fbpx
Promoção Xbox Super Game Sale 2019 – Xbox One

Quando o primeiro Tomb Raider do reboot foi lançado houve um grande interesse dos jogadores, não apenas por ver a já famosa história da franquia ter um recomeço, mas também por poder ver o crescimento de Lara Croft e acompanhar sua jornada até ela se tornar a Exploradora de Tumbas mais famosa do mundo. No primeiro jogo nós entramos na pele de uma Lara mais ingênua, com pouco conhecimento desse universo de exploração e até dela mesma, vemos alguém com receio de matar e com medo de adentrar o desconhecido. Já em Rise of the Tomb Raider, já vemos uma mulher marcada pelos acontecimentos do primeiro jogo e até mesmo mostrando traços de uma grande obsessão em descobrir os mistérios da Trindade e vingar não apenas o que aconteceu com ela, mas com seus amigos e com o seu pai.

Agora chegamos em Shadow of the Tomb Raider, que é o jogo que irá encerrar essa trilogia do reboot da série. Se nos outros jogos Lara Croft era alguém em busca de conhecimento e apenas aprendendo como sobreviver em um mundo cheio de mistérios e perigos, que possuem até mesmo toques do sobrenatural, nesse terceiro já reconhecemos de cara uma mulher decidida em alcançar seus objetivos e sem receio de fazer o que for necessário para chegar neles. Tudo recheado com muitas técnicas novas que mostram toda a experiência adquirida pela heroína nas batalhas anteriores.

A Eidos Montreal segurou com confiança a responsabilidade de criar um desfecho digno da narrativa criada lá atrás pela Crystal Dynamics para Lara Croft, mas será que conseguiram entregar esse encerramento épico? Vamos descobrir juntos nessa análise.

Uma Lara Croft mais sombria e mais violenta, assim como sua narrativa

Desde de que Lara Croft decidiu agarrar o legado do seu pai e seguir em busca dos mistérios escondidos das civilizações, a vida dela não tem sido fácil. Primeiro ela sobreviveu aos perigos de uma ilha guardada pelo espírito de uma rainha que queria voltar ao mundo em outro corpo. Depois foi a vez de enfrentar um exército de seres imortais. E agora o que será que lhe aguarda?

Em Shadow of the Tomb Raider ela continua sua perseguição à instituição conhecida como Trindade, que pretende usar artefatos poderosos para dominar o mundo da maneira que bem entenderem. Depois de encontrar um dos artefatos, e desencadear consequências assustadoras ao seu redor, ela segue pistas que a levam até o Peru, onde poderá impedir não apenas a Trindade, mas também salvar o mundo de um apocalipse Maia. Não é apenas a narrativa que se mostra mais sombria, mas a própria protagonista está mais obcecada do que nunca em conseguir seus objetivos. Sim, ela ainda possui interações bonitas e agradáveis com as outras pessoas, mas está disposta a fazer tudo que puder para chegar onde precisa, independente do que precise fazer ou onde tenha que ir.

A maneira que a narrativa segue é muito interessante de acompanhar, sem revelar muito cedo demais, instigando a curiosidade do jogador em explorar mais e mais. É interessante não apenas ver os fatos se desenrolando, como também a reação de Lara Croft à eles, mostrando que tudo que a personagem passou mudou muito seu comportamento, que não apenas se mostra ainda mais obsessivo com os artefatos, como também deixando claro a sua sede de vingança contra a Trindade.

As emoções estão a flor da pele, e a Eidos Montreal teve muita sensibilidade e talento para fazer isso chegar com força ao jogador, impossível não se envolver com os acontecimentos e sentir um pouco da mistura gigantesca de emoções que a protagonista sente, além da sua relação com as pessoas ao seu redor, como a sua belíssima amizade com Jonah, que foi bem desenvolvida no jogo.

Outro ponto interessante para a narrativa de Shadow of the Tomb Raider são as missões secundárias que não apenas liberam novos pontos de interesse no mapa como também abrem diálogos interessantes sobre os personagens e os locais que Lara visita, cada um com suas particularidades e características próprias. Além disso, existem diversos NPCs que possuem a opção de você conversar com eles, o que também pode desbloquear pontos de interesse além de trazer histórias interessantes sobres essas pessoas e suas vidas.

Diversas maneiras de personalizar nossa Exploradora de Tumbas

Para acompanhar esse amadurecimento e também o ganho de experiência de Lara Croft no decorrer dos últimos jogos, temos em Shadow of the Tomb Raider diversas opções para melhorar e customizar a personagem e o seu arsenal de equipamentos.

Primeiro temos uma ampla árvore de talentos que se divide em Guerreira, Buscadora e Coletora cada uma com caraterísticas próprias e que podem ser moldadas de acordo com o estilo de cada jogador. A maioria das melhorias podem ser obtidas com os pontos ganhos ao receber experiência explorando os mapas, eliminando inimigos, ao finalizar tumbas e algumas outras são desbloqueadas apenas ao prosseguir na história.

As armas e equipamentos de Lara Croft também podem ser melhorados, como acontecia nos outros jogos, e além disso você pode comprar com os vendedores espalhados pelos mapas melhorias para essas armas, mais capacidade de munição e até mesmo alguns equipamentos importantes para fazer a progressão em algumas áreas do jogo, então junte bastante pedras preciosas e as venda assim que puder para garantir verba e melhorar sua personagem, não apenas para facilitar sua vida contra os inimigos, mas também para garantir o acesso a todos os tesouros e lugares escondidos do jogo.

As roupas não servem mais apenas para mudar a aparência de Lara Croft, algumas delas que podem ser encontradas pelo mapa, ganhas em missões ou compradas garantem alguns atributos especiais para a personagem, lhe garantindo vantagens para combate, exploração ou ganho de experiência. Você recebe o desenho da roupa e depois deve juntar os recursos necessários para criá-la no seu acampamento, o local que mais uma vez serve como base para a realização de todas as melhorias para Lara e também para a realização da Viagem Rápida.

Um mundo vasto de atividades e tumbas incríveis

A primeira grande novidade de Shadow of the Tomb Raider é a sua nova divisão de dificuldade, com um foco claro em oferecer aos jogadores a oportunidade de personalizar a sua experiência no jogo da maneira que ele se sentir mais confortável. Primeiro existe a dificuldade geral, mas também existe a opção de customizar combate, exploração e puzzles de acordo com o seu gosto. Ou seja, gosta de combate, mas se sente perdido nos puzzles? Aumente a dificuldade do combate e diminua a dos quebra cabeças. Os desenvolvedores querem que o jogador de sinta abraçado pelo jogo e que o aproveite de acordo com o nível das suas habilidades e desejo de desafio.

O combate está bem refinado com um sistema de tiro e mira bem elaborado, que funciona bem em cada situação, seja para trocar de arma com rapidez ou mirar rápido na cabeça de um inimigo, tudo funciona bem. As finalizações também continuam brutais e mostram o quanto Lara Croft melhorou, não apenas em relação ao seu estilo de combatente, mas que também está pronta para partir pra cima dos seus algozes com tudo de si. Esse crescimento da personagem fica bem explícito com as novas técnicas de stealth que o jogo traz, onde a personagem pode até mesmo se sujar de lama para para se camuflar no ambiente e eliminar todos na surdina, seja escondida em vegetações, paredes ou de cima das árvores. Nunca foi tão divertido eliminar os inimigos através das sombras, pois o jogo traz essa mecânica renovada e cheia de opções para os jogadores descobrirem a melhor maneira de abordar cada situação.

E as novidades também chegaram na exploração de Shadow of the Tomb Raider, pois agora a movimentação pelo mapa vai além de pular e escalar paredes. Uma dessas melhorias está no rapel, pois agora Lara pode prender sua corda nas superfícies escaláveis e se balançar para chegar em mais lugares, o que expande consideravelmente onde podemos ir em busca de segredos, tudo graças a esse sistema de travessia que funciona muito bem.

Outra novidade é uma mecânica muito pedida pelos jogadores, que é a exploração aquática. Agora podemos explorar locais e tumbas com seções inteiras que se passam debaixo d’água, e que possuem não apenas tesouros escondidos, mas também com inimigos que tentam te matar e com alguns deles que devem ser evitados a todo custo, com uma mistura de combate, stealth e a claustrofobia de estar rodeado de água e com o oxigênio chegando ao limite. O nado em Shadow of the Tomb Raider traz uma sensação grande de desconforto, pois ao mesmo tempo que desejamos explorar todo aquele belíssimo ecossistema aquático, também temos que ficar de olho na nossa respiração para que Lara não se afogue, um resultado que deixa claro o trabalho bem realizado da Eidos Montreal.

E é claro que por se tratar de um jogo da série Tomb Raider, iremos nos aventurar por diversas Tumbas, com seus segredos e puzzles desafiadores. Elas estão bem diversificadas e com ambientes realmente únicos, onde cada uma traz as suas particularidades. São lugares realmente belos, que misturam ambientes mais sombrios e claustrofóbicos, com outros mais amplos e com diversos lugares para serem explorados até conseguir chegar no tesouro final.

Muitos reclamaram que os puzzles da Tumbas dos jogos anteriores não eram muito desafiadores, mesmo com aumento da dificuldade em Rise of the Tomb Raider. Acredito que esses jogadores ficarão satisfeitos com Shadow of the Tomb Raider, pois ele não apenas aumenta a dificuldade, como também mistura todas as diferentes mecânicas que o jogo oferece para que o jogador consiga chegar no tesouro. Então se prepare para não apenas quebrar a cabeça para entender o que deve ser feito, mas também lidar com escaladas desafiadoras, partes inteiras de nado, além de alguns combates bem intensos. Tanto o nível de desafio dessas tumbas, quanto a sua diversidade estão excelentes.

Posteriormente será possível explorar as Tumbas com os amigos, com a funcionalidade Co-Op das Tumbas dos Desafios, tanto as já existentes no jogo quanto outras que irão ser adicionadas por DLC. Infelizmente, não pude testar essa funcionalidade para essa análise.

Além das tradicionais Tumbas, Shadow of the Tomb Raider traz mapas gigantes que estão recheados de colecionáveis, criptas e tesouros, que são bem interessantes de ler, e além disso, muitos deles também trazem bons desafios para achar sua localização. Achar esses colecionáveis é importante também para ganhar experiência, recursos e novas habilidades, então vale a pena explorar tudo o que for possível. O mapa geral do jogo possui um tamanho satisfatório, com muitos lugares para descobrir. Os desenvolvedores conseguiram usar bem os espaços, dando diversas possibilidades de exploração dentro de cada lugar, misturando bem partes onde o jogo se torna totalmente linear, com outras onde existe uma vasta área aberta para conhecer.

Ao terminar o jogo existe a opção do Novo Jogo+, onde você pode reiniciar a campanha com uma nova dificuldade, escolhendo um dos caminhos para seguir. Cada caminho escolhido irá desbloquear recompensas exclusivas, como armas e equipamentos, além de habilidades únicas. Os caminhos são: Serpente (Foco total em furtividade e subterfúgio), Jaguar (Ênfase na caça e no combate) e Águia (foco na travessia e observação). Algo que traz um alto fator replay para o jogo.

Gráficos e Som

A apresentação gráfica de Shadow of the Tomb Raider é impecável. O jogo apresenta cenários ricos em detalhes e com grande diversidade de ambientes, com abundância de elementos na tela, seja uma vasta vegetação, fogo intenso, águas para explorar ou cavernas e tumbas cheias de mistérios. As animações faciais estão sensacionais, muito bem trabalhadas e que passam as reais emoções que os personagens estão vivendo. Uma das representações mais verdadeiras que já presenciei nos jogos.

O sistema de iluminação e sombras também está impressionante, oferecendo ainda mais vida para os cenários, que estão com cores extremante vivas, graças ao suporte para HDR nos consoles Xbox One S e Xbox One X. Tudo se apresenta com uma qualidade incrível, mostrando que a Eidos Montreal se esmerou ao máximo para tirar todo o proveito do poder do Xbox One X, onde o jogo pode ser jogado com resolução 4K, ou em 1080p mas com 60fps. Seja qual for a sua escolha, o resultado é impressionante.

Mas e o Xbox One padrão? Apesar de não contar com as melhorias de resolução, framerate e HDR, o desempenho do console mais velho da família também está muito bom e não vai prejudicar a experiência desses jogadores.
O jogo também traz a opção no Modo Fotográfico, então você tem diversas ferramentas para deixar as capturas dos seus momentos mais especiais dentro do jogo com o seu estilo, tornado a imagem única.

A trilha sonora de Shadow of the Tomb Raider também recebeu atenção especial, o jogo traz belas composições que se encaixam com maestria nos acontecimentos do jogo, além disso grande parte das vozes foram muito bem escolhidas e trazem veracidade para o que está sendo mostrado na tela, aumentando não apenas a imersão, mas também trazendo uma boa dose de emoção. Algumas vozes de personagens aleatórios do mapa não batem com a aparência deles, encontrei uma senhora bem velhinha com uma voz de uma adolescente de 13 anos e até mesmo um menino com voz de menina. Não atrapalhou em nada, mas achei bizarro.

O jogo está totalmente localizado em Português do Brasil, e você pode escolher jogar dublado ou legendado no nosso idioma, o que mostra uma atenção bem bacana com os brasileiros.

Opinião

Shadow of the Tomb Raider consegue ser o ponto alto dessa nova trilogia do reboot, ele traz um desfecho impactante para uma história que já estava sendo desenvolvida, amadurece e fortalece os laços dos personagens trazendo emoção para a narrativa, e consolida Lara Croft como uma importante heroína moderna, enfrentando seus fantasmas, mas também com sua grande determinação em alcançar seus objetivos e fazer o bem, algo que com certeza pode ser explorado em mais jogos no futuro.

O título traz melhorias consideráveis para a jogabilidade, que deixa tudo ainda mais divertido seja para entrar em combate ou para explorar o mapa, além disso trazem reais desafios para as Tumbas e puzzles, algo que faz a experiência como um todo ser extremamente rica. Isso sem falar que Shadow of the Tomb Raider é facilmente um dos jogos mais lindos dessa geração, com uma apresentação técnica impecável, não apenas com sua qualidade gráfica e trilha sonora, mas também com seu desempenho estável durante todo o gameplay.

Se a Square Enix queria fechar com chave de ouro essa nova aventura de Lara Croft, ela alcançou o seu objetivo com maestria. Shadow of the Tomb Raider é um trabalho impecável da Eidos Montreal, com a consultoria da Crystal Dynamics, que não apenas apresentaram um jogo tecnicamente brilhante, mas que também traz grande emoção narrativa. Uma joia para os fãs da franquia que recebem algo digno da sua longa história e um jogo obrigatório para todos os jogadores que curtem uma obra bem produzida.

Entenda nossas notas.

Clique e confira na Microsoft Store
Compartilhar.

About Author

Administradora de Empresas, mas apaixonada pelo mundo dos games e pelo Xbox!Fã da incrível e complexa franquia Halo e de seu icônico líder, o Master Chief. Também apaixonada por Dragon Age e seu universo magnífico. Ahhh e quem disse que Dark Souls não é divertido? :DSempre ligada nas notícias e novidades do lado verde da força!

Powered by keepvid themefull earn money