fbpx
Membros Gold e Ultimate tem Desconto Duplo - Economize até 60%

Um dos jogos mais importantes no mundo dos games acaba de chegar em uma nova versão, DOOM Eternal que é distribuído pela Bethesda e desenvolvido pela ID Software, traz uma nova visão para a mitologia da franquia. Uma obra que carrega o peso de ser um dos precursores do gênero FPS, e tenta se reinventar mais uma vez, mesmo após já ter feito uma reimaginação lá em 2016.

Confesso que tinha um certo receio em ser somente mais um jogo, mas ao jogar descobri que não é uma sequência, ele é uma outra coisa.

A MITOLOGIA DE DOOM

A franquia DOOM sempre se baseou em uma trama que parecia se repetir, pois desde os primeiros jogos acompanhamos a luta dos humanos contra a invasão do Inferno. Algo que sempre foi muito contido, pois o foco estava na sua jogabilidade. Tivemos várias mudanças ao tratar os jogos com gêneros diferentes, para então a ID Software entender que sim, eles podem ditar as regras do First Person Shooter.

Em DOOM Eternal a trama foi elevada para um novo patamartrazendo uma grande mitologia, que se aprofunda com responsabilidade. O jogador conhece a história principal através dos acontecimentos do jogo, mas caso queira conhecer mais basta explorar o cenário e a nave do DOOM Slayer, que é o protagonista do jogo.

O Inferno já invadiu a Terra, não estamos mais em Marte, então cabe a Slayer caçar os lideres cultistas para conseguir chegar até a líder suprema da invasão. Para isso, você deverá enfrentar milhares de inimigos, pois o inferno chegou pesado com todo o seu exército. O jogador andará por lugares cada vez mais bizarros, afinal o mundo mudou após a invasão.

Slayer passará por ambientes ancestrais.

Mas a história não começa ai, nós temos uma mitologia que foi expandida, desde o passado de Slayer que é contado, até a história do conflito inferno x humanos. Através de diálogos bem construídos, podemos descobrir que a história desse conflito atravessa gerações.

O jogador também terá um maior conhecimento de que o universo de DOOM é imenso, onde o conflito não fica somente entre o inferno e a terra, o problema é maior do que isso.

O Inferno nunca foi tão ameaçador.

Caso o jogador queira saber mais sobre o enredo, existem alguns textos que são encontrados pelos cenários. Esse material é bem informativo, trazendo desde a origem de alguns personagens, como a fraqueza de alguns inimigos.

SLAYER O DEUS

Todos conhecem o DOOM Guy ou Slayer, que é um soldado lendário que luta contra os demônios há muito tempo. O protagonista conquistou o respeito e o medo tanto dos inimigos quanto dos aliados. Em DOOM Eternal temos esse aspecto melhor explorado, mostrando que o personagem causa diferentes reações com quem ele interage.

Além disso, a história do personagem ganha novas camadas, ao deixar tudo mais claro para o jogador. Aqui o rótulo de só um soldado fica para trás. O jogador conhece a história do personagem com textos, diálogos e até mesmo com algumas cenas em flashbacks. Sim, agora tudo faz mais sentido, temos um propósito verdadeiro para o personagem.

DOOM EVOLUTION

Em 2016 tivemos DOOM, a reimaginação da franquia, abandonando o survival horror que foi implementado nos jogos anteriores. Voltando suas atenções para um shooter mais frenético, ao som de muito rock and Roll, o jogo conquistou uma grande parte do público e mídia. Mas para os desenvolvedores isso não era o suficiente, fazendo a equipe sair da sua zona de conforto, onde era mais fácil repetir a fórmula com cenários e armas diferentes. DOOM Eternal melhora o que já era bom no jogo anterior e faz grandes ajustes, ao deixar tudo mais fluído. Além disso, agora temos alguns recursos que deixam o Slayer ainda mais mortal.

Começando pelas armas, que possuem variações e upgrades, que são melhorados com pontos obtidos durante a jogatina. Um ponto interessante é ver que o jogo estimula o uso de várias armas, ao explorar a vulnerabilidade de cada inimigo, então fica bem gostoso de fazer essas experiências para ter a melhor performance.

A terra foi dominada, só você pode impedir a invasão.

Slayer tem algumas habilidades interessantes, como por exemplo as granadas de fragmentação e gelo, que são recarregadas com o tempo. Também temos um poderoso soco e a serra elétrica que será usada para ataques físicos, e que ao ser usada dropa munição, que se trata de um recurso que acaba bem rapidamente, devido ao grande número de inimigos na tela.

Alguns jogos de FPS costumam ser simples em sua locomoção, deixando o jogador se preocupar mais em atirar. Aqui isso já não acontece tanto, pois todo o frenesi da franquia clássica está aqui, e você pode correr, nadar, pular e até mesmo escalar paredes, a lá Assassin’s Creed. Isso deixou a exploração e o combate muito interessante, pois nada é simples, sempre existe algo novo para o jogador superar.

MUITO A SE FAZER

O mundo de DOOM cresceu e o jogador terá muitas coisas para fazer, são dezenas de coletáveis, segredos e fases extras para o jogador aumentar o tempo de gameplay.

Essa expansão de conteúdo  faz uma homenagem para a franquia, que tem uma grande importância para o mundo dos games. Então para isso, a ID Software toca o coração do fã mais apaixonado e ainda prepara o terreno para novos jogadores conhecerem a história da série.

Vasculhe cada segredo, pois a recompensa sempre valerá a pena.

Algo interessante é a nave do Slayer, onde o jogador tem todo o controle do que está acontecendo, podendo embarcar em uma nova missão, verificar coletáveis, armas e até desbloquear novas roupas. Lá como todo o cenário do jogo é algo bem importante, tendo alguns desfechos bem interessantes na trama.

UMA HORDA IMPLACÁVEL

Falando em inimigos a horda de demônios está ainda mais brutal, com um número de inimigos considerável na tela. Isso aconteceu para acompanhar o nível de poder do Slayer, pois se estivem em menor número seria muito fácil para ele.

Alguns inimigos te darão trabalho.

Além dos inimigos mais fáceis, temos os chefes e subchefes que podem incomodar bastante, mesmo na dificuldade normal. Eles possuem fraquezas que devem ser exploradas pra facilitar o combate.  Algumas lutas contra os chefes são bem legais, pois fazem o jogador pensar no melhor momento para atacar. Em alguns pontos do jogo eles aparecem em dupla ou no meio de outros inimigos trazendo uma dificuldade ainda maior.

Conforme o jogador avança e vai melhorando seu personagem, os inimigos acompanham essa evolução e vão se fortalecendo. Então não espere moleza nas fases finais.

O que seria de um bom protagonista sem um vilão? Em DOOM Eternal temos ótimos antagonistas, que trazem um tom de ameaça e mostram que o inferno não está de brincadeira.

BATTLEMODE

O modo Multiplayer atende as expectativas ao trazer um combate rápido e bem divertido. Rapidamente encontramos uma partida, e os servidores não trazem quedas de performance. Mesmo com muitos recursos sendo usados pelos 3 jogadores.

Lutar contra dois adversários fica bem complicado, mas é algo que com um maior treinamento pode prolongar a diversão. Ao perder uma rodada, o jogador pode escolher uma runa, que pode dar a possibilidade de dar a volta por cima.

Além de lutar contra os jogadores, existem outros inimigos controlados pela IA no cenário, trazendo um ar de novidade a cada partida disputada. Temos a possibilidade de escolher começar com o Slayer, Demônio ou ainda jogar uma partida rápida onde a escolha é aleatória. Essa modalidade é a mais fácil de se encontrar uma partida.

Caso o jogador sinta dificuldade, existe a possibilidade de treinar usando os tutoriais. Outro ponto interessante é que existem desafios a se cumprir em partidas oficiais, trazendo uma maior duração para o modo.

Já os mapas possuem aquela verticalidade que o modo campanha já mostrou. Vamos torcer para que a Bethesda continue a alimentar o jogo com mais armas e novos mapas.

SOM E GRÁFICOS OTIMIZADOS

Um dos pontos mais fortes de DOOM Eternal é sua otimização, mesmo jogando em um Xbox One S o jogo quase não tem quedas de frame, ou ausência de texturas. Os gráficos estão lindos, com inúmeros recursos de sombreamento e iluminação. É incrível ver que a ID Software conseguiu fazer um jogo de final de geração que peca muito pouco em quesitos técnicos.

O level design está impecável, trazendo muitos lugares diferentes, mostrando que DOOM tem todo um universo para se explorar. O jogador se surpreenderá com toda a lore que o jogo possui, e as possibilidades para o futuro, que são enormes.

Outro ponto interessante é o loading que dura segundos, mesmo com cenários enormes e que possuem uma grande verticalidade, trazendo uma boa dinâmica para o jogador. Morreu? Tenta novamente sem quebrar a ação, pois somos transportados de volta para o jogo rapidamente, o que é essencial em um título tão frenético.

Já o som está perfeito, com uma dublagem impecável, mostrando que a Bethesda valoriza muito o mercado brasileiro. A trilha sonora traz um rock pesado e que combina com a velocidade do jogo, que está ainda maior.

OPINIÃO

DOOM Eternal é o supra sumo do FPS, onde o jogador está em uma montanha-russa de constante diversão. Você tem a possibilidade de fazer diversas coisas ao mesmo tempo, trazendo um enorme dinamismo e satisfação ao combate. Poucos jogos conseguem fazer essa mistura sem perder a performance. Fiquei bem impressionado, pois mesmo ao jogar em um Xbox One S o jogo se apresenta muito competente. Falando em performance, os loadings impressionam de tão rápidos, levando pouco segundos entre morrer e voltar a jogar.

Os gráficos são lindos e a direção de arte caprichou no level design, com ambientes diversos e cheios de Gore. O jogo encerrou a geração com maestria e vai dar trabalho para a concorrência dentro do gênero.

O tempo de campanha justifica a compra, mesmo se o jogador não jogar o multiplayer. Que por sinal cumpre o seu papel com maestria, ao trazer servidores estáveis e muita diversão.

Compre sem medo, pois o jogo certamente é um dos melhores de 2020.

Entenda nossas notas

Clique e confira na Microsoft Store

 

Compartilhar.

About Author

Desenvolvedor Web e Analista de TI, gamer assíduo desde a época do Atari, fã de Metal Gear(menos o Phantom Pain) e Gears of War. Ter a oportunidade de trabalhar um pouco com games é um sonho realizado. Falta só ir para E3!!!

Powered by keepvid themefull earn money