fbpx
Membros Gold e Ultimate tem Desconto Duplo - Economize até 60%

Os desenvolvedores da The Game Bakers já haviam surpreendido o mundo com o desafiador Furi, mas agora o estúdio pretende explorar outras possibilidades com Haven. O jogo se trata de um RPG onde acompanhamos a vida do casal Yu e Kay, que fugiram para um local longe de tudo para viver o seu amor. Tudo o que importa é ficarem juntos. A ideia é trazer esse espírito de comédia romântica, mostrando um casal apaixonado, lutando por sua liberdade e sobrevivência, mas ainda experimentando as trivialidades de rotinas diárias, como cozinhar por exemplo.

Além desse foco narrativo no relacionamento do casal, o título ainda traz uma movimentação onde deslizamos pelos mapas, um combate criativo, e ainda cenários e trilha sonora relaxantes. Um pacote surpreendente que irei destrinchar com mais detalhes agora, com minhas Primeiras Impressões da Demo disponível durante o evento do Xbox One.

História

Toda a história de Haven gira em torno do casal Yu e Kay que fugiram de onde viviam em busca de sua liberdade, e também para viver seu grande amor. Eles conseguiram encontrar um local para recomeçar em um remoto planeta esquecido, e fazem daquele lugar o seu santuário para esse grande recomeço, o seu Haven (refúgio) propriamente dito. Conforme iniciam essa nova vida, precisam também buscar maneiras de sobreviver, conhecer sobre o local que vivem, e ainda tomar cuidado com possíveis inimigos, ou que sejam encontrados por aqueles dos quais fugiram. Tudo isso enquanto se conhecem e vivem as aventuras do relacionamento diário. A Demo só possuía uma pequena parte do início dessa jornada, mas já deu o tom de que tudo o que importa é que o casal consiga ficar junto.

A jornada é extremamente agradável, repleta de diálogos leves, engraçados, românticos, e dentro de uma exploração de cenários relaxante, onde deslizamos pelas paisagens em busca de recursos, respostas e aventuras. As conversas entre os protagonistas são interessantes, com escolhas que moldam suas personalidades e também possuem certo impacto em acontecimentos posteriores. O que é uma mecânica inteligente, visto que Haven fala da construção de um relacionamento, então é mais do que necessário ter essa dinâmica de escolhas e consequências.

Jogabilidade

Quanto a jogabilidade, Haven é um RPG então temos pontos para distribuir e ir moldando nosso personagem conforme ele sobe de nível. No entanto, mais do que tudo, ele se trata de um jogo de Aventura, e ainda que melhorar seu personagem seja importante para os combates, por exemplo, que também são bem divertidos, o maior peso para a jogabilidade de Haven está na sua exploração e diálogos.

Os combates são interessantes, e mesmo que eles não sejam o centro da experiência, trazem uma boa mudança de perspectiva para a exploração. Enquanto estamos descobrindo os mistérios daquele mundo, podemos encontrar algumas criaturas hostis, algumas delas só reagem se chegarmos perto delas, enquanto outras te pegam de surpresa iniciando uma tela de combate. A jogabilidade não é em tempo real e nem por turnos, oferecendo uma mistura interessante entre esses estilos. Temos botões distintos para Kay e Yu, mas eles realizam os mesmos comandos. Dessa forma, o que vai fazer a diferença é conseguir realizar os ataques juntos, mostrando a força da união do casal. Existe um ataque forte, um mais leve, defesa e um para pacificar o monstro, livrando a criatura de um tipo de corrupção.

Depois de algum tempo de combate surge um tipo de habilidade especial na tela, que também precisa da perfeita coordenação do casal para ser um ataque bem-sucedido. Também mostrado a importância da união para obter sucesso. Curti muito o sistema de combate, que adiciona uma boa dose de ação, mas sem quebrar o ritmo narrativo.

A principal mecânica de Haven é a sua movimentação, onde deslizamos com nossas botas tunadas pelos belos cenários. Uma busca de energia para o equipamento, bem como recursos para montarmos nossas comidas do dia-a-dia. Também existem partes dos mapas que estão tomadas por um tipo de corrupção e temos que deslizar por elas para limpar a terra daquele mal. Durante esse deslizamento, que parece como uma patinação, nós podemos ir a toda velocidade, parar completamente e ainda realizar derrapagens para curvas mais bruscas, sem ter que parar completamente o personagem. A movimentação é boa no geral, mas não é tão simples como parece, e necessita de uma boa dose de coordenação e agilidade, mas nada que tire o prazer de deslizar.

Haven ainda terá co-op local, que foi um recurso que não estava disponível para teste na Demo, onde um segundo jogador pode entrar e sair a qualquer momento para tomar controle de Yu ou Kay.

Gráficos e Som

Haven se passa em um mundo descrito como um planeta fragmentado com pequenas voadoras. Ele possui paisagens coloridas que montam um belo espetáculo na tela, e que também nos convida para conhecer mais dele, bem como seus mistérios. A estrutura é simples como um todo, mas traz uma ótima sensação relaxante. Isso ainda é potencializado pela ótima trilha sonora original feita músico Danger, que também já havia apresentado suas inspirações eletrônicas em Furi.

Um pacote delicioso que abraça o jogador e faz ele se sentir, quase que imediatamente, relaxado.

Os personagens são muito bem desenhados, e possuem expressões que transparecem exatamente o que estamos lendo nos diálogos, o que é crucial em um jogo focado em sentimentos e relacionamentos. Falando em diálogos, na Demo eles estavam todos em inglês, bem como os menus, mas espero que a versão final tenha suporte para português do Brasil, já que o entendimento da história é algo extremamente importante para um jogo tão focado em sua narrativa.

Opinião

Haven já havia despertado a minha atenção por sua bela direção de arte e uma jogabilidade que parecia ser bastante divertida. A Demo confirmou tanto a beleza do jogo quanto a sua diversão, mas ainda me surpreendeu com uma história cativante e com protagonistas carismáticos, além de um combate inesperado e inteligente.

Haven é aquele tipo de jogo feito para você pegar para relaxar depois de um dia estressante, onde você só quer ligar seu videogame para aproveitar uma bela experiência, sem muitas complicações.

O título ainda não possui data de lançamento, mas é aguardado para sair ainda em 2020, chegando também no Xbox Game Pass.

Você pode testar a Demo até amanhã, dia 27.

Compartilhar.

About Author

Administradora de Empresas, mas apaixonada pelo mundo dos games e pelo Xbox!Fã da incrível e complexa franquia Halo e de seu icônico líder, o Master Chief. Também apaixonada por Dragon Age e seu universo magnífico. Ahhh e quem disse que Dark Souls não é divertido? :DSempre ligada nas notícias e novidades do lado verde da força!

Powered by keepvid themefull earn money