fbpx
Promoção Xbox Super Game Sale 2019 – Xbox One

Alguns personagens se tornam lendas dentro da cultura pop, seja por filmes, games ou qualquer tipo de mídia. Eles atravessam gerações, acompanhando a evolução do mundo. A serie Hitman é um desses casos. A série possui vários jogos que foram seguindo sua história, além de filmes que não fizeram tanto sucesso assim.

A fórmula de simulador de assassinatos começou lá no PC, e depois veio chegando aos consoles. Com isso, algumas mudanças foram feitas para deixar o game um pouco mais acessível. Algo mais comercial, afinal a empresa tinha que fazer o Agente 47 um protagonista forte. Algo bem desafiador, pois ele é um personagem sem emoções.

Hitman chega recomeçando sua história, no primeiro game chamado simplesmente de Hitman, o jogo foi dividido em capítulos, algo que não foi muito bem aceito pelos fãs, e que foi algo mudado para Hitman 2, que agora chega completinho, para nossa felicidade.

Mas será que a sequência traz alguma novidade ou será apenas uma versão melhorada?

HISTÓRIA

Uma das histórias mais repetidas do mundo dos games é a história de origem do Agente 47, e algo que me incomoda um pouco em Hitman 2 é o jogo ainda tratar dessa questão novamente. Existem muitas histórias para se contar em torno da série, e eu esperava algo inédito, e não a mesma história com detalhes diferentes. Sempre temos organizações que são ligadas a essa história, e isso foi visto em quase todos os games da série.

Por mais que uma continuidade tenha que ser respeitada, isso é forçar um pouco a barra. Feche o arco e continue com outras histórias, o personagem tem um potencial absurdo, mas se torna repetitivo por essas questões de narrativa.

47 esta mais letal do que nunca.

A história de Hitman 2 continua diretamente do primeiro Hitman, onde o Agente 47 começa a entender seu passado, através de flashbacks e a trama vai se juntando e ficando mais clara a cada missão concluída. Alguns personagens vão sendo revelados e tudo vai se amarrando.

Mas como disse anteriormente, a história anda em círculos e não sai muito do lugar, forçando a barra para um terceiro jogo, para enfim fechar uma trilogia que fica agarrada na origem do agente.

ENTRE NO MUNDO DO ASSASSINATO

O ponto mais forte de Hitman sempre foram suas missões, que exploram diferentes regiões do Planeta. Isso cria uma leque de infinitas possibilidades, afinal, os contratos podem ser independentes. Aqui continua na mesma pegada, mas com algo mais evoluído, trazendo estatísticas detalhadas no final da missão. Algo que não é uma novidade, mas que foi feito de uma maneira mais didática.

A HUD esta mais amigável, dando mais opções ao jogador.

Essas missões possuem um alto fator replay, pois elas podem ser feitas de inúmeras maneiras. O jogador pode seguir as histórias da missão, onde é seguido uma linha de eventos que culmina no assassinato do alvo. Ou simplesmente ignorar isso tudo e criar sua própria estratégia. Tudo isso afeta na sua pontuação final.

Cada missão tem entradas diferentes, roupas, histórias, armas e muitas possibilidades para serem concluídas. Após terminar a missão você vai evoluindo o conhecimento sobre ela, podendo voltar com outras configurações.

O ASSASSINO QUASE PERFEITO

Hitman 2 traz o melhor do Agente 47, com muitas opções para eliminar seus alvos. Posso até afirmar que o game é um simulador de assassinatos. O stealth ficou ainda mais necessário, com várias missões que necessitam serem jogadas dessa maneira. A jogabilidade na parte de shooter não é boa, como toda série Hitman, e isso meio que força o jogador a jogar pelos métodos mais silenciosos, mas dá a impressão que o 47 não atira muito bem. Entrar em um tiroteio é um tormento, com uma mira pesada, onde facilmente você é abatido.

As mecânicas de stealth estão mais precisas, com algumas mudanças sutis. O jogador pode se misturar a multidão para despistar alguns inimigos, e isso funciona muito bem em áreas populosas, e esse tipo de cenário está bem presente em Hitman 2. Outro aspecto importante é o stealth em áreas de mata, ao se abaixar dentro do mato, a cor em volta de 47 fica mais apagada, mostrando que os inimigos não estão te enxergando, em contrapartida ao fazer isso, o mini mapa também fica prejudicado.

Efetue o assassinato perfeito.

GHOST MODE É PARA OS FORTES

Ghost Mode me surpreendeu positivamente, pois na primeira vez que joguei, já fiquei fascinado. O modo é bem hardcore, afinal o seu oponente esta ali e você deve superá-lo. Não há tempo a ser batido, é algo bem mais simples, e aqui você e seu oponente, que aparece como um fantasma, devem matar os alvos o mais rápido possível, e tudo isso sem ser percebido por NPCs. Para tornar as coisas ainda mais interessantes, algumas caixas aparecem aleatoriamente contendo itens como: roupas, armas e muitas coisas para ajudar o jogador.

O Ghost Mode é bem divertido, e trouxe algo inédito na franquia. Além disso os servidores são bem estáveis, e também consegui achar facilmente uma partida.

Seja o melhor assassino.

ALVO ELUSIVO

O Alvo Elusivo é a maneira verdadeira de se jogar Hitman, aqui temos poucas informações, sem opção de salvar o progresso, e sem checkpoints, ou seja, morreu perdeu a missão. E pra ficar ainda mais hardcore, o Alvo só aparece uma vez, perdeu a missão, já era, só no próximo Alvo Elusivo, que tem data e hora para começar.

Você começa a fase, sem ter uma estratégia montada, o game até fornece algumas opções durante o vídeo de introdução, mas chegando lá é improviso para fugir das situações mais tensas que surgem no seu caminho.

SOM E GRÁFICOS

Hitman 2 não possui áudio em Português, mas tem legendas e textos localizados para o nosso idioma. As legendas estão de acordo com o áudio, garantindo um contexto correto.

Os gráficos estão bonitos, nada que fuja do patamar da série, mas cumprem o papel do padrão da geração. Sinto que a engine já esta um pouco batida, e que poderiam dar uma repaginada. Acredito que ela ainda seja usada para mais um jogo, mas em uma nova geração percebo que será necessário uma mudança mais drástica.

Hitman 2 tem belos cenários que se expandem por cada missão, explorando culturas e paisagens diferentes.

Hitman como sempre se passa em locais diferenciados.

OPINIÃO

Hitman 2 traz melhorias para a série, cumprindo o que foi proposto. Os novos modos Ghost e os Alvos elusivos são uma continuidade que o game precisa. O Modo Ghost traz um modo multiplayer bem divertido e que pode entreter por dias, mas não espere muito além disso. Já o Alvo Elusivo pode manter os jogadores sempre por perto, só será necessário um marketing forte para isso, para uma boa divulgação para quando cada Alvo aparecer. Vamos ver se a IO estará disposta a fazer isso.

O modo história é bem genérico e não chamou minha atenção, a trama girou e não saiu do lugar, vamos torcer para que no terceiro e possível sequência melhore isso. Futuramente será necessário uma mudança em relação a engine, que está um pouco datada.

Hitman 2 caminha cada vez mais para se tornar um jogo de nicho, algo que está sendo construído aos poucos. Talvez por a empresa estar mais independente, ela enfim volte as suas origens.

Entenda nossas notas

Clique e confira na Microsoft Store

 

Compartilhar.

About Author

Desenvolvedor Web e Analista de TI, gamer assíduo desde a época do Atari, fã de Metal Gear(menos o Phantom Pain) e Gears of War. Ter a oportunidade de trabalhar um pouco com games é um sonho realizado. Falta só ir para E3!!!

Powered by keepvid themefull earn money