fbpx
Promoção Xbox Super Game Sale 2019 – Xbox One

Uma das grandes notícias desse ano vindas da Square Enix, para os jogadores do Xbox One, foi o anúncio de que vários jogos da franquia Final Fantasy, antes exclusivos do PS4 ou PC, estariam chegando no console da Microsoft, e um dos jogos dessa lista é World of Final Fantasy MAXIMA. O jogo traz a jornada dos irmãos Reynn e Lann, em um universo onde diversos personagens icônicos de toda a série Final Fantasy também fazem parte, sendo uma grande homenagem a série, que já tem mais de 30 anos de mercado. Ele ainda traz a clássica jogabilidade de turnos, ambientes muito interessantes e um combate divertido com grandes inspirações de Pokémon.

Será que toda essa mistura convence? Vamos descobrir.

História

A história de World of Final Fantasy MAXIMA gira em torno dos irmãos Lann e Reynn, que acordam sem as suas memórias e não fazem ideia de quem são ou o que faziam, apenas sabem que são irmãos. Até que um dia uma mulher misteriosa aparece, e lhes conta que eles são pessoas importantes para o futuro de Grymoire, que é o mundo onde o jogo se passa. Ela os informa que eles fazem parte de uma grande profecia, que pode determinar o sucesso ou a destruição desse mundo. Outra grande revelação é que eles são poderosos Mirage Keepers, que são indivíduos capazes de capturar e comandar criaturas conhecidas como Mirages, que podem ser adquiridas em batalha e depois usadas ao seu favor. Sim, eu sei, você também lembrou de Pokémon.

É uma bela jornada, onde os irmãos irão embarcar não apenas para ter de volta os seus poderes, mas também suas lembranças que sumiram. E nesse caminho você irá encontrar diversos personagens importantes da franquia Final Fantasy, como Cloud, Squall, Lightining… Cada um com sua personalidade característica e suas próprias tramas, que se entrelaçam com maestria com a narrativa dos carismáticos irmãos Lann e Reynn. A Mirage Tama, que te companha durante todo o tempo lhe dando informações, também possui muito carisma, e traz tiradas divertidas para os diálogos, assim como o irreverente, e até mesmo bobo, Lann e a pensativa e inteligente Reynn.

A trama de World of Final Fantasy MAXIMA consegue mostrar com leveza sua história e seus personagens, mesclando muito bem os momentos de mais seriedade e drama, com muitos outros cheios de piadas para fazer o jogador sorrir. A ideia do jogo não é oferecer algo super profundo ou que te faça chorar, mas que te divirta com algo mais leve, mas ainda sim bem construído. A história segue interessante e cheia de surpresas, o que te deixa imerso no seu universo e te mantem sempre curioso com o que pode vir a seguir.

Jogabilidade

O combate de World of Final Fantasy MAXIMA traz o clássico sistema de combate da saga Final Fantasy, o famoso Active Time Battle (ATB) ou a Batalha de Tempo Ativo, onde existe uma barra que mostra quando os membros do seu grupo poderão agir e executar ações como usar magias, habilidades especiais, atacar, defender e usar itens. As ações especiais, como usar magias, por exemplo, fazem uso de AP (Action Points), que são pontos necessários para realizar essas ações especiais. Saber usar esses pontos com cautela e estratégia é muito importante para se dar bem nas batalhas. No geral é o clássico sistema de turnos, onde existe uma ordem para realizar uma ação no combate, e que é bem comum na grande maioria dos JRPGs.

As batalhas acontecem no susto, como eu costumo dizer, que são encontros aleatórios que acontecem quando menos se espera enquanto estamos andando pelos mapas. Mesmo sendo muito necessário entrar em combate para ganhar experiência, itens e novos Mirages, o sistema continua me incomodando, pois não temos controle de quando ou onde queremos batalhar, é o jogo que decide tudo. Muitas vezes queria apenas explorar os mapas, mas era interrompida demasiadamente pelo sistema de encontros aleatórios. Entendo que faz parte do jogo, mas a frequência em alguns momentos era muito alta, o que tornava a progressão um tanto quanto irritante, mesmo com os combates sendo muito divertidos, senti que faltou uma dosagem mais equilibrada.

Outro ponto importante, é que, assim como você, seus inimigos possuem fraquezas elementais como fogo, ar, água e terra, além de alguns outros tipos de status, como sono, veneno, e por aí vai. É importante analisar os inimigos para poder explorar ao máximo as suas fraquezas.

A grande diferença em MAXIMA fica por conta do uso dos Mirages, que trazem uma dinâmica bem interessante ao gameplay. Como dito acima, os irmãos Reynn e Lann possuem a habilidade de capturar e usam em combate as criaturas conhecidas como Mirage, e podem usar até duas delas em cada personagem, e dessa forma podemos aumentar a barra de vida, infligir mais dano nos inimigos e ainda ganhar novas habilidades vindas das criaturas. Um sistema realmente viciante, que te incentiva a todo o momento a buscar novas criaturas e testar seu uso em combate. Essa nova versão de World of Final Fantasy também traz uma série de novos Mirages para colecionar.

Cada Mirage possui sua própria árvore de habilidades, que aqui é chamada de Mirage Board, onde podemos desbloquear habilidades únicas, usando os pontos obtidos ao subir de nível. Além disso, conforme melhoramos suas habilidades, e também encontramos suas versões mais avançadas durante combate, podemos evoluí-las para versões mais fortes, mas fique atento, pois, ao evoluir uma criatura, ela também muda de tamanho e isso é muito importante dentro do jogo.

Para usar os Mirages, precisamos nos atentar para o tamanho delas e dos nossos personagens. Para empilhar da melhora maneira possível, precisamos nos atentar para o tamanho de cada uma delas, sendo as grandes na parte de baixo, as médias no meio e as pequenas no topo, sempre buscando a maior estabilidade possível. Para montar diversas equipes diferente, com focos de batalhas de diferentes, podemos mudar o tamanho dos irmãos e alternar entre sua forma maior, que é do tamanho grande, e a sua forma fofinha, que assume o tamanho médio. Tudo fica nas mãos do jogador, para que ele monte a equipe que mais se adapta com o seu estilo, e é realmente muito divertido testar e ver em combate as mais diversas combinações.

E ainda tem os Mirages XL que podem ser chamados com o uso AP e oferecem ainda mais opções para as batalhas com seu dano massivo. Eles permanecem em combate com os irmãos enquanto tiver pontos de vida ou AP, e ajudam bastante em batalhas mais complicadas.

Para capturar Mirages também precisamos analisar bem cada criatura antes do combate, para descobrir quais as condições para pegá-las.

E se estamos falando de Final Fantasy não podemos deixar de falar de Summons, que também estão presentes em World of Final Fantasy MAXIMA. Essa é uma das partes mais legais do jogo, que traz as super habilidades na forma das Champion Medals. Com essas medalhas você pode chamar um personagem conhecido da saga para te ajudar em batalha com uma habilidade poderosa. Você pode equipar até três dessas medalhas, que podem ser usadas conforme você toma e recebe dano, e enche um medidor para obter as estrelas necessárias para chamar o seu campeão. Podemos chamar nomes como Sephiroth, Cloud, Snow, Squal, Lightining… O efeito das habilidades são muito bem feitos e compõem um espetáculo à parte nas batalhas. Além disso, outra adição interessante é quando usamos esses personagens icônicos da saga Final Fantasy, a música de fundo também se transforma, o que é bem nostálgico.

Além disso, com essa nova versão do jogo os irmãos Lann e Reynn podem assumir a aparência de alguns desses Campeões e entrar nas batalhas não apenas se parecendo com eles, como também com uma habilidade especial de combate.

No geral, a jogabilidade é muito boa e a curva de aprendizado é bastante amigável. É muito agradável poder testar diversas estratégias nos combates, para usar as fraquezas dos inimigos ao nosso favor para eliminá-los, assim como é muito divertido entender as condições para capturar um Mirage e trazê-lo para o seu lado.

A exploração pelos mapas é essencialmente linear, mas alguns cenários oferecem muitas ramificações, que te farão gastar bastante tempo para explorá-los totalmente e encontrar suas áreas secretas, que sempre possuem inimigos especiais e itens importantes. Nos mapas também encontramos as Murkrift, onde entramos em áreas perigosas para enfrentar Mirages raros e poderosos.

Como atividades secundárias, ainda existem algumas missões que pegamos com pessoas espalhadas nas cidades, um Coliseu onde enfrentamos diversos Mirages e é uma boa opção para capturá-los e receber itens, também existem as Intervenções onde vamos de encontro aos Campeões da saga Final Fantasy para ajudá-los em suas missões, que são muito divertidas de fazer e também garantem boas recompensas e Gil, que mais uma vez é a moeda do jogo. E por fim, temos o conteúdo online onde podemos batalhar contra outros jogadores, mas durante meus dias jogando para fazer a análise não consegui encontrar nenhuma partida.

Gráficos e Som

World of Final Fantasy MAXIMA se apresenta muito bem no Xbox One, com ambientes variados, bem detalhados e cheios de cores vibrantes. Mesmo que lineares, os cenários são muito bem desenvolvidos, cada um com sua própria personalidade, o que faz com que cada área seja verdadeira única, oferecendo uma experiência realmente diferente para o jogador, algo que também não deixa o jogo se tornar repetitivo.

Existem algumas transições, durante determinadas partes da história, onde o jogo assume um visual de Anime, que são as famosas obras japonesas de animação, e que estão muito bem produzidas, trazendo ainda mais qualidade para a trama. Os personagens também estão muito bem apresentados e trazem traços que mostram muito bem suas personalidades. Os efeitos das habilidades em batalha também foram muito bem criados e fazem um belo espetáculo na tela.

O desempenho do jogo é muito bom e não presenciei nenhum tipo de travamento ou quedas de framerate. Os loadings também são bem rápidos e não quebram a ação. No Xbox One X, o título ainda conta com resolução 4K, o que o deixa ainda mais bonito.

Quanto ao som, World of Final Fantasy MAXIMA também não decepciona. O jogo traz temas muito agradáveis, com algumas delas sendo trazidas dos jogos anteriores, o que vai agradar em cheio o coração dos fãs da saga. As vozes são muito bem dubladas e trazem naturalidade para os personagens, sejam em falas mais sérias e dramáticas, ou ainda nas mais cômicas.

Infelizmente, se trata de mais um jogo da Square Enix que não chega ao nosso mercado nem ao menos com legendas em Português, o que é péssimo para um JRPG, onde existem muitos diálogos para contar a história e diversos menus recheados de informações importantes.

Opinião

World of Final Fantasy MAXIMA é uma grande celebração da saga Final Fantasy, que certamente irá agradar os fãs veteranos, mas também tem tudo para chamar um novo público, com seu gameplay mais amigável para quem não entende muito de combates por turnos, algo que pode ser uma ótima porta de entrada para o gênero. Eu mesma, não tinha muita afinidade com jogos de turno e me animei a entrar mais nesse universo depois de MAXIMA.

A história é interessante de acompanhar, com personagens que possuem ótimas personalidades, os visuais são muito agradáveis e a jogabilidade com o uso dos Mirages é muito divertida de explorar. O mundo do jogo possui diversos cenários interessantes, que realmente te incentivam a buscar e conhecer seus segredos, que só não são 100% ótimos de explorar pelo excesso de combates aleatórios que surgem em algumas áreas, e deixam a progressão irritante.

Mais uma vez faltou aquele carinho da Square Enix, que não trouxe nem legendas em português, o que com certeza será um complicador para quem não entendem bem do inglês e vai ficar perdido na história e até mesmo nos menus.

No Geral, World of Final Fantasy MAXIMA é uma experiência que vale a pena e te garante muitas e muitas horas de diversão.

Entenda nossas notas

Clique e confira na Microsoft Store

Compartilhar.

About Author

Administradora de Empresas, mas apaixonada pelo mundo dos games e pelo Xbox!Fã da incrível e complexa franquia Halo e de seu icônico líder, o Master Chief. Também apaixonada por Dragon Age e seu universo magnífico. Ahhh e quem disse que Dark Souls não é divertido? :DSempre ligada nas notícias e novidades do lado verde da força!

Powered by keepvid themefull earn money