fbpx
Promoção Xbox Super Game Sale 2019 – Xbox One

Battle Princess Madelyn é um jogo indie inspirado em um clássico da Capcom, o Super Ghoul’s n Ghosts. No lugar do Rei Arthur, temos uma jovem e corajosa princesa em uma missão de salvar seu reino das forças do mal. Confira as nossas impressões nessa análise.

Uma homenagem a um clássico

Quando criança, um dos jogos que mais rodou pelo meu Snes foi Super Ghoul’s n Ghosts. Era um jogo extremamente simples, mas igualmente desafiador. Logo que vi o trailer de Battle Princess Madelyn, as lembranças de infância vieram a tona imediatamente. A Casual Bit Games conseguiu pegar a essência do clássico da Capcom e criar sua própria aventura.

Madelyn é nossa pequena heroína

Em Battle Princess Madelyn, o jogador controla a jovem princesa que dá nome ao jogo. Sua família foi raptada por um força malévola que colocou todo o reino em perigo. Junto do seu cãozinho fantasma, Madelyn precisará resgatar seus familiares e dar um fim para esta ameaça.

Existem dois modos principais em Battle Princess Madelyn, história e arcade. O modo história é uma versão mais cadenciada da aventura. Você conversará com npcs, explorará cenários em busca de itens, desbloqueará novos equipamentos e completará missões secundárias. Ele traz um sentimento de progressão, onde você começa apenas com uma armadura básica e uma lança, e vai aos poucos se tornando uma grande cavaleira com grandes poderes e equipamentos de primeira.

Vários NPCS com missões secundárias estão no Modo História

Já o modo arcade remete aos clássicos side-scrolling, sendo bem mais direto na ação. O jogador vai avançando para a direita da tela do jogo, aniquilando qualquer coisa que se mova no caminho. Todas as habilidades e equipamentos de Madelyn estão disponíveis desde o início, bastando o jogador escolher com quais deles usará durante a aventura.

Ambos os modos seguem pelos mesmos cenários e contra os mesmos bosses. É uma ideia interessante, que aumenta o fator replay do jogo.

Gameplay

Battle Princess Madelyn não só teve o seu design inspirado em Super Ghoul’s n Ghosts, como a sua jogabilidade também. Logo que inciei o jogo, tive a sensação de que já o havia jogado antes. Madelyn possui habilidade de pulo, pulo duplo, ataque e ataque carregado. Comandos bem similares, se não idênticos, ao de Arthur.

Mas se quiser ir direto para ação, é só iniciar o Modo Arcade

É claro que o jogo possui algumas características originais. Como o caso do ataque carregado. Nele, o pequeno cão fantasma de Madelyn causa um ataque devastador no inimigo mais próximo. A variedade de armas e armaduras também são bem maiores. Lanças, adagas, machados, espadas e cajados com magias são alguns exemplos. Aqui, o jogador não pode reclamar da falta de opções.

Agora o jogo deixa a desejar em alguns pontos no modo história. Como já mencionado, é nele onde o jogador conversará com NPCs e descobrirá novas missões. Infelizmente, não há um menu com essas quests. Após iniciar uma missão, você não tem nenhuma ferramenta para consulta. Imagine você precisa pegar uma chave que está escondida em uma cripta. Nada de mais até aí, só que você se preocupa tanto tem sobreviver, que acaba esquecendo o que precisava fazer ou onde deveria ir para completar a tal missão. Tem vezes que você nem sabe se completou.

Encontre itens para ganhar novas habilidades

Outro item que também faz muita falta é um mapa. Veja bem, no modo história o jogo deixa de ser um side scrolling e ganha elementos de um “metroidvania”. Você precisa explorar cada cenário, vai avançar em novos cenários, vai retornar precisar retornar para liberar ganhar um novo item ou algo do tipo. São coisas que podem desanimar muitos jogadores a completar este modo.

Gráficos e Sons

A Casual Bit Games merece os parabéns pela criação do mundo de Battle Princess Madelyn. Os caras conseguiram criar um mundo rico, com uma enorme variedade de criaturas e cenários. Quando você está jogando o modo arcade, que possui um ritmo mais frenético, a quantidade de acontecimentos na tela é de encher os olhos. Chega a ser perigoso, pois você acaba prestando muita atenção no cenário e esquece dos inimigos.

Madelyn se aventurará pelos mais diversos cenários

A trilha sonora do jogo é algo bem original, lembrando muito os jogos de Snes e Megadrive. Melodias instrumentais misturadas com toques de chips de computadores, trazendo um ar de nostalgia para quem viveu no auge dos anos 80/90.

Opinião

Battle Princess Madelyn é uma ótima opção para os fãs do saudoso Super Ghouls’n Ghosts. O jogo consegue reunir todas as ótimas características do jogo e melhorá-las, trazendo uma aventura divertida e desafiadora. Com dois modos de jogo, o fator replay é algo garantido para fãs de jogos de estilo retrô.

Porém, seu modo história carece de opções básicas, como um mapa e um registro de missões, que pode acabar deixando muitos jogadores perdidos durante a aventura.

Entenda as nossas notas

Clique e confira na Microsoft Store

Compartilhar.

About Author

Aficionado pela cultura geek. Se o cinema é a sétima arte, os games são a oitava. Entrou no mundo dos consoles no NES e desde então vem acompanhando a geração dos games até o Xbox One. Caçador de indies, nas horas vagas tenta ser biólogo.

Powered by keepvid themefull earn money