fbpx
Xbox Game Pass Ultimate: Inscreva-se por R$1

A Game XP aconteceu pela segunda vez no Rio de Janeiro, desta vez como atração principal. Segundo os organizadores recebeu cerca de 100 mil visitantes. Veja  nosso relato como foi a Game XP 2018.

No parque olímpico foi montado um parque de diversões com várias atrações baseadas em Games, algumas ao ar livre, e outras dentro das 3 arenas olímpicas. Inclusive em uma delas, Oi Game Arena, foi instalada a maior tela de games do mundo, aonde aconteceram diversos campeonatos de e-sports, com títulos de Rainbox Six Siege, League of Legends,Just Dance,Clash Royale, Injustice 2 e Mario Kart 8. E claro lojas de souvenirs, alguns esgotando-se nos primeiros dias.

Como foi a Game XP 2018

Experience Bay

Entre as atrações ao ar livre, tivemos a tradicional Roda Gigante, aliás única atração externa para menores de 1,30. Todas as demais tinham pelo menos esta restrição de altura. Os baixinhos sofreram.

A mais concorrida foi a Arena Rainbox Six: Siege, aonde montaram um cenário em tamanho real inspirado no jogo, aonde os jogadores competiam utilizando armas de Airsoft. Uma total imersão no jogo com grandes doses de adrenalina. Com direito a narrador e tudo mais.

Dividiu as atenções com a Crash Bandicoot Kart, um circuito de corrida utilizando as rampas de acessos da Arena Olímpica 2, com karts baseados em hooverboards, adaptando-se com cadeira e manivelas. A velocidade não era tanta, mas a diversão sim.

PES Experience foi uma grande área recreativa com 4 mini-atrações baseadas no Futebol, aonde o jogador interagia com a grande homenageada, a bola de futebol. Em anexo a atração, tinha um ponto de gameplay do jogo recém lançado.

Waka-a-Friend foi uma atração baseada no jogo Whack-a-mole presente em todos lugares com máquinas arcade, fliperamas e brinquedos com tickets. Aquela tradicional marreta de borracha para acertar a cabeça de personagens que sobem, no caso da atração eles são seus amigos.

Clash Royale King Size foi basicamente um Tower Defence no estilo olimpíadas do Faustão. Com muitos arremessos de bolas aos que tentavam conquistar o território adversário.

Inova Arena

Na Inova Arena, focada em inovação e tecnologia, reuniu diversos estandes com o uso de realidade virtual, e a NBA Experience Arena.

O Estande da Kitlivre, empresa que desenvolve soluções em mobilidade, promoveu a inclusão, diversidade e despertou a atenção do público. Por meio de realidade virtual, os participantes foram convidados a um desafio: participar de uma competição em um triciclo motorizado para cadeirantes.

A NBA Experience montou uma mini quadra de basquete aonde o chão de LEDs com diversas animações auxiliando nos desafios propostos pelos animadores. Contou também com uma área de gameplay do título da 2K NBA19K, aonde trouxeram jogadores de basquete brasileiros para competir e promover o evento. Teve uma área de exibição de camisas autografadas de Koby Bryant, Magic Johnson entre outros. E claro uma NBA Store comercializando produtos das franquias presentes na NBA.

O espaço Inova Stage, nesta mesma arena, recebeu o empresário, Ricardo Chantilly, e o fundador do Afroreggae, José Júnior, para falar sobre o Afrogames, o primeiro Centro de Formação de Jogadores de E-sports em favelas do mundo. “Como idealizadores do projeto temos o compromisso de usar a tecnologia em prol da transformação. O Centro vai oferecer aulas sobre programação de games, produção musical e língua estrangeira. É preciso qualificar o jovem e democratizar o acesso à informação”, destacou Ricardo.

Ainda como parte das atrações da Inova Arena, o espaço The Last Squad – Ultimate VR Experience, desenvolvido pela empresa Arkave, convidou o público a conhecer um novo formato de entretenimento voltado para experiências multiplayer totalmente imersivas. Em espaços individuais de 28m², os jogadores puderam se movimentar livremente usando todo o corpo para jogar e se divertir. “Nosso objetivo é criar um ambiente, no qual, as pessoas jogam no mesmo espaço físico e virtual, conectadas aos seus amigos, podendo, inclusive, interagir e conversar durante as partidas”, destacou Francisco Chaves, CEO do Arkave.

Gameplay Arena

Área dedicada as experiências de Gameplay e Cosplay, com estandes da Microsoft/Xbox, Ubisoft, Mario Kart, Predador, Sony, The Enemy, Pac-Man Arena, uma área aonde os artistas e ilustradores comercializavam suas obras, e um pequeno palco com competições.

A Gameplay Arena estava com uma ótima organização, o que faltou foram mais lançamentos, principalmente no Stand do Xbox, que pecou em não trazer uma Demo de Forza Horizon 4. Já a Ubisoft mitou em trazer o seu principal lançamento do fim de ano, Assassin’s Creed Odyssey que tinha uma Demo parecida com o que foi vista na E3 2018.

O concurso de cosplays foi a principal atração do dia. Dez pares de personagens – já selecionados em votação online pelo público – tiveram seus figurinos, performances e inventividade avaliados por sete jurados durante as apresentações. Criatividade não faltou ao par que representou os personagens Rainha Vermelha e Alice, do jogo Madness Returns, que foi o grande vencedor: “Esse projeto foi feito à base de muito sacrifício, mas acreditamos nele e tínhamos certeza de que faríamos uma apresentação digna da Game XP. É uma responsabilidade muito grande e estamos muito orgulhosas por termos conquistado o principal prêmio e dedicamos a vitória à toda nossa equipe”, conta Claudia Almeida, 47 anos, muito emocionada. A participante, que encarnou a personagem Alice, completa 20 anos dedicado ao universo dos cosplays. A jornalista Nathasha Ferreira, 31 anos, foi a Rainha Vermelha, e é a atual bicampeã do concurso de cosplays da Game XP. Ela conquistou o título na edição de 2017 do evento com a personagem Sora, do jogo Kingdom Hearts 2.

Oi Game Arena

Com casa cheia, a Game XP 2018 se consolida no calendário oficial de eventos da Cidade do Rio de Janeiro. Nos destaques deste domingo, 9, último dia da Game XP, onde o público vibrou a cada jogada, foram realizadas as finais do brasileirão Rainbow Six. Disputado no formato melhor de três mapas, o torneio trouxe para a maior tela de games do mundo as disputas preliminares e a grande final, para a qual o público lotou o espaço até o fim das partidas.

Somando os quatro dias de evento, somente a Inova Arena, focada em inovação e tecnologia, e a GamePlay Arena, dedicada a experimentação e lançamentos dos principais jogos do mercado, além de receber o concurso de cosplays, receberam mais de 83 mil pessoas, cada uma. Já a Oi Game Arena, onde foram realizadas as disputas de e-sports, teve um público de mais de 57 mil visitantes.

Roberto Fabri, diretor da Game XP, conta que o evento conseguiu ampliar a visão do público sobre o universo gamer, além de abrir novas frentes para esta gigantesca indústria ao investir no cenário carioca.

“Nesta edição da Game XP tiramos o e-sport de um nicho e o apresentamos como um conteúdo de entretenimento para o grande público. Aqui dentro, isso ficou muito claro ao recebermos famílias inteiras, que assistiram pela primeira vez campeonatos oficiais disputados na Oi Game Arena e também se aventuraram nos consoles da GamePlay Arena. Desmitificamos os games para o público em geral e abrimos uma nova frente de mercado para a indústria, que a partir de agora verá o Rio de Janeiro com uma nova possibilidade para conversas”.

Fabri também lembrou que a indústria de games é a que mais cresce no mundo e é maior que a do cinema e da música juntas.

Na área de consumo, quem visitou o evento não deixou de passar pela loja de produtos oficiais, que teve inúmeros itens esgotados, entre eles bonés, chaveiros e camisetas.

Alimentação

Quem foi ao evento não ficou com fome, por toda a Game XP tinham barracas de pipoca, sorvete, e em alguns pontos estratégicos tinham Foodtrucks com o melhor da culinária Nerd. As opções eram vastas, além disso tinham algumas mesas para você e sua família se alimentar com todo o conforto.

Transporte

Para quem foi de carro tinha um estacionamento com vagas exclusivas, que eram reservadas pelo site. Já quem foi de transporte público, era só vir de Metrô com integração com BRT, era bem fácil pois a estação fica em frente ao Parque Olímpico, então não tinha como se perder.

Conclusão

Game XP 2018 se tornou uma ótima opção de evento no Rio de Janeiro, após ter um inicio bem tímido lá no Rock in Rio, o evento conquistou alguns fãs e atiçou o mercado de Games. Espero que a próxima edição tragam desenvolvedores brasileiros , mais lançamentos , e como disse anteriormente, um Stand maior para empresas de grande porte, ali é o momento para conquistar novos jogadores, principalmente as crianças, que ainda estão escolhendo uma plataforma preferida.

Compartilhar.

About Author

Aficionado por games, comecei cedo: Intellivision -> MSX -> PC -> Xbox 360 / PS3 / PSP -> Xbox One. Fã de Fallout, Bioshock, Assassin's Creed, Mass Effect, Borderlands, Skyrim, Just Cause, Dead Island, Gears of War, Far Cry, Halo, GTA entre outros. Também aficionado por séries de TV, NFL (GO GIANTS!), NBA (Go Lakers), Futebol (Fluminense).

Powered by keepvid themefull earn money