fbpx
Promoção Xbox Super Game Sale 2019 – Xbox One

Durante a BGS 2018, tivemos a oportunidade de entrevistar Bruno Motta, que é o novo chefe da divisão Xbox no Brasil. Fomos muito bem recebedidos por ele e por toda a equipe do XboxBR e podemos bater um papo sobre questões importantes sobre a marca no país.

Bruno Motta e Xbox Power

Xbox Power: Qual a representatividade da marca Xbox dentro do Brasil para o mercado mundo afora?

Bruno Motta: Primeiro, obrigado por a gente estar junto e pelo trabalho que vocês vêm feito na Comunidade. Quanto a pergunta, há alguns anos o Brasil já é um dos maiores mercados de Xbox no mundo e o Phil (Spencer) já teve aqui e já disse isso, e a gente continua ano após ano como um dos maiores mercados do mundo. Não só em consoles, não só em jogos, mas também em serviços.

Xbox Power: Os serviços possuem grande foco hoje em dia no Xbox, como você enxerga isso?

Bruno Motta: De verdade, eu falo como representante da marca e também um pouco como fã. Mas, independentemente de serviço, que é o que mais estamos falando agora, quando a gente olha todas as categorias, por exemplo console, temos o mais poderoso do mundo (Xbox One X), nos jogos a gente continua investindo nas maiores franquias que trouxeram uma boa base de jogadores para a nossa plataforma. Além disso, a anunciamos a contratação de cinco novos estúdios, que no futuro irão produzir muita coisa boa, com muita gente muito boa trabalhando com a gente.
E quanto aos serviços, temos o EA Access há alguns anos sendo exclusivo na nossa plataforma. Xbox Live Gold como a maior, mais segura e mais estável rede há anos. Xbox Game Pass, que ninguém consegue entregar o que a gente entrega, com jogo exclusivo do Xbox no lançamento, desde o primeiro dia no catálogo. Muito jogo tanto dos parceiros publishers (multiplataforma), como The Division, PES, Fallout, The Elder Scrolls, e por ai vai. Então em todas as frentes, nós estamos muito orgulhosos com o que a gente vem entregando. Óbvio, que os serviços são a cereja do bolo, mas todas as frentes nós vemos muito positivamente.

Xbox Power: O Xbox tem uma história de consoles feitos no Brasil, existe algum projeto para produzir o Xbox One X aqui em solo brasileiro?

Bruno Motta: Hoje a gente está trabalhando com modelos importados e a gente revisita essa decisão, pelo menos,trimestralmente, e é sempre uma parte divertida da nossa discussão de negócios (risos). Mas nesse momento, a nossa posição ainda é de trabalhar com o produto importado. Independente do nosso modelo de negócio, o que a gente sempre busca é fazer o produto chegar no nosso consumidor final com o preço mais viável possível.

Xbox Power: E os bundles promocionais, como aquele lindão do Fallout 76, eles podem chegar aqui também?

Bruno Motta: Sim, hoje a gente já está discutindo os bundles até junho do ano que vem. Então sim, tem bastante coisa legal que vem para o Brasil, e bastante coisa também bem adaptada ao mercado brasileiro, onde a gente já teve muito sucesso no passado e que a gente está trazendo para o nosso mercado de novo.

Xbox Power: Tem muito controle customizado que sai lá fora e não chega aqui, como é o caso também do Design Lab que a galera do Brasil está louca para ter também. Tem algo sendo pensado para trazê-los para os jogadores do Brasil?

Bruno Motta: Design Lab é uma iniciativa fantástica, e como os jogadores eu também amo o serviço, já até fiz um meu. Mas, infelizmente, economicamente ele ainda não é viável para o Brasil. Então a gente não consegue trazer ele ainda para o Brasil, e ai entra uma série de motivos, que nem vale a pena passar, mas que o tornam inviável para o Brasil. Quanto aos controles, sim a gente está trazendo bastante controle de edições limitadas para o Brasil.

Xbox Power: Temos o ID@Xbox, um programa sensacional junto aos estúdios indies. Como anda a procura no programa pelos estúdios brasileiros, o processo, o contato do Xbox Brasil com esses desenvolvedores?

Bruno Motta: Primeiro, nós estamos super felizes em trazer quatro estúdios brasileiros como jogos que acabaram de lançar ou ainda não lançaram para o nosso estande do Xbox na BGS. Então a gente está como Turma da Mônica e a Guarda dos Coelhos, Horizon Chase Turbo, Dandara e Keen. Inclusive o Dandara faz parte do catálogo do Xbox Game Pass. E nós estamos muito felizes em tê-los presentes aqui.

A gente começou no ano passado a ter encontros anuais com esses estúdios, mais ou menos nessa época, e ontem a gente teve mais uma rodada. Então ao longo desses anos a gente vem buscando trazer cada vez mais jogos de estúdios brasileiros para perto da gente no Xbox Brasil.
Todos esses desenvolvedores podem trazer os jogos deles para a nossa plataforma.

Globalmente, nós temos o programa ID@xbox, que é realmente para trazer jogos de desenvolvedores independentes para a nossa plataforma. O cadastro é super simples, basta entrar no site (AQUI), preencher os requisitos e aguardar o retorno para receber um DevKit (Kit de desenvolvedor) do Xbox One e começar a trabalhar. O feedback que nós temos recebido, principalmente dos desenvolvedores que estiveram por aqui, é que o nosso processo é muito bom e que ajuda eles a desenvolverem um jogo ainda melhor. A gente costuma dar bastante feedback sobre o que funciona e o que não funciona, o que também os ajuda no processo de desenvolvimento. Então para todos os desenvolvedores do Brasil, a gente abraça e quer estar realmente estar próximo, tem o programa global e tem também localmente algumas iniciativas de marketing, como a que estamos fazendo aqui na BGS para trazer eles.

Xbox Power:  Novas formas de pagamento na Xbox Live, como parcelamento, boleto, paypal… Alguma novidade para os jogadores do Brasil?

Bruno Motta: Nós sempre estamos pensando em novas formas de pagamento, a gente sabe da importância, e esse feedback a gente já captou. Essas iniciativas precisam ser trabalhadas globalmente, pois não afetam apenas o Brasil, mas sim a gente está trabalhando nisso. A gente sabe que o brasileiro precisa parcelar e gosta de ter outras formas de pagamento, então a gente tem a solução que a gente coloca no varejo que são os cartões presentes (gift cards), com valores de R$30, R$50, R$100 e R$200 disponíveis, e assim nessas lojas existe a opção de parcelamento desse cartão presente. A gente sabe que ainda não é a solução ideal, mas a gente está trabalhando na solução técnica por trás, e a gente espera chegar lá e que não seja no longo prazo.

Xbox Power:  Muitos jogos não chegam na Xbox Live BR, existem em outras lojas mas não na nossa. Porque que isso acontece? Existe algum tipo de iniciativa para trazer mais desses jogos para os jogadores do Brasil?

Bruno Motta: A gente capturou isso, principalmente no Twitter recentemente, com vários fãs pedindo, e conseguimos pegar esse feedback e estamos trabalhando para trazer mais jogos. Alguns já começaram a sair da lista que o pessoal mandou, mas a gente vai fazer o anúncio no momento certo.
Mas para explicar, pois a comunidade merece entender o que está por trás disso. Quando o jogo é lançado tem uma série de licenciamentos e parcerias que entram em cada título, então depende tanto  da gente quanto da desenvolvedora para ter esses licenciamentos acordados para o Brasil. Então, por exemplo, alguns jogos que até a gente quer voltar a produzir até em caixinha, a gente precisa reativar licenciamento de trilha sonora, voz do dublador, que ás vezes o contrato é apenas por um determinado tempo… Então tem um trabalho bem pesado por detrás dos licenciamentos e contratos para poder colocar de pé o título no Brasil. Depende as vezes da gente, e as vezes dos parceiros que estão produzindo o jogo.

Xbox Power:  Já que falamos de mídia física. Muitos jogadores reclamam da qualidade das mídias físicas no Brasil, com muitos casos de discos com erros de gravação ou que descascam com facilidade. Não sei se esse feedback já chegou até vocês, mas caso positivo, existe algum acompanhamento para melhorar essa situação?

Bruno Motta: Esse feedback já foi capturado sim, e já estamos conversando com o nosso fabricante do Brasil.

Xbox Power:  Vamos falar no Xbox Space, do #SextouXbox, das iniciativas para estreitar o relacionamento da marca Xbox com a Comunidade de jogadores do Brasil. Vocês pretendem continuar com esse trabalho de aproximação com outros eventos e campanhas publicitárias para unir cada vez o Xbox com os fãs brasileiros?

Bruno Motta: A gente ama a Comunidade e, de verdade, a gente trabalha para a felicidade dos nossos fãs de Xbox no Brasil. A gente definiu isso há alguns anos, e estamos buscando estar cada vez mais próximos da Comunidade. A gente está ouvindo muito, capturando muito, tem muita Inteligência Artificial rodando por trás de todos os fóruns e redes sociais, então estamos ouvindo e monitorando há alguns anos para dar passos próximos dessa relação com a Comunidade.
O que a gente está fazendo em vídeo, que é o que a gente já fazia com o Inside Xbox, nós estamos ampliando essa proximidade com a Comunidade agora com os novos programas é um dos exemplos de que a gente quer estar próximo e quer conversar com a Comunidade. Então sim, o #SextouXbox o feedback foi super positivo, a gente está muito feliz em trazer a Comunidade para perto. Só que não é um programa, não é um evento pontual, a gente realmente espera que isso continue ao longo do tempo.

Além do #SextouXbox a gente anunciou o Team Xbox (anunciado na BGS, terá a participação do Marcelo Brambz do Xbox Power), que é uma equipe temporária e onde não importa se você tem 10 seguidores ou 1 milhão, a gente quer realmente alguém apaixonado e que conhece da franquia (Halo, Gears of War, Forza…) e que vai ajudar a gente a fazer essas franquias crescerem. Além disso, tem mais coisa que a gente vai ir soltando ao longo do tempo voltado para o nosso Canal.

Xbox Power:  O Xbox Brasil sempre tem buscado trazer grandes personalidades da marca para os fãs brasileiros, que não possuem muita facilidade em interagir com esses grandes nomes. Já tivemos o chefão do Xbox, Phil Spencer, na BGS por duas vezes e esse ano foi a vez do Rod Fergusson e do Aaron Greenberg, que foram incríveis com os fãs do Brasil. E a pergunta que todos querem saber a resposta: e o Major Nelson?

Bruno Motta: (Risos) A gente está bem focado em entregar essa BGS primeiro, é bastante trabalho que vai aqui para fazer esse evento acontecer. A gente ficou muito feliz em trazer o Phil no ano passado, ele que ajudou a gente a trazer o Aaron, ele passou um telefone e disse para ele ‘Aaron você tem que ir, pois o Brasil é demais, a paixão dos nosso fãs’. E também a nossa comunidade ter pedido pelo Rod foi algo que nos deixou muito felizes de ter entregue. E agora com calma a gente pensa nos próximos convidados para os próximos anos. Um passo de cada vez para a gente entregar tudo com consistência.

Xbox Power Para finalizar, deixamos o espaço aberto para você mandar o seu recado para a Comunidade Xbox no Brasil.

Bruno Motta: Os grandes anúncios a gente já fez, o que a realmente queremos é essa proximidade com a comunidade é trazê-la para dentro de Xbox no Brasil, e a gente está muito feliz com o que entregamos até agora. A única coisa que pedimos é que continuem nos dando feedback, pois estamos testando muita coisa diferente, então a gente realmente precisa ouvir de vocês, se estamos no caminho certo ou não, onde precisamos melhorar. É o que a gente realmente precisa.

Queremos agradecer ao Bruno Motta e toda a equipe do XboxBR pelo carinho e atenção dispensados à equipe do Xbox Power durante a BGS 2018. Siga o Bruno Motta no Twitter e o XboxBR para também dar suas sugestões para a marca no Brasil.

Compartilhar.

About Author

Administradora de Empresas, mas apaixonada pelo mundo dos games e pelo Xbox!Fã da incrível e complexa franquia Halo e de seu icônico líder, o Master Chief. Também apaixonada por Dragon Age e seu universo magnífico. Ahhh e quem disse que Dark Souls não é divertido? :DSempre ligada nas notícias e novidades do lado verde da força!

Powered by keepvid themefull earn money