personalidade de alguns personagens importantes. O final me deixou um um nó na garganta, pois ficamos imersos na amizade que une esses quatro amigos, o que realmente é emocionante.

Jogabilidade

Final Fantasy XV: Episódio Ignis traz um combate inteiramente voltado para a ação e apresenta uma jogabilidade muito divertida com as adagas de Ignis que podem ser imbuídas com dano elemental de fogo, gelo e raio, cada uma com um propósito diferente e com suas próprias características de combate. Fogo é mais eficiente para dano massivo em apenas um inimigo, gelo para dano em área e raio para atacar os inimigos realizando translocação entre eles. Ao encher uma barra especial, podemos dar um ataque massivo com o dano elemental equipado nas adagas. Uma jogabilidade rápida e muito divertida.

Existe um pouco de exploração de cenário, mas no geral é tudo bem linear. Essa linearidade é diminuída pela mecânica de deslocamento de Ignis com uma espécie de gancho, que o faz subir em diversas estruturas e alterar um pouco o seu trajeto. Também foi adicionado um sistema de tomada de território, onde precisamos limpar uma área que está sob o controle do inimigo e eliminá-lo para trazer de volta para as forças da cidade. Ainda temos pequenas partes de stealth, que são bem pequenas, mas que trazem diversidade para o gameplay.

Ainda existe um modo extra onde Ignis pode colocar suas habilidades em prova contra os seus amigos.

Gráficos e Som

Graficamente, o DLC traz a mesma qualidade e estilo de arte do jogo principal com áreas bem desenvolvidas e personagens bem apresentados. Os efeitos das magias e da ação do combate também estão incríveis. As cutscenes estão belíssimas e aumentam ainda mais a carga dramática do conteúdo.

Final Fantasy XV: Episódio Ignis tem a trilha sonora composta por Yasunori Matsuda, conhecido por seu trabalho em Chrono Trigger. O que sentimos no jogo são canções realmente especiais e que trazem todo o sentimento dos personagens e dos acontecimentos ao seu redor. Muito bem feita e bem colocada em todas as situações.

Opinião

Os conteúdos extras de Final Fantasy XV vieram não apenas para mostrar mais da personalidade dos amigos de Noctis, mas também para preencher vazios e acontecimentos que ficaram sem explicação no jogo principal, e o Episódio Ignis foi o mais importante nesse ponto de vista, pois trouxe informações bem preciosas para quem já terminou a história e ainda traz uma carga dramática intensa, que realmente te faz se importar com os personagens e o que está acontecendo com eles.

Final Fantasy XV: Episódio Ignis traz um sistema de combate divertido, uma história emocionante e uma trilha sonora maravilhosa. Um combo perfeito que fecha muito bem essa sequência de histórias focando nos amigos de Noctis. Então se você curtiu a história principal e se tornou fã do universo do jogo, esse conteúdo extra é mais do que recomendado para você.

Com a qualidade crescente dos conteúdos extras, estou muito ansiosa para o que iremos vivenciar no Episódio Ardyn, que já foi anunciado para 2018.

Não deixe de conferir nossa análise de Final Fantasy XV.

Entenda nossas notas

Clique e confira na Microsoft Store
Compartilhar.

About Author

Administradora de Empresas, mas apaixonada pelo mundo dos games e pelo Xbox!Fã da incrível e complexa franquia Halo e de seu icônico líder, o Master Chief. Também apaixonada por Dragon Age e seu universo magnífico. Ahhh e quem disse que Dark Souls não é divertido? :DSempre ligada nas notícias e novidades do lado verde da força!

  • daniel ventura

    boa analise , fiquei surpreso quando falou que seria curta imaginei 10 horas pra um rpg mas terminar em quase 2 horas fiquei triste

    • Nivea Miranda

      Os DLCs de FF XV possuem curta duração, servem mais pra mostrar um pouco mais das histórias dos amigos de Noctis e sua relação com ele. E também para tampar uns buracos que apareceram no jogo base.

  • Pingback: Análise – Final Fantasy XV: Episódio Ignis – Xbox News()

  • Irineu Urameshi

    Gostei da análise. Gostei também da repaginada que vocês deram no site, ficou top. Tenho FF 15 e não zerei ainda, estou aguardando chegar o meu X para jogar o game mais bonito. parabéns pelo trabalho de vocês e vou acompanhar mais daqui pra frente.

    • Nivea Miranda

      Obrigada Irineu 😀

Powered by keepvid themefull earn money