fbpx
Promoção Xbox Super Game Sale 2019 – Xbox One

Degrees of Separation é um puzzle de aventura 2D, onde jogadores precisam controlar elementos do fogo e gelo. Confira nossas impressões deste jogo da Moondrop Studios que conta a história de Ember e Rime, duas almas apaixonadas de planos diferentes em busca de uma forma para quebrar a barreira que os separa.

Era uma vez…

Em Degrees of Separation duas almas que representam elementos opostos acabam se apaixonando.Primeiro temos Ember, a materialização do calor! Nela as plantas florescem, rios e lagos ficam cheios de vida, e o cenário é tomado por tons de amarelo e laranja. Por outro lado temos Rime, que traz os ares gelados do inverno, congelando tudo por onde passa. Seus mundos estão a beira de um colapso e ambos saem em busca de uma solução. Um belo dia os dois acabam se cruzando e aí rolou aquela química marota. Mas logo os dois pombinhos percebem que uma barreira separara sua união. Então os dois se juntam em uma jornada para salvarem seus mundos e, de quebra, ficarem juntos.

Jogue sozinho com a IA ou com amigos

O jogo possui elementos que poderiam contar um dos mais belos romances no mundo dos games. Duas almas fadadas a viverem separadas pela eternidade, mas o amor de um pelo outro era capaz de mudar seu destino. É de se imaginar que cenas com grande peso dramático ocorreriam… Mas, a impressão inicial não é a que fica.

O jornada do jogador é tomada por vários puzzles. Você vai solucionando…solucionando…e em nenhum momento os personagens interagem de outra forma. DO NADA, a narradora da história começa a falar enquanto você está no meio da solução de um puzzle. Aí você perde o foco pra prestar atenção na história, nessa hora ou você finaliza o puzzle ou perde o que foi contado. Sério, isso ocorreu comigo diversas vezes. Para piorar, ela conta detalhes importantes do enredo, já que Ember e Rime não falam.

Amor a primeira vista

Foi realmente difícil criar algum sentimento pela triste situação do casal. A sensação é de que o jogo solta uma introdução interessante, e então começa uma caça incansável por coletáveis e resolução de puzzles. Rapidamente a experiência se torna massante, onde me vi obrigado a pausar e experimentar outro jogo até retornar para Degrees of Separation. Custava colocar uma esquete em meio a tantos puzzles no lugar da narração?

Gameplay

Como já mencionado, Degrees of Separation tem foco na resolução de puzzles. Você os soluciona para coletar cachecóis que servirão para abrir portões de outros mundos, no melhor estilo Super Mario ou Super Lucky’s Tale. O principal elemento na solução dos puzzles é a barreira que separa Ember e Rime. O jogador deverá pensar bem em qual posição cada personagem estará para tirar proveito de seu elemento.

Bora catar cachecóis para salvar o mundo

Por exemplo, em determinadas partes existem cordas amarradas em balões de ar que levarão jogadores a locais mais altos. O ar quente de Ember fará com que o balão suba, enquanto o frio de Rime fará o balão descer. Para tornar os puzzles ainda mais interessantes, a dupla ganha novas habilidades conforme avança pelos mundos.

Degrees of Separation é perfeito para aqueles que curtem um bom desafio mental. Para tornar as coisas ainda mais interessantes, o jogador pode convidar uma outra pessoa para fechar a dupla e realizar aquela jogatina de sofá bacana.

Os cachecóis liberaram as passagens para novos mundos

Mas ainda assim, o jogo comete novos deslizes. Por mais que os puzzles fiquem mais elaborados, eles não variam muito. É sempre usar uma corda para ir para um local mais alto. Fazer plataformas subirem ou descerem. É sempre alternar entre subir ou descer algum objeto. Quando falei que os personagens ganham habilidades, então, você não gaaaaanha exatamente. São cinco mundos e em cada um deles há uma habilidade nova específica na resolução de puzzles. A que você usa no mundo 2 não pode ser usada no mundo 3 e vice versa. Não há uma progressão e você sente que se todas as habilidades estivessem disponíveis em todos os mundos, puzzles bem mais criativos poderiam ser feitos.

Gráficos e Som

O ponto alto de Degrees of Separation certamente são os seus gráficos. A beleza em seus cenários e personagens são a primeira coisa que chamam a atenção. Vale a pena parar para apreciar um pouco das belas vistas oferecidas pelo jogo. A parte sonora acompanha os seus belos cenários. Melodias tocadas em piano ditam um clima aconchegante e agradável no jogo. Felizmente, o jogo está legendado em nosso idioma.

Capricharam na arte do jogo

Em contra partida o hub não é muito intuitivo. Se o jogador acabar perdendo um coletável, vai ser um pouco confuso de identificar na estranho diagrama que o jogo oferece.

Opinião

Degrees of Separation começa com um belo conto digno de grandes obras literárias. Belos cenários junto de uma trilha acachapante criam uma ambientação gostosa. É altamente recomendado jogar com outra pessoa para deixar a experiência ainda mais agradável. Mas esqueça o título caso você esperava acompanhar uma boa história. O jogo te lançará em uma massiva busca por coletáveis e, para piorar, obrigatórios. Afinal, não há como avançar pelos mundos sem eles.

O jogo possuía muito potencial, mas algumas más escolhas acabaram por arruinar este conto.

Entenda nossas notas

Clique e confira na Microsoft Store

Compartilhar.

About Author

Aficionado pela cultura geek. Se o cinema é a sétima arte, os games são a oitava. Entrou no mundo dos consoles no NES e desde então vem acompanhando a geração dos games até o Xbox One. Caçador de indies, nas horas vagas tenta ser biólogo.

Powered by keepvid themefull earn money