fbpx
Membros Gold e Ultimate tem Desconto Duplo - Economize até 60%

Durante o pré-show do Xbox Games Showcase, Dragon Quest XI S: Echoes of an Elusive Age – Definitive Edition foi anunciado para Xbox One e Xbox Game Pass. Este é um lançamento que vale a pena ficar empolgado – não apenas por ser uma versão aprimorada e ampliada de um dos RPGs mais aclamados pela crítica dos últimos anos, mas também por ser o primeiro jogo da série Dragon Quest a aparecer em uma plataforma Xbox.

Isso significa que alguns de vocês podem estar ouvindo falar na série pela primeira vez e se perguntando … e aí, o que tem de mais nisso?

Antes de detalharmos Dragon Quest XI S: Echoes of an Elusive Age – Definitive Edition em si, que tal fazermos um tour pela história da série, que já foi considerada grande rival da franquia Final Fantasy, além de servir de inspiração para jogos como Chrono Trigger e Zelda?

Afinal, o que é Dragon Quest?

Dragon Quest não só é uma das mais populares franquias no mundo dos games, como também é uma das mais antigas.

O primeiro título de Dragon Quest foi lançado no ano de 1986, no Japão, pela Enix Corporation. A equipe da época possuía membros que hoje são verdadeiras lendas na indústria dos games. Yuji Horii, criador da série, está presente na produção de jogos da franquia desde o primeiro título. Ele também ajudou na produção de outro jogo de sucesso, o Chrono Trigger, e até em mangás e animes.

Falando em mangás e animes… O traço dos personagens de Dragon Quest lhe parecem familiar? É por que o designer responsável pela criação dos personagens é nada mais, nada menos, que Akira Toriyama, criador de Dragon Ball. Você consegue perceber traços de personagens marcantes como Goku, Trunks ou Bulma em vários jogos da franquia.

Outro aspecto marcante na franquia Dragon Quest é sua trilha sonora, composta por Koichi Sugiyama. Sugiyama foi o primeiro compositor de videogame a gravar sua música com uma orquestra ao vivo, algo muito raro para a época. Graças ao seu trabalho, foi possível dar um toque de fantasia ao jogo e capturar a imaginação de todos que o jogaram.

Dragon Quest foi um grande sucesso no Japão, tanto em críticas quanto em vendas. O jogo não só tornou-se extremamente popular, como também teve uma influência maciça. Não é exagero dizer que Dragon Quest criou um gênero totalmente novo. É um verdadeiro fenômeno cultural na terra do sol nascente.

E agora, finalmente, os proprietários do Xbox poderão experimentar a série por si mesmos com o Dragon Quest XI… e irão entender o por que é uma franquia com uma legião de fãs.

O anime foi sucesso por aqui

Fly, Fly, Fly, quer a paz que o inimigo destrói… Alguém lembra da música de abertura de Fly, o Pequeno Guerreiro? Foi um anime transmitido pelo SBT que fez um grande sucesso nos anos 1990.

Produzido pela Toei Animation, Dragon Quest: Dai no Daibōken (título original) era inspirado na série de vídeo game e tinha a supervisão de Yuji Horii. Foi confirmado um remake do anime para o ano de 2020, mas com a pandemia causada pela COVID-19, é bem possível que a obra seja adiada.

Dragon Quest XI S: Echoes of an Elusive Age – Definitive Edition

Embarque em uma aventura épica como um Luminary, aquele que foi escolhido por Yggdrasil, a árvore mundo, para ser seu campeão em tempos de grande calamidade. O jovem protagonista, ao descobrir ser a reencarnação do herói que uma dia salvou o mundo, parte em uma jornada para impedir as forças do mal que planejam mergulhar o mundo de Edrea no caos.

Considerado um dos mais fantásticos JRPGs dos últimos anos, Dragon Quest XI S recebe uma versão definitiva, com diversas melhorias, adição de novas histórias e uma trilha sonora totalmente orquestrada. Abaixo, você confere algumas das adições presentes nesta edição:

  • Novas histórias secundárias para seus companheiros – Com um dos elencos mais carismáticos da franquia Dragon Quest, Dragon Quest XI S conta novas histórias e aventuras que não estavam disponíveis no lançamento original. Agora, você poderá conhecer seus companheiros mais do que nunca;
  • Modo 2D – um prato cheio para os saudosistas, o modo 2D celebra uma volta as origens da franquia. Você poderá escolher entre o belo modo 3D ou na inspiração retro com personagens pixelados. Assim como acontece em Halo 2, na MCC, você poderá alternar entre os modos quando quiser!;
  • 16-bit World of Tickington – esta atividade opcional permitirá aos jogadores viajarem por vários mundos de Dragon Quest anteriores, com vários personagens para conversar e missões para completar;
  • Áudio em Japonês – agora você poderá jogar com a dublagem japonesa, incluindo os conteúdos adicionais;
  • Photo Mode – o jogo contará com o aclamado photo mode, para você poder registrar momentos marcantes de sua aventura. Mude seus personagens de posição, crie pose para eles, mude o ângulo da foto e muito mais.

E uma das prinicipais dúvidas que pode surgir aos viajantes de primeira viagem: É preciso jogar capítulos anteriores para poder jogar Dragon Quest XI?

Resposta: NÃO!

Assim como ocorre na franquia Final Fantasy, quase todo capítulo de Dragon Quest é uma aventura independente, cada um com personagens e mundos únicos, sem precisar conhecimento de outros episódios. É claro, podem haver Easter Eggs e referências, mas nada que afete a experiência do jogador.

Então, fique a vontade para mergulhar no maravilhoso mundo de Dragon Quest no dia 04 de Dezembro com Dragon Quest XI S: Echoes of an Elusive Age – Definitive Edition. Lembrando que o jogo estará disponível no catálogo do Xbox Game Pass já no seu lançamento!

 

Compartilhar.

About Author

Aficionado pela cultura geek. Se o cinema é a sétima arte, os games são a oitava. Entrou no mundo dos consoles no NES e desde então vem acompanhando a geração dos games até o Xbox One. Caçador de indies, nas horas vagas tenta ser biólogo.

Powered by keepvid themefull earn money