fbpx
Promoção Xbox Super Game Sale 2019 – Xbox One

Finalmente podemos colocar as mãos na versão final de Sea of Thieves, um dos jogos mais aguardados para o Xbox One nos últimos tempos. O jogo do veterano estúdio RARE traz uma proposta ousada e até mesmo inovadora, onde coloca os jogadores para criarem a sua própria jornada como piratas, dentro de um universo que funciona como um MMO onde todos estão conectados online e podem trombar com outros jogadores a qualquer momento.

O jogo cativa com seus gráficos que misturam o cartunesco com o realista, mecânicas complexas que desafiam o jogador e um gameplay extremamente divertido e viciante.

A história quem cria é você

Sea of Thieves não possui uma história pré-definida, ele te coloca em um mundo infestado com piratas que querem conquistar a fama de Lenda Pirata, mas para isso devem realizar grandes feitos para adquirirem muitos tesouros e riquezas e assim conquistarem esse status. É como se fosse o One Piece da RARE, onde todos estão na Era dos Piratas e todos querem ganhar a honra de ser o Rei dessa geração.

Primeiro você deve escolher o seu pirata, em um tipo de carrossel que mostra diferentes modelos de personagens pré-definidos, onde você pode trocar a seleção quantas vezes quiser para achar um que você goste. Se prepare para se deparar com personagens bem bizarros. Esse modelo padrão não pode ser alterado, mas você pode adquirir novos modelos de cabelo, barba, e também acessórios como tapa-olho, perna de pau, e assim em diante.

Você também pode deixar seu pirata bem estiloso, com roupas e acessórios que podem ser comprados com o dinheiro que você ganha nas missões, assim como você pode comprar skins para as armas, para que elas fiquem mais bonitonas. Nada disso influencia seus status, como defesa ou ataque, só fazem você mostrar que tem feito muitas missões e está conseguindo muitos tesouros, o que já faz você ganhar um certo respeito dos outros jogadores. É tentador juntar Gold e ganhar reputação para conseguir comprar itens mais estilosos e tocar o terror nos sete mares apenas com a sua presença.

O mesmo vale para o navio. Existe uma série de melhorias visuais que podem ser feitas no navio, para fazer os inimigos tremerem de longe com a sua chegada, mas nada que influencie o gameplay, tudo é apenas estético. Uma tentativa da RARE de manter o jogo amigável para todos os jogadores.

A progressão é feita, principalmente, através das missões realizadas para as Facções, e sempre antes de zarpar você deve pegar missões com esses representantes nos Outposts para poder realizar as tarefas pedidas e voltar para vender os tesouros não apenas para ganhar Gold, mas também para subir na reputação das facções e desbloquear viagens melhores e cada vez mais complexas, com recompensas mais valiosas, e também desbloquear novos itens cosméticos para comprar.

Cada uma dessas facções possui determinados tipos de jornadas. A Acumuladores de tesouros te pede para achar tesouros marcados com X no mapa das ilhas, usando seu entendimento da geografia do local. Já na Ordem das Almas você deve ir em determinados mapas eliminar esqueletos poderosos. E por fim, nos Mercadores você deve capturar determinados animais e levar para o Outpost indicado no contrato, até o dia e hora limite.

Feito isso, começa a sua aventura em Sea of Thieves. Coloque a jornada na mesa do capitão e abra a votação, quando a tripulação aprovar, ela será oficialmente iniciada na tela do jogo. Agora chegou a hora da aventura começar e mesmo que exista um objetivo claro, tudo pode acontecer durante o percurso, como tempestades, outros jogadores, rochas inconvenientes e, é claro, o Kraken!!

Conseguiu achar os tesouros e o seu navio ainda está inteiro? Então é hora de voltar ao Outpost mais próximo para vender os itens para a mesma facção que te deu a missão. E é nessa hora que a verdadeira tensão começa, pois, qualquer descuido pode destruir suas horas catando os tesouros e você irá ficar de mão abanando caso o seu navio afunde ou outro jogador roube seus tesouros. Ao chegar na ilha vá direto para o vendedor, pois podem haver outros jogadores espreitando para tentar roubar os tesouros. E assim funciona o sistema de missões e progressão em Sea of Thieves. São momentos de tensão e emoção que tornam o jogo único.

Além disso, ainda existem tesouros escondidos nas ilhas, que também podem ser levados para esses vendedores, garrafas mensagens dentro que te levam para outras jornadas e também os eventos públicos dos Skeleton Forts, nas ilhas onde surge uma nuvem bem característica em formato de caveira. Nesse local você deve eliminar diversas hordas de esqueletos até que apareça um boss. Quando ele for eliminado, ele irá deixar cair uma chave para abrir a sua sala dos tesouros, onde existem diversos baús, crânios, caixas de especiarias e itens, que podem ser vendidos para as facções. O problema é que todos os outros jogadores também podem participar, o que pode deixar a divisão dos espólios bem mais difícil do que a batalha contra os esqueletos.

Olhando de fora parece um sistema repetitivo e que enjoa rápido, mas a maneira como cada uma missão se desenrola é realmente viciante. Um sistema que de progressão que abre um leque quase que infinito de opções para atualizações constantes de conteúdos e adição de eventos, algo muito importante em jogos com foco no online.

Jogabilidade e Combate

A jogabilidade de Sea of Thieves é ao mesmo tempo complexa e intuitiva, o jogo possui mecânicas que à primeira vista parecem complicadas como encontrar o destino com uma bússola, ajustar posicionamento de Velas e ainda administrar recursos do seu navio, mas tudo ocorre tão naturalmente dentro do jogo, que até mesmo o que poderia gerar dificuldade, traz um nível extremo de imersão dentro do jogo, além de garantir boas risadas. Nada é dado de mão beijada para os jogadores, não existe um tutorial que te pega pela mãozinha e te ensina tudo, você deve descobrir e aprender ao interagir com o mundo do jogo.

Existem dois tipos de combate em Sea of Thieves, um envolve os jogadores e as suas armas e o outro é feito com o navio. O combate com os jogadores ocorre em duas situações: Contra a IA do jogo que está presente nas ilhas onde exploramos em busca de tesouros e contra outros jogadores e seus navios. O jogo nos fornece um canhão de mão, uma sniper, um tipo de escopeta e uma espada, cada uma traz uma experiência e uma possibilidade de gameplay diferente. São armas rústicas, mas que combinam com a proposta do jogo. A jogabilidade com as armas pode parecer travada inicialmente, mas se torna natural no decorrer das sessões.

Outro tipo de combate no jogo é realizado com os navios, que possuem dois modelos disponíveis para os jogadores: o galeão (para três ou quatro pessoas) ou a Corveta (para duplas ou jogadores solo). Nas embarcações é que ocorre o grande caos no combate e na vida dos piratas de Sea of Thieves. Não é apenas o seu navio que está em jogo, mas todos os tesouros que você conseguiu juntar em suas viagens de exploração. Ao assumir o comando de um dos canhões, você deve aprender na marra como usar a armas. Não há instruções ou alguma indicação para mostrar onde o seu tiro vai atingir, cabe a você determinar e levar em consideração variáveis como velocidade, direção, distância, movimento do navio e o vento.

Além disso, existem fatores como as tempestades que trazem um céu cheio de fúria muita ventania, mar revolto e raios que podem fazer buracos nos navios, que devem ser tapados imediatamente para evitar que ele afunde.
E ainda temos o Kraken, que aparece de maneira aleatória pelos mares colocando a prova toda a sua habilidade e conhecimento da jogabilidade de Sea of thieves, pois você deve atirar nele com os canhões do navio e as suas armas de mão, e ainda se preocupar em reparar o navio para que ele não afunde. Uma batalha épica, mas que vale a pena cada segundo, mesmo que o bichão saia vitorioso.

Comunicação é fundamental

Cooperação e comunicação são essenciais em Sea of Thieves, pois se não derem as coordenadas certas para quem está no comando do navio, ele pode colidir com rochas, o que pode gerar buracos que devem ser tapados com rapidez, pois pode afundá-lo. Além disso, a água que entrou precisa ser retirada com baldes. Se todo esse processo não for feito rapidamente e com a ajuda de todos, o navio certamente afundará.

Para facilitar esse processo de comunicação entre os marujos a RARE disponibilizou no seu jogo três opções de comunicação. A forma padrão através dos grupos da Xbox Live, onde basta fazer um grupo com seus amigos. A comunicação por voz dentro do jogo, onde só basta estar próximo dos outros jogadores, e estar com um heaset, para poder se comunicar com eles. Ou, por fim, a comunicação via frases e palavras pré-definidas, que auxilia aqueles que não possuem headset ou não gostam de se comunicar com estranhos, sendo uma maneira de abraçar o maior número de jogadores possível. Essas frases são específicas do contexto e as opções irão aparecer de acordo com os objetos que estiverem perto do jogador. Por exemplo, se você estiver no timão e precisa que a sua equipe faça algo, irão ter opções como “levantar as velas” ou “soltar a âncora”.

Vale lembrar que mesmo que você queira jogar com outros jogadores, mas não tenha nenhum amigo disponível, o jogo possui sistema de matchmaking. A ideia é que todos consigam jogar e se divertir sem barreiras.

Gráficos e Som

Graficamente, Sea of Thieves traz um estilo cartonizado para os personagens e objetos, mas mescla isso com os cenários do mar e dos céus que são muito lindos e voltados para o realismo. Seja durante a noite, com sol forte ou no meio de uma tempestade, o jogo impressiona com a sua qualidade e desempenho. De noite fiquei impressionada com a luz da lua refletindo no oceano e detalhando as ondas, assim como a iluminação dos navios. Ou o sol iluminando tudo e deixando os cenários cheios de vida e detalhes, dando um show à parte durante o pôr do sol e seu brilho alaranjado.

Mas nada se compara com a água de Sea of Thieves! É o trabalho mais impressionante do mundo dos games neste quesito. A RARE disse que todo esse cuidado não é por acaso, pois eles trabalharam com foco total nas águas do mar, pois como é o que os jogadores mais visualizam durante suas aventuras, isso tinha que ser perfeito, para trazer um sentimento máximo de imersão. E os desenvolvedores conseguiram alcançar o seu objetivo, pois o mar do jogo é realmente um espetáculo à parte, uma grande visão que dá gosto de ficar contemplando.

Sea of Thieves se apresenta com 900p e 30FPS no Xbox One e com 4K nativo e 30FPS no Xbox One X, com suporte ao HDR nas versões S e X do console. O desempenho segue estável durante toda a jornada. Os problemas ficam por conta dos servidores que ainda apresentam alguns engasgos trazendo momentos de lag e até mesmo crashes, mas nada que seja tão recorrente a pronto de estragar a experiência. Os problemas mais críticos ocorreram nos primeiros dias, mas a RARE conseguiu melhorar a experiência com o passar dos dias.

Os sons emitidos pelo mar, pelos ventos e próprio navio, principalmente quando está afundando, são incríveis. Um trabalho de sonorização realmente incrível. O seu personagem não possui voz, mas os NPCs das ilhas possuem algumas falas, que são satisfatórias, mas nada que consiga se destacar.

Quanto a trilha sonora, ela fica por conta dos nossos instrumentos musicais, que trazem quatro canções pré-definidas e que cabem muito bem com as diversas situações do jogo. Existe música de fundo também para situações específicas do jogo, como nas batalhas mais grandes do jogo, e eles funcionam muito bem dando o tom certo para as situações ao redor dos jogadores.

Sea of Thieves está todo legendado e com menus em Português do Brasil, facilitando a busca pelos tesouros e o uso dos recursos do jogo.

Opinião

A RARE já fala desde quando anunciou Sea of Thieves que iria apresentar aos jogadores uma proposta bem diferente e divertida para as jogatinas online, e isso é inegável que o estúdio conseguiu. O jogo traz uma proposta diferenciada e que prende o jogador com um universo divertido, em constante mudança e sempre vivo.

Apesar de parecer que possui missões muito limitadas, e até mesmo repetitivas, a liberdade de concluí-las como bem entender e a imprevisibilidade dos acontecimentos durante esse percurso tornam a experiência extremamente rica, além de abrir um leque quase que infinito de opções para atualizações constantes de conteúdos e adição de eventos, que inclusive a RARE já adiantou que tem um plano para isso preparado, algo que é muito importante em jogos com foco no online. Mas é inegável que o estúdio precisará lançar mais conteúdos para manter os jogadores ativos.

O saldo final é que a Microsoft encontrou o grande tesouro para a sua biblioteca de jogos com Sea of Thieves e a RARE está conseguindo entregar toda a diversão online que prometeu desde quando o jogo foi anunciado.

Entenda nossas notas.

Clique e confira na Microsoft Store
Compartilhar.

About Author

Administradora de Empresas, mas apaixonada pelo mundo dos games e pelo Xbox!Fã da incrível e complexa franquia Halo e de seu icônico líder, o Master Chief. Também apaixonada por Dragon Age e seu universo magnífico. Ahhh e quem disse que Dark Souls não é divertido? :DSempre ligada nas notícias e novidades do lado verde da força!

Powered by keepvid themefull earn money