fbpx
Promoção Xbox Super Game Sale 2019 – Xbox One

Quando vi Dauntless pela primeira vez foi inevitável não ver uma certa inspiração em Monster Hunter World, da Capcom, onde nos aventuramos para eliminar Behemoths que estão ameaçando a paz e também usar recursos e partes dessas bestas derrotadas para criar novos equipamentos, e tudo em um mundo amplo para explorar. A Phoenix Labs então decidiu focar suas energias no sistema de Caçadas e levar isso para um estilo gráfico mais cartunesco, e o resultado é um free to play extremamente divertido e viciante.

A simplicidade de Dauntless encanta e é impressionante como um simples sistema de caçar, juntar recursos e criar equipamentos, funciona tão certo e prende o jogador. Mas será que esse sentimento persiste após muitas e muitas horas de Caçada? Vamos descobrir nessa análise.

Viva para a Caçada

Dauntless é simples e objetivo na sua proposta, você não tem uma grande narrativa, nem será o salvador do mundo, você é um Slayer e sua missão é apenas caçar e eliminar monstros gigantes, coletar seus recursos e construir seu arsenal de equipamentos. Bem direto ao ponto. O sistema de missões é bem simples, se baseando em adquirir certos materiais e derrotar determinados animais, e a história é praticamente inexistente, pois o foco total está em caçar Behemoths e ficar cada vez mais forte para se aventurar por desafios cada vez mais difíceis.

As Caçadas são o coração de Dauntless, você deverá realizá-las para construir seus equipamentos e subir de nível para desbloquaear novos tipos Behemoths, cada mais desafiadores. As preparações para essas atividades acontecem na cidade de Ramsgate, onde existem os NPCs que te oferecem as missões e criam seus equipamentos, além de algumas lojas para compra de recursos e também microtransações, das quais falarei mais adiante.

Após se preparar, os jogadores podem buscar pelo sistema de matchmaking e assim partir para suas Caçadas, em um sistema bem simples e rápido. Dauntless é um jogo totalmente online e você sempre estará junto com uma equipe unida para vencer o desafio, a não ser que você opte por jogar sozinho ou com um grupo fechado e privado. O jogo da Phoenix Labs, que se trata de uma parceria com a Epic Games (Fortnite), também se beneficia do sistema de crossplay total, ou seja, os jogadores do Xbox One, PC e PS4 sempre estão jogando juntos, o que aumenta, consideravelmente, a quantidade de pessoas nos servidores. Algo que pareceu inesperado pelas empresas, pois muitos problemas com longas filas de espera para entrar nos servidores, e até mesmo demora para acessar o matchmaking, marcaram a primeira semana de lançamento do jogo. Mesmo com a correção dos problemas eles ainda acontecem, mesmo que em menor escala.

Dito isto, a cooperação é essencial em Dauntless, e o empenho de toda a equipe é vital para que a caçada seja bem-sucedida, desde a hora que chegamos no mapa para explorar em busca da fera, e então usar um Flare para sinalizar a equipe onde o bichão está, a até usar habilidades na hora certa, levantar os amigos caídos e distribuir as cargas dos locais de cura para que todos tenham seu momento de recarregar um pouco das energias, principalmente quando os Behemoths ficam enfurecidos e espalham o caos na batalha. O jogo possui chat de texto e de voz para que essa colaboração seja facilitada.

Mas não basta ir de qualquer maneira para as Caçadas e bater de qualquer jeito, pois além de ter que haver uma estratégia em combate, pois o jogo pune quem sai apertando os botões de qualquer maneira, ainda existe um sistema de fraquezas elementais para cada Behemoth, e que deve ser muito bem observado antes de partir para o mapa.

Quanto ao combate ele é mais estratégico, então você deve observar a hora de atacar e esquivar, sempre prestando atenção ao seu nível de estamina para não ficar sem fôlego, e virar alvo fácil dos ataques do inimigo. Já quanto ao sistema elemental, antes de cada partida o jogo nos informa das armas e equipamentos que são fortes e fracos contra aquele Behemoth, ou seja, é essencial, para ajudar realmente a sua equipe, tentar preencher ao máximo os requisitos, para que você inflija bastante dano e não sofra muito com os ataques. Dessa forma, é importante construir todos tipos elementais de equipamentos e deixá-los fortes para poder ter um bom desempenho contra todos os tipos de feras.

Essas caçadas são encerradas com classificações do jogador e da equipe, que variam entre E e S+, e que incentivam melhorar seu desempenho para melhores classificações.

Dessa maneira, o jogador se sente cada vez mais imerso nas mecânicas de Dauntless e no seu ciclo simples e viciante de caçar, coletar e construir. Tudo é bem simplificado e, para mim, é justamente por isso que funciona tão bem em prender todos os tipos de jogadores, sejam aqueles mais hardcore ou os mais casuais.

Fique forte para desafios cada vez maiores

A repetição de Caçadas é vital em Dauntless, pois os recursos de cada Behemoth é essencial para melhorar seus equipamentos, e então para ficar forte e enfrentar os desafios, que ficam cada vez mais altos conforme você sobe o nível do seu personagem e completa missões.

Para enfrentar esses desafios os jogadores possuem seis tipos de armas, cada uma com um estilo próprio de jogabilidade, combos e ataques fortes, fracos e especiais. Esses são os tipos de armas:

  • Espada – é a arma inicial, com um conjunto bem simples de movimentos rápidos e que facilitam e esquiva.
  • Chain-Blades – uma dupla de armas bem rápidas, mas como combos que não são tão simples de dominar. Bem versátil, para ataques curtos rápidos, e também danos de longo alcance com o uso das correntes, oferecendo mais possibilidades de ataques e alta mobilidade.
  • Machado – ataques com alto dano, mas muito lentos. No entanto compensa sua lentidão, quando pode ser lançado no Behemoth trazendo números de dano devastadores.
  • Martelo – assim como o machado, essa arma possui ataques bem lentos, mas também oferecem um alto dano. Seu grande diferencial é que ele dispara projéteis com sua habilidade especial, trazendo versatilidade para o jogador.
  • War Pike – uma lança que traz ataques rápidos, e que apesar de não apresentarem dano alto são importantes para quebrar mais rapidamente as partes dos Behemoth cuja área fica mais fácil de ser altamente danificada pela equipe.
  • Repetidoras – um par de pistolas que fecham as opções do arsenal do jogo. Elas são desbloqueadas após algumas missões e possui o seu próprio NPC para realizar as melhorias e adição de danos elementais. Ela também joga buffs para você e sua equipe e aumentam o dano. Uma boa arma também para aqueles que curtem o combate de longo alcance.

Mas a armadura também é um elemento importante de Dauntless. Assim como nas armas, cada Behemoth, após descoberto, oferece um conjunto de equipamentos para serem construídos, cada um possui um visual bem único, inspirado em cada um dos bichões. Cada conjunto desse possui um tipo de força e até mesmo fraqueza elemental, além de atributos únicos que devem ser bem estudados pelos jogadores, antes de decidir qual criar. Complementando o equipamento, ainda existem as Lanternas, que oferecem um buff para você ou seu grupo e ainda um tipo de ataque elemental.

Os recursos para a criação desses itens são coletados dos próprios Behemoths ao quebrar e cortar determinadas partes do seu corpo e também das recompensas ganhas após cada caçada. Além disso, existem as Orbes Elementais, que são ganhos ao realizar Patrulhas, que são caçadas onde você escolhe apenas o tipo elemental de inimigo, mas qual deles virá é totalmente aleatório. Já nas Caçadas do tipo Perseguição você pode escolher exatamente qual Fera quer caçar, e assim pegar suas partes específicas, no entanto não receberá orbes elementais de recompensa. Então decida qual seu foco e parta para Caçada para melhorar seus equipamentos, que também podem ser pintados e transmogrifados para voce dar todo um estilo próprio para o seu Slayer.

Dauntless é bem básico no que se refere a criações de itens e acesso aos seus conteúdos, mas as Caçadas ficam cada vez mais difíceis, e quem não correr atrás de melhorias irá perder os maiores desafios que surgem.

Mas as opções para melhorias não acabam na criação de equipamentos, pois o jogo ainda tem o sistema de Células. Elas podem ser inseridas em todas as partes dos itens e oferecem os mais diversos tipos de atributos passivos, como aumento de estamina, aumento de dano, resistência elemental, e muito mais. As Células são ganhas ao receber Núcleos como recompensas de algumas missões, ao subir de nível e também podem ser melhoradas e misturadas em um NPC específico.

Por fim, temos um sistema de Maestria, com uma série de desafios voltados para os tipos de armas e Behemoths, que ao serem completados oferecem experiência para o nível do jogador, melhorias passivas, e ainda modificadores para as armas e seus especiais, que expandem ainda mais as possibilidades de combate. Um sistema bem interessante, e que incentiva os jogadores a explorarem incessantemente os conteúdos, independente da sua dificuldade.

Microtransações

Sendo um título free to play é natural que o estúdio monetize o jogo de alguma maneira, e isso geralmente acontece na forma das microtransações. Em Dauntless elas existem, mas não são agressivas, e os jogadores podem jogar tranquilamente sem gastar um centavo sequer na loja, com um modelo justo para todos os jogadores.

A moeda paga se chama Platina e com ela você pode comprar alguns recursos de criação, Células e itens cosméticos, além de ser gasta para acelerar o processo de criação de novas Células. No entanto, as Células são ganhas de diversas maneiras jogando normalmente, e acelerar o seu processo de criação não é algo crucial para a jogabilidade, e você pode simplesmente aguardar que elas fiquem prontas enquanto usa as que você já conquistou. Os recursos de criação que podem ser comprados são abundantes nos mapas, e também são recompensas recorrentes do Passe de Caçada.

O Passe de Caçada se trata de uma série de itens que podem ser desbloqueados durante um determinado período, e você vai subindo no level desse Passe conforme realiza uma série de desafios diários e semanais. Além disso, você pode desbloquear o caminho Elite desse Passe com Platinas e assim garantir ainda mais recompensas. Então vai da escolha do jogador se quer mais prêmios ou não.

No geral, é um sistema que eu não senti abusivo em nenhum momento, e por se tratar de um jogo totalmente cooperativo o impacto disso se torna menor ainda.

Um belo mundo, mas que precisa de ajustes

Graficamente, Dauntless apresenta um mundo belíssimo, que acerta ao optar por uma tendência mais cartunesca, trazendo cores vibrantes para os mapas e os seus Behemoths. Além disso, o design dos cenários é cheio de detalhes, assim como as armas e armaduras que nosso Slayer pode usar, cada uma com sua própria personalidade oriunda dos monstros dos quais são originadas.

Os Behemoths por sua vez, oferecem um espetáculo à parte, com designs bem interessantes e com estilos realmente únicos, que trazem todo um diferencial para cada Caçada. Cada um possui tipos de ataques diferentes e que enchem os olhos do jogador, fazendo a nossa aventura dentro desse universo se tornar ainda mais imersiva, afastando qualquer sentimento de repetição excessiva.

O desempenho do jogo que deixa a desejar em alguns pontos, como constantes travamentos na cidade principal e em alguns momentos da Caçada, algo que quando for sendo corrigido, deixará a experiência bem mais satisfatória. O jogo teve muitos problemas de superlotação de servidores e demora no matchmaking por problemas desse mesmo servidor, algo que foi menos recorrente após a primeira semana e tornou a busca por partidas e entrada no jogo bem mais instantâneo..

O som do jogo também se destaca com boas trilhas para as caçadas e uma sonorização precisa para cada tipo de Behemoth, de forma que o jogador passa a entender melhor o atual momento do comportamento do animal só pelos ruídos que eles emitem, um trabalho realmente impressionante.

O jogo não possui muitas falas, mas tudo está legendado em Português do Brasil.

Opinião

Dauntless é, sem dúvida, um dos melhores títulos free to play lançados esse ano, com uma grande experiência que abraça todos os tipos de jogadores, tanto aqueles em busca de uma jogatina mais descompromissada, quanto para aqueles que buscam evoluir para desafios cada vez maiores. O jogo possui grande potencial de crescimento, com muito espaço para a adição de novos conteúdos, como mapas e Behemoths, para fazer com que a jogatina sempre se renove.

Ele traz uma jogabilidade viciante e um mundo belíssimo de explorar, que tem seus problemas técnicos, mas que estão sendo resolvidos com agilidade pelos desenvolvedores, que mostram que estão dispostos a dar total suporte ao seu projeto, algo essencial em jogos desse estilo.

Entenda nossas notas.

Clique e confira na Microsoft Store

Compartilhar.

About Author

Administradora de Empresas, mas apaixonada pelo mundo dos games e pelo Xbox!Fã da incrível e complexa franquia Halo e de seu icônico líder, o Master Chief. Também apaixonada por Dragon Age e seu universo magnífico. Ahhh e quem disse que Dark Souls não é divertido? :DSempre ligada nas notícias e novidades do lado verde da força!

Powered by keepvid themefull earn money