fbpx
Participe do nosso grupo no Telegram

Um dos jogos mais esperados de 2019, Kingdom Hearts III chega ao Xbox pela primeira vez em 29 de Janeiro. Com isso muitos jogadores de Xbox vão conhecer o game pela primeira vez. Pra quem não conhece Kingdom Hearts pega Final Fantasy e mistura com os desenhos Disney. O protagonista da série, Sora, porta uma poderosa arma chamada de Keyblade, capaz de proteger os mundos das forças do mal.

Para matar a minha vontade de jogar essa obra prima, pude testar uma demo completa. Foi durante a Brasil Game Show 2018, que tive a oportunidade de jogar no estande da Microsoft. 

Será que Kingdom Hearts III convence?

A PRIMEIRA EMOÇÃO AO JOGAR

Franquias antigas quando voltam a vida, sempre trazem muita nostalgia, esse sentimento nos faz voltar no tempo, e lembrar da primeira vez em que jogamos aquele jogo lá da sua infância. Quem não ficaria empolgado ao ver todos os desenhos da Disney juntos?

Essa é a emoção que Kingdom Hearts traz para seus jogadores, a união de vários mundos em um único jogo.

O mundo de Toy Story será invadido por Sora e seus amigos.

Kingdom Hearts III traz tudo isso, com a nostalgia em jogar mais uma vez. Sora e seus amigos estão de volta, com novos mundos para explorar. E foi esse o primeiro sentimento que eu tive, voltar a jogar essa franquia novamente. De cara já sabia todos os comandos, e estava lá atacando e alternado entre magias. O game é um RPG de ação, então ele é mais parecido com Final Fantasy XV, que possui um jeito mais fluido de se jogar.

A demo que testei foi da luta contra um Titan, a fase inteira você vai subindo uma montanha e tem que ir desviando de rochas, matando inimigos até chegar nele. Achei uma fase bem divertida, afinal o ritmo dela é bem acelerado.

A luta contra o Boss foi bem divertida, tendo que atingir as pernas primeiro, ai sim subir nele e atacar a sua cabeça. Disparei magias, usei a ajuda dos companheiros de Sora, e para finalizar fiz um Sumon, tirando muito dano do inimigo. Pra quem não conhece essa técnica, o jogador pode invocar criaturas poderosas para poder te ajudar. É uma herança da jogabilidade de Final Fantasy que sempre esteve presente em Kingdom Hearts.

SOM E GRÁFICOS

Os gráficos de Kingdom Hearts III  são cartunescos, então não espere algo próximo a realidade. Mas isso não quer dizer que o jogo não é bonito, pelo contrário, a engine apela para muitas cores. Além disso, as magias enchem nossos olhos, com muita iluminação. Os personagens são bem feitos, os traços Japoneses andam lado a lado com a cultura ocidental da Disney.

O som é um espetáculo a parte, a cada magia ou golpe disparado, da para ouvir aquele som clássico de Kingdom Hearts. A grande decepção foi a ausência de áudio ou pelo menos legendas em Português. O Brasil faz parte dos grandes mercados consumidores de Games, e não deveria ser excluído.

OPINIÃO

Kingdom Hearts III traz algumas novidades em relação a história, novas Keyblades e mundos novos para se explorar. Ainda não é a hora de mudar a engine, mas acredito que na próxima geração seja preciso.  A câmera ainda é um fator que me incomodou no teste, pois as vezes no meio da ação, fiquei um pouco perdido, tirando a minha concentração, mas ainda da tempo de mudar isso.

A ausência de legendas em Português me incomodou um pouco, afinal o jogo possui muitas linhas de diálogo, e seria uma boa ter essa opção. Uma dublagem seria um sonho impossível no momento.

Kingdom Hearts III já está em pré venda, caso queira fazer a compra, é só clicar no link abaixo.

Clique e confira na Microsoft Store

Compartilhar.

About Author

Desenvolvedor Web e Analista de TI, gamer assíduo desde a época do Atari, fã de Metal Gear(menos o Phantom Pain) e Gears of War. Ter a oportunidade de trabalhar um pouco com games é um sonho realizado. Falta só ir para E3!!!

Powered by keepvid themefull earn money