fbpx

Anthem foi um dos jogos que mais chamaram a atenção na E3 2017 e a sua apresentação na conferência da Microsoft deixou os jogadores de queixo caído. O novo jogo da BioWare combina elementos de um MMO com Ação e Aventura, e ainda terá um sistema de mundo compartilhado, onde podemos realizar as missões em grupos de até quatro jogadores online, além de poder nos juntar com outros jogadores que estiverem próximos.

Mesmo com as recentes polêmicas envolvendo a Electronic Arts, que é quem publica o jogo, e a sua postura agressiva com as microtransações, ainda podemos esperar que Anthem seja um grande jogo, pois as perdas que a EA teve com sua postura pode fazer a empresa refletir as consequências da sua atitude.

Pois bem, deixando o lado negativo de lado, vamos falar do que já sabemos sobre Anthem, que segundo a BioWare será uma jornada de 10 anos para os jogadores, com conteúdo e serviços adicionados ao longo dos anos.

História e mundo

Assumiremos o papel de Freelancers, que usam um exosuit chamado de Javelin. Essas armaduras serão customizáveis para se adaptarem aos diferentes estilos de jogo de cada jogador. A BioWare também promete uma narrativa bem estruturada, e trouxe Drew Karpyshyn para o time de criadores de Anthem. Ele entrou na BioWare em 2000 e foi um dos principais escritores de Mass Effect e Mass Effect 2, além de escrever os cenários e diálogos de Star Wars: Knights of the Old Republic. Ele retornou para a empresa em 2017.

As comparações com Destiny da Bungie são inevitáveis, uma vez que Anthem possui uma estrutura bem parecida. Os Freelancers são grandes heróis, que exploram o desconhecido para encontrar qualquer item que possa ser valioso para a humanidade, e no meio do caminho precisam eliminar uma série de inimigos. O jogo também tem sua área segura para os jogadores, que ganhou o nome de Fort Tarsus, e é o local para organizar seus equipamentos e interagir com outros personagens, para pegar e entregar missões, por exemplo.

Fort Tarsus é protegido por uma grande muralha (The Wall) que protege os cidadãos dos animais hostis e ameaças gerais do ambiente. O local abriga a mais alta tecnologia para ajudar os Freelancers em suas jornadas.

A jogabilidade

Anthem será um jogo em terceira pessoa e será totalmente online, com missões que podem ser realizadas em grupos de até quatro amigos. A ideia central do jogo é explorar o incrível universo apresentado com total liberdade durante suas aventuras.

Embora tenha um sistema de classes, criação de itens e mecânicas de loot, a EA pontuou que Anthem não será uma experiência de RPG, mas sim um jogo de ação-aventura.

Também podemos esperar por um grande sistema de grinding para loot de itens em geral. O farm terá um papel importante no sistema de progressão de Anthem, com níveis diversos de raridade, melhoria dos itens através de recursos coletáveis, customização e outras mecânicas de progressão comuns nesse tipo de jogo.

Além da vida selvagem, você também terá aliens humanóides pela frente, que são conhecidos como Scar. Essa IA pareceu bastante inteligente, com diálogos interessantes para serem ouvidos e com reais estratégias de combate contra você, o que demanda muito mais que tiroteios abertos, mas estratégia de combate e abordagem.

Outra característica que irá alterar abstante a sua postura nas batalhas são os elementos climáticos dinâmicos, que mudarão drasticamente o ambiente das missões. Anthem terá eventos periódicos conhecidos como Shaper Storms, com tempestades maciças e que causam um grande dano ao ambiente. Esses eventos terão objetivos próprios e, é claro, recompensas.

As Classes

Como dito antes, os personagens de Anthem possuem Exoesqueletos, que aqui ganharam o nome de Javelin. Esses equipamentos permitem que os jogadores saltem de lugares bem altos e ainda alcancem lugares que pareciam impossíveis de serem atingidos, o que expande de maneira impressionante as possibilidades de gameplay do jogo.

As classes também não são limitadas, pois cada Javelin possui suas proprias caracteristicas e habilidades únicas, e os jogadores são livres para encontrar diversos deles e usar os que são mais parecidos com seu estilo de jogo ou que são mais necessários em determinadas ocasiões. Eles também serão altamente personalizáveis.

Algo que não ficou muito claro é se as habilidades especiais serão específicas de uma classe escolhida como padrão no início do jogo, ou se essas habilidades são específicas de cada Javelin.

As duas classes mostradas são:

  • Ranger – se parece com uma classe essencialmente DPS, que parece ser voltada para jogadores mais inexperientes, e é descrita como equilibrada e multifuncional.
  • Colossus – se apresenta como uma classe mais robusta e com caraterísticas de tank, para poder segurar mais pancada. E apesar de ser uma classe mais lenta também possui dano massivo, mas com um maior tempo de espera entre as habilidades.

Qualidade gráfica que impressiona

Além da proposta interessante, Anthem chamou a atenção por conta da sua qualidade gráfica impressionante, com rostos altamente detalhados e ambientes ricos. O jogo usa a Engine Frosbite da DICE, que foi polida e apresentou jogos com incríveis detalhes técnicos como Battlefield 1 e Star Wars Battlefront 2.

A empresa também está animada com as possbilidades do Xbox One X, e por isso apresentou seu jogo no console, usando todo o seu desempenho com ambientes, criaturas e efeitos de combate impressionantes. As expectativas para um jogo final tecnicamente impressionante são muito grandes. O Xbox One X irá certamente receber uma atualização para o jogo para resolução 4K e suporte para HDR.

Data de lançamento e Beta

Anthem ainda não possui uma data de lançamento definida, mas a sua janela de lançamento está entre setembro e dezembro de 2018.

Além disso, por causa do seu forte foco no componente online, o jogo terá fase Beta de testes para que seja testado pelo estúdio e pela comunidade. Ainda não foram dados detalhes sobre como os testes irão acontecer ou quando será anunciado.

Mesmo com todas as polêmicas envolvendo a Electronic Arts e seu modelo de negócios agressivo, e até mesmo as muitas perdas de pessoal que a BioWare teve no último ano, Anthem ainda possui muito potencial de se tornar uma grande franquia e oferecer uma experiência diferenciada para quem curte jogos online, e ainda trazer uma profunda narrativa sobre o seu universo.

Agora só nos resta aguardar por mais detalhes do jogo. E vocês, o que acham de Anthem?

Compartilhar.

About Author

Administradora de Empresas, mas apaixonada pelo mundo dos games e pelo Xbox!Fã da incrível e complexa franquia Halo e de seu icônico líder, o Master Chief. Também apaixonada por Dragon Age e seu universo magnífico. Ahhh e quem disse que Dark Souls não é divertido? :DSempre ligada nas notícias e novidades do lado verde da força!

Powered by keepvid themefull earn money