fbpx

Entre versões completas e DLCs, a saga Tomb Raider já conta com 18 games. Em mais de 20 anos, a trajetória de Lara Croft em busca de artefatos perdidos já virou adaptação nos cinemas e segue em alta popularidade após o lançamento do último game — intitulado de Shadow of the Tomb Raider.

Apesar de a protagonista sempre ter sido Croft e ela ter enfrentado a maioria dos seus problemas sozinha, a história de muitos dos jogos sempre envolveram outros personagens marcantes. Mesmo quando tudo começou, em 1996 como um dos primeiros jogos totalmente em 3D, a história já era recheada de coadjuvantes expressivos e isso só foi aumentando ao longo dos anos.

Parceiros de Croft

O game Tomb Raider: The Angel of Darkness, lançado em 2003, tem Kurt Trent como um dos personagens mais enigmáticos. Inicialmente inimigo de Croft, ele torna-se parceiro da protagonista quando o caminho dos dois se cruzam na tentativa de derrubar o principal vilão (Pieter Van Eckhardt, mais sobre ele no artigo).

Trent ajuda Croft em algumas partes do game, e é um dos poucos personagens jogáveis em toda história de Tomb Raider. Com movimentos e estilo parecidos com os de Croft, nessa versão é possível jogar alguns minutos com Trent.

Nos games Tomb Raider: Legend e Tomb Raider: Underworld, o personagem Zip é um dos principais coadjuvantes e ajuda Croft direto da mansão Croft ao prover auxílio técnico e estratégico por satélite.

Apesar de não ser um personagem jogável, Zip é importante para a história e sua presença nos fones de ouvido de Croft com ajuda pontual e comentários bem-humorados são essenciais para os games em que ele apareceu.

Outro assistente de Croft, Alister Fletcher também aparece nos games em que Zip esteve presente. O britânico ajuda bastante nas pesquisas da protagonista e também dá detalhes históricos sobre objetos encontrados — tudo isso via satélite direto da biblioteca da mansão Croft.

Já Jonah Maiava aparece nos games mais recentes. Ele e sua amiga tentam impedir as atividades da organização militar chamada Trinity no game Rise of the Tomb Raider (2015). Nascido na Nova Zelândia e criado no Havaí, Maiava, de grande porte físico e características amigáveis, retorna no último jogo da saga.

Muito presente na aventura do último game, Maiava maia uma vez ajuda Croft na batalha contra a Trinity e algumas forças ocultas.

Vilões

Uma das principais antagonistas de Croft, Natla aparece no primeiro game de Tomb Raider (1996). Apesar de não aparecer em todos os jogos, ela tem uma função importante na história como uma vilã com poderes ocultos em forma de humano. Além de ser frequente no game que debutou a saga, ela também marca presença no final alternativo de Shadow of the Tomb Raider.

Após centenas de anos no limbo, Natla consegue escapar das autoridades em 1945 para criar a Natla Technologies e assim dedicar seus recursos na busca pelo artefato Scion.

O enredo do jogo gira em torno desse poderoso artefato que é dividido em três diferentes partes. Na história, Natla tenta encontrar as partes perdidas para criar um exército mutante. Para tal, ela contrata Croft e Pierre DuPont para achar os fragmentos do artefato, mas seus planos são interrompidos pela protagonista.

Principal vilão no jogo Tomb Raider: The Angel of Darkness, o alquimista Pieter Van Eckhardt cria um poderoso artefato chamado Sanglyph ainda no século XV. Para manter sua obra segura, ele divide o artefato em cinco partes — todas escondidas em cinco pinturas diferentes, chamadas de Oscura Paintings.

A busca pelas cinco partes dos artefatos dá enredo ao game Tomb Raider: The Angel of Darkness. Após mais de cinco séculos vivo, Croft consegue dá um ponto final na história de Van Eckhardt após recuperar o objeto procurado.

Muito presente nos games Tomb Raider: Legend e Tomb Raider: Underworld, Amanda Evert era a melhor amiga de Croft quando as duas eram jovens e estavam na universidade. Quando ambas fazem uma viagem ao Peru, elas passam por uma aventura arriscada que torna Evert uma das principais vilãs de Croft.

Ambiciosa e obcecada para encontrar a ilha mística de Avalon, Evert é a principal antagonista no game Tomb Raider: Legend e a segunda grande vilã no jogo subsequente (intitulado de Tomb Raider: Underworld).

Uma das antagonistas mais cruéis da história de Croft é certamente Ana. No jogo Rise of the Tomb Raider isso toma grandes proporções. No início do game, ela avisa Croft para não ir atrás da cidade perdida de Kitezh em busca da promessa de imortalidade. Após ignorar os conselhos de Ana, que até então tinha bom relacionamento com a família Croft, a protagonista descobre que ela é espiã da organização Trinity.

Após a descoberta, Ana se torna a principal vilã do game. Ela, junto com o irmão Konstantin, forma uma dupla de antagonistas no jogo. Em busca da cidade de Kitezh, no enredo desse game Croft precisa se sobressair contra as forças da organização de Ana e Konstantin.

Apesar de não conter uma trajetória linear ao longo de toda sua história, as versões de Tomb Raider sempre são recheadas de personagens “do bem” e vilões de impacto que ajudam a tornar a história da saga envolvente e em constante mudança. Tal característica ficou mais uma vez presente no game mais novo de Tomb Raider, e deve continuar assim para o futuro.

Compartilhar.

About Author

Desenvolvedor Web, Gamer e tento todos os dias conquistar o mundo com uma ideia revolucionária.

Powered by keepvid themefull earn money