fbpx
Promoção Xbox Super Game Sale 2019 – Xbox One

Um dos gêneros mais aclamados dos anos 80/90 foi o Beat ’em Up, que reinou por muitos anos nos consoles e fliperamas daquela época, trazendo algo a mais para o gênero luta, que era limitado para um pequeno cenário. Já no Beat ’em Up, o jogador se deslocava por várias fases que trazia muitos inimigos e várias horas de diversão e muita porrada com os amigos.

Agora, com o advento dos jogos Indie, os pequenos desenvolvedores começam a trazer um pouco dessa magia dos jogos em 16 Bit para essa geração. Fight’N Rage é um desses jogos, que embarca nessa vibe retro e faz muito com pouco processamento. O jogo foi desenvolvido por somente duas pessoas: Sebastián García (Seba Games Dev) que é o responsável pelo design, gráficos e código do jogo, enquanto a excelente trilha sonora foi composta por Gonzalo Varela.

Mas será que com poucos recursos o jogo pode bater de frente com alguns jogos do gênero? É o que vamos descobrir abaixo.

UM TRABALHO EXEMPLAR

Fight’N Rage é um ótimo exemplo de que não se precisa muitos recursos, tampouco um time muito grande para fazer um bom jogo. Ele tem aquela pegada anos 80/90 e já cativa nas primeiras horas de jogatina, ao trazer vários elementos de sucesso daquela época, onde os Arcades eram mais populares do que os consoles, afinal, nem todos tinham recursos para comprar um console, mas podiam usar a grana da merenda para comprar fichas e se divertir com os amigos.

O jogo tem uma trilha sonora que encanta por ser muito familiar, logo vem a sua cabeça jogos como: Final Fight e Double Dragon, que trazem aqueles efeitos característicos desses jogos. Até o som meio abafado que sai do Arcade foi retratado aqui, e isso foi um ótimo diferencial, para trazer mais imersão e saudosismo para o jogador.

Além disso, os gráficos estilizados trazem uma mistura, e até homenageiam, personagens conhecidos para a galera que viveu naquela época.

UM BEAT’ EM UP DE RESPEITO

Uma das principais qualidades de um bom Beat ’em Up é divertir dando porrada, sim o jogo consiste em andar por cenários lineares e ir batendo em tudo o que vemos pela frente, pegando armas brancas e em outros jogos até armas de fogo. Em Fight’N Rage a premissa foi um pouco além, temos uma linearidade, mas que possui algumas opções.

Escolha seu personagem e saia na porrada.

O jogo possui alguns caminhos diferentes, trazendo um maior fator replay. No começo, por exemplo, temos a opção de fugir ou lutar, formando um caminho totalmente diferente. Além disso, dentro da própria linha do tempo, temos decisões de salvar, ou não, alguns personagens, trazendo novas opções de narrativa. Indo mais além, entre novas rotas e caminhos secretos temos chefes e diálogos únicos, incentivando o jogador repetir para exaurir todas as possibilidades.

A jogabilidade é simples e prazerosa, com poucos botões para decorar, a única diferença fica para os golpes que receberam um pouco mais de capricho, principalmente nos especiais, que podem formar lindos combos.

As batalhas contra os chefes são bem memoráveis e trazem um desafio considerável, forçando o jogador a sair da zona de conforto.

Junte seus amigos e lute contra as forças do mal.

Jogar em coop é a melhor opção, afinal o jogo possui uma quantidade bizarra de inimigos na tela, mas nada que um pouco de habilidade não facilite as coisas. A dificuldade é progressiva, então no começo é bem tranquilo, ficando um pouco mais difícil lá para o final. O cooperativo é bem justo e pode ser jogado, de forma local, com até 3 amigos, sem comprometer a diversão.

MUITAS OPÇÕES

Fight’N Rage possui moeda própria, com a qual o jogador pode comprar novas skins, personagens e até alguns recursos que podem facilitar sua jornada. Dentre essas opções temos o clássico modo treinamento e um modo batalha, onde é possível lutar contra a CPU ou um amigo dentro de uma arena. Sendo assim, possibilidades não faltam para você gastar suas moedas e expandir sua aventura.

SOM E GRÁFICOS

Os gráficos abusam do clima retro e fazem o jogador voltar no tempo, isso somado a bela direção de arte, que ainda traz dezenas de inimigos, um mais bizarrro do que o outro. As fases fazem o jogo ter um apelo bem sentimental, ao tecer algumas homenagens aos títulos do passado. Claramente você reconhecerá a inspiração de Fight’N Rage em alguns desses jogos.

Algumas fases possuem ambientes bem radicais.

Os cenários são bem diversos e trazem um clima bem anos 80, combinando com toda a estética do jogo. Até mesmo a tela, que simula um Arcade, traz esse tom nostálgico.

O som foi minunciosamente criado para ser único, com músicas que também oferecem muita nostalgia. O que posso afirmar é que Fight’N Rage é uma bela homenagem ao Beat ’em Up. O jogo não possui legendas em português, mas também isso não faz falta, afinal, ele não possui muitos diálogos, se concentrando mais na ação.

OPINIÃO

Fight’N Rage é um dos melhores do gênero nessa geração, onde o trabalho bem feito fez toda a diferença. O jogo une diversão, uma boa trilha sonora e muita ação, onde podemos juntar toda a família em altas doses de nostalgia.

O título também tem um alto fator replay, pois a variação de rotas pode dar ao jogador a sensação de descoberta, inclusive com áreas e chefes secretos. Para os colecionadores temos uma grande variedade de personagens e skins para desbloquear, tudo dentro do jogo, sem usar nenhuma microtransação.

Os Beat ’em Up estão de volta, e Fight’N Rage conquistou seu espaço em nossos corações.

Entenda as nossas notas

Clique e confira na Microsoft Store

 

 

 

Compartilhar.

About Author

Desenvolvedor Web e Analista de TI, gamer assíduo desde a época do Atari, fã de Metal Gear(menos o Phantom Pain) e Gears of War. Ter a oportunidade de trabalhar um pouco com games é um sonho realizado. Falta só ir para E3!!!

Powered by keepvid themefull earn money