fbpx
Xbox Game Pass Ultimate: Inscreva-se por R$1

Um dos maiores desafios das grandes desenvolvedoras é manter a chama acesa de um projeto até sua sequência, com isso, algumas empresas mudaram o seu jeito de pensar em relação ao faturamento de seus projetos, com a inclusão de micro transações mais modestas, e apostando na popularidade de seus jogos através de uma mescla de conteúdos gratuitos e passes de temporada.

A The Coalition conseguiu encontrar um balanceamento entre um ótimo modo campanha e um multiplayer que agrada a vários tipos de jogadores. Com a sacramentação do multiplayer, os fãs esperavam o próximo Gears para que a história seja continuada, mas eis que a surpresa veio em um ano bem estranho, com o anúncio bem tímido e inesperado do DLC de modo campanha, HiveBusters, com os personagens do modo fuga, que não é tão popular no multiplayer, mas que é bem divertido.

Será que esse esquadrão consegue carregar o peso de honrar a ótima qualidade do jogo principal?

O ESQUADRÃO SCORPIO

O maior paradigma da franquia se quebrou em Gears 5, pois conseguiram fazer uma boa história na qual Marcus Fenix não fosse o ponto central, com Kait Diaz se tornando uma grande protagonista, trazendo uma história coesa e cheia de surpresas. Foi muito importante a inclusão de novos personagens na franquia Gears, que pode aumentar seu escopo, com novos gêneros e histórias.

A The Coalition apostou certo em trazer um grupo conhecido, afinal já tínhamos uma boa ideia de quem eram aqueles soldados, pois eles protagonizam o modo Fuga, mas faltava algo que fosse mais além, para conhecer a personalidade de cada um, seus medos, anseios e quem sabe apontar um futuro para esse time.

Mas como esse esquadrão se formou? Essa é apenas uma de algumas perguntas que HiveBusters responde com uma grande qualidade. Somos apresentados a cada personagem, mas sem um peso introdutório, pois aqui a apresentação é na marra, em meio a ação. Isso foi uma técnica bem utilizada, e vamos conhecendo mais de cada personagem, deixando de lado diálogos longos, que foram substituídos por conversas dinâmicas, mas que ainda carregam um peso dramático.

HISTÓRIA

A história de HiveBusters é totalmente focada no esquadrão Scorpio, que foi enviado para uma espécie de missão extremamente suicida na qual Lahni, Keegan e Mac são convocados por uma figura bem conhecida pelos fãs da franquia. Nos primeiros minutos a química do grupo ainda não acontece, mas logo após alguns eventos, a irmandade entre os soldados é colocada em prova, algo que sempre foi um dos destaques da série.

Esse laço vai sendo formado aos poucos, mas o caminho e árduo, afinal temos um Forasteiro (Mac), um Soldado da Guarda Onix (Keegan) e uma COG revoltada (Lahni), que nem sempre se entendem nas ideias. Foi interessante conhecer mais desses personagens, que possuem histórias de vida bem distintas um dos outros.

Hivebusters possui mapas diferenciados.

A missão vai ganhando contornos de drama, quando nos deparamos com a ameaça Swarm que se espalhou por toda a Ilha de Galangi e atacou a população local, mas um grande mistério é revelado, que mudará toda a trajetória dessa missão.

O caminho até o final é construído de forma que o jogador se importe com aqueles soldados, além é claro de temer o grande inimigo a ser batido. A batalha final é bem satisfatória, mostrando que a franquia sabe construir batalhas contra chefes.

JOGABILIDADE REFINADA

Um dos pontos que devem ser bem executados na franquia é a sua jogabilidade, já que a maioria dos jogos em terceira pessoa se espelha em Gears, e a série mesmo se renovou ao longo de todos os seus jogos. Em HiveBusters, além de toda a jogabilidade tradicional, tivemos a inclusão dos especiais, que são ativados no multiplayer, e que agora fazem toda a diferença no modo campanha.

A jogabilidade padrão de Gears está presente.

No começo de cada sessão podemos escolher qual personagem queremos usar, isso é importante para garantir a melhor estratégia. Além de poder usar um especial que recarrega com o passar do tempo, também é possível ativar com um toque de botão os especiais dos outros personagens controlados por uma IA.

HiveBusters possui cooperativo para até três jogadores online e splitscreen, algo que fica bem interessante. Ainda mais na dinâmica de uso dos especiais, que podem criar diversas estratégias.

A dificuldade está na medida, com uma inteligência artificial que sabe se comportar para dificultar a vida dos jogadores.

O FUTURO DOS EXCLUSIVOS XBOX

Não se engane em pensar que HiveBusters é somente um DLC, ele é a prova de que o Xbox virá na próxima geração com uma ótima safra de exclusivos, que sabem tirar proveito dos hardwares da casa.

Os gráficos de Gears 5 já eram incríveis, e no DLC isso não seria diferente. Mesmo jogando em um Xbox One S eles são belíssimos, com ótimos efeitos de iluminação e sombras, além de cores ricas e texturas super detalhadas. A The Coaltion mostra uma boa evolução do uso da Unreal Engine, que consegue encaixar perfeitamente na proposta da franquia.

A performance é perfeita, mesmo nos consoles bases eu não senti quedas de frames, tão pouco lentidão para carregar texturas.

A direção de arte está incrível

A direção de arte também é algo a se elogiar, com mapas cada vez mais diversos e cheios de detalhes. O design de personagens continua muito bom, com expressões cada vez mais realistas.

O som está incrível, com uma trilha sonora que acompanha os momentos de ação e de tensão. HiveBusters possui uma dublagem excelente, com falas que não são exageradas ou fora de contexto. As legendas também estão bem sincronizadas.

OPINIÃO

HiveBusters é um dos melhores conteúdos extras que joguei nessa geração. Fiquei extremamente surpreso com a história da primeira missão suicida do esquadrão Scorpio. Mac, Keegan e Lahni podem se tornar algo ainda maior para a franquia, pois possuem uma grande química de esquadrão, algo que é bem importante para esse tipo de jogo.

As habilidades especiais trazem uma nova maneira de passar pelos inimigos, algo que já foi visto no multiplayer, mas que para a campanha ficou sensacional. Algo que poderia ser mantido em um próximo jogo.

A qualidade técnica está incrível com gráficos e som incríveis, que mostram todo o empenho da The Coalition em trazer algo de extrema competência. Fiquei feliz em saber que o jogo roda perfeitamente em um console base, isso mostra que a Microsoft não abandonará facilmente sua base instalada.

Entenda nossas notas

Os jogadores que possuem Gears 5 podem adquirir separadamete HiveBusters na Microsoft Store. Aqueles que possuem a assinatura do Xbox Game Pass Ultimante podem baixar gratuitamente. Já os assinantes do Xbox Game Pass possuem desconto na compra do DLC.



 

*Certifique que este é o preço praticado antes de efetuar a compra. Os valores podem variar.

Compartilhar.

About Author

Desenvolvedor Web e Analista de TI, gamer assíduo desde a época do Atari, fã de Metal Gear(menos o Phantom Pain) e Gears of War. Ter a oportunidade de trabalhar um pouco com games é um sonho realizado. Falta só ir para E3!!!

Powered by keepvid themefull earn money