fbpx
Promoção Xbox Super Game Sale 2019 – Xbox One

Desenvolvido pela Dontnod Entertainment, e publicado pela Square Enix, chegamos ao primeiro episódio de Life is Strange 2. Confesso que não estava muito animado com o game, o primeiro jogo não me cativou tanto assim, e até achei alguns episódios muito arrastados, e com o tempo ele foi parar na minha pilha da vergonha.

A primeira pergunta que veio a minha cabeça ao começar Life is Strange 2, foi: será que vou conseguir jogar a sequência sem ao menos ter finalizado o primeiro jogo? Fui respondido com poucos minutos dele, pois o segundo tem ligações com a obra inicial, mas que podem ser ignoradas, com um sistema que vai gerar um final aleatório e partir logo para Life is Strange 2.

O jogo traz uma nova história e com novos personagens, mas será que essa mudança nos protagonistas foi uma boa escolha? Vamos descobrir.

UMA HISTÓRIA COMPLEXA

Life is Strange 2 começa com um cena bem impactante, o jogo já te prende logo nos primeiros minutos, algo que funciona bem para jogos episódicos. Como uma série de TV, o climax da história já começa a ser construído, depois pula para a introdução de seus protagonistas, que são os irmãos Sean e Daniel, que irão passar por problemas reais, algo que o mundo de hoje vive.

Sean está na adolescência, ele esta lidando com um turbilhão de emoções, ao ter que lidar com garotas, festas, se distanciar dos amigos ao ter que ir para uma faculdade, o primeiro emprego, sexo, drogas e a principal questão moral do jogo, Sean tem que ser o exemplo de Daniel, afinal ele e o irmão vão passar por problemas graves.

Uma história sobre o amor de dois irmãos

Esse grande artifício moral fez com que eu me importasse com os dois garotos, foi criado um vinculo emocional com poucos minutos, algo que não acontecia há muito tempo comigo. Cada ação de Sean vai impactar em Daniel, algo que será mais desenvolvido nos próximos episódios, você será responsável pelo futuro do seu irmão, o que é algo muito sério, bem importante, e Sean sente essa pressão.

Life is Strange 2 poderia também ser chamado de World is Strange, afinal o jogo aborda os assuntos atuais do mundo como: politica, preconceito, tecnologia e outras coisas. Fiquei muito empolgado em jogar algo assim, afinal, ele gera reflexões, algo que  vai gerar um impacto positivo no mundo.

O final do primeiro ato , é algo espetacular, por mais que o jogador esteja esperando chegar ao ponto, você não sabe como vai chegar, afinal não fazia muito sentido. Quando a cena começa a fazer sentido, o jogador está contagiado com a emoção da história, e não há como voltar atrás, você já está muito envolvido, e já se importa demais com os personagens.

COM O PÉ NA ESTRADA

O segundo ato do primeiro episódio trata da sobrevivência dos irmãos na estrada, você terá que procurar comida, água, lugar para dormir, e outras coisas que vão entrar no caminho dos irmãos para tirar o sono do jogador, você sempre estará tenso, afinal a situação gera isso.

Seu irmão será afetado por suas ações.

Uma das coisas mais legais de viagens na estrada é conhecer outras culturas diferentes, além de pessoas e tipos de paisagens. Sean e Daniel vão conhecer inúmeras pessoas, mas será que elas ão confiáveis, será que podem nos ajudar? Algo bem impactante, afinal são duas crianças, e qualquer um pode ser uma ameaça. Mas no caminho também encontramos algumas pessoas legais, que tem um bom coração, algo que me surpreendeu em alguns momentos, julguei e depois fui surpreendido com alguns personagens, e que são ótimos por sinal.

A estrada é um aprendizado, e parte do que Daniel aprenderá será influenciado com o que você ensina para ele, confie a ele certas tarefas, vai que no futuro ele pode precisar.

A história do jogo alterna bastante em emoções, dosando bem para não fica monótomo, coisa que aconteceu no primeiro jogo. Os atos finais são mais parados do que o primeiro ato, mas concluem bem o primeiro capitulo, mostrando qual será o próximo foco na narrativa. Aquela famosa cena pós créditos de episódio, já deixando o jogador bem ansioso.

JOGABILIDADE

Life is Strange 2 possui uma jogabilidade bem simples, quem jogou os jogos da telltale ou mesmo o primeiro jogo, vai se sentir em casa, a diferença são algumas novas interações que o jogador possui, pois está jogando com dois protagonistas. Claramente há uma interação em algumas cenas ou partes do cenário, Sean pode ajudar Daniel a escalar objetos que ele não consegue, por exemplo.

Você pode interagir com praticamente todo o cenário de Life is Strange 2, o jogo possui muitos objetos a serem explorados, além de muitas cenas que podem ser acessadas somente se o jogador interagir, então vasculhe tudo, e se jogue de cabeça no jogo.

SOM E GRÁFICOS

Life is Strange 2 possui legendas em português e áudio em inglês, poderiam ter feito uma localização, por mais que o jogo tenha muitas linhas de dialogo, daria para ter feito uma ótima dublagem, dando mais acessibilidade aos jogadores.

Os gráficos de Life is Strange 2 são muito bonitos, com ótimos cenários, e algumas vezes parei só para admirar o belo trabalho que foi feito pela Dontnod Entertainment, a iluminação é um show a parte. O jogo está bem otimizado, não encontrei bugs neste primeiro episódio. Mas algo que não curto muito na série, é a renderização dos personagens, acho que poderia ser feito de uma melhor forma, afinal a expressão facial, para mostrar emoções, é uma ferramenta perfeita.

CONCLUSÃO

O primeiro episódio de Life is Strange 2 me agradou muito, fiquei extremamente empolgado para saber o que acontecerá com os personagens, além da evolução de Daniel, afinal ele possui um mistério bem grande para ser resolvido. Outro aspecto importante é como o mundo será afetado, fiquei até animado para tirar da pilha da vergonha o primeiro jogo. As expressões faciais podem ser melhoradas em uma futura engine, mas isso não ofusca o belo gráfico do jogo.

Quem curte uma boa história e adora jogos episódios, pode comprar sem medo, afinal depois do fechamento da Telltale, esse tipo de jogo ficará ainda mais escasso.

Entenda nossas notas

Clique e confira na Microsoft Store

 

Compartilhar.

About Author

Desenvolvedor Web e Analista de TI, gamer assíduo desde a época do Atari, fã de Metal Gear(menos o Phantom Pain) e Gears of War. Ter a oportunidade de trabalhar um pouco com games é um sonho realizado. Falta só ir para E3!!!

Powered by keepvid themefull earn money