fbpx
Xbox Game Pass Ultimate: Inscreva-se por R$5

Um dos principais títulos da EA Sports, Madden NFL 21, chega com algumas novidades, muita fluidez e claro alguns bugs, estes bem presentes nos lançamentos de 2020.

Para contextualizar, fazia tempo que não jogava um título da franquia Madden NFL, senão me engano foi o de 18. A mudança da abordagem é notória, o uso de vídeos reais de jogadores na abertura, implementação do conceito de temporadas de jogos MMO, comercialização de itens cosméticos, um modo carreira mais aprofundado além da integração com a versão Mobile.

Ao longo dos anos a franquia possui uma fama de pé frio, pois o jogador escolhido para a capa dificilmente tinha uma boa temporada. Tabu que foi destruído pelo Patrick Mahomes, QB (Quarterback) do Kansas City Chiefs, capa da versão 20 que levantou os prêmios de MVP e o troféu Vince Lombardi, dado ao time vencedor do Super Bowl, a final do campeonato.

Em Madden NFL 21 a escolha foi de Lamar Jackson, QB do Baltimore Ravens, que nesta temporada avançaram para os playoffs, mas é prudente aguardar até o final para saber se a maldição volta.

Jogabilidade

O jogo possui 6 modos disponíveis: Exhibition, Ultimate Team, The Yard, Franchise, Face of The Franchise (modo carreira) e o Superstar KO.

Futebol americano é um esporte muito dinâmico e tático, embora possua a fama de um esporte violento. Possui muitas táticas e técnicas dignas de um treinamento militar. Aliás há uma versão de origem militar Flag Football, infelizmente não presente no jogo. Com uso de muita estratégia, como atacar e defender ao mesmo tempo, também se assemelha a um jogo de xadrez, tão na moda com o sucesso da série da Netflix O Gambito da Rainha.

O modo Exhibition é jeito mais rápido de jogar uma partida, você escolhe os 2 times e começa a ação, certo? Então, durante a temporada você tem a opção de jogar em tempo real os confrontos que ocorrem, com direito comentários, estatísticas e plantel super atualizados.

Exhibition – Play Now Live

No modo Franchise você escolhe a franquia a qual irá comandar, atuando como General Manager e técnico ao longo da temporada.

Ultimate Team é o modo do jogo baseado em cartas, jogos de decks muito comuns em RPG, e também utilizado nos títulos FIFA. Você monta seu time a partir das cartas de jogadores que você possui. Estas cartas podem ser compradas em leilões, trocadas, e também comercializadas em pacotes fechados, as quais são apenas reveladas ao abrirem o pacote. Esta á mina de ouro da EA Sports, muito de sua renda vem destas micro transações presentes no Madden e Fifa.

Ultimate Team – Madden NFL 21

Face of the Franchise é o modo carreira, a qual você começa como um jogador do Collage Football. Desta vez colocaram um modo história mais imersivo, com direito a enredo de novela mexicana e tudo mais. Você entra no time como reserva da estrela do time, que por problemas de saúde é forçado a deixar de lado o time. Sem muitos spoilers, há várias reviravoltas e pontos de decisões que irão moldar as características de seu jogador, aumentando ou diminuindo as suas características de equipe, como liderança, queridinho da mídia e etc. Inclusive há a participação de Snoop Dogg na trama, que aliás também coloca a voz em muito dos tutorais e opções de menu do jogo.

A ideia foi bem implementada, porém falta um pouco mais de realidade no roteiro, e na forma como o desfecho é direcionado. Seu jogador poderá ser um QB, WR (Wide Receiver) ou RB (Running Back). Esta escolha fica um pouco obscura e em segundo plano no enredo da história.

The Yard, ou também conhecido como o quintal, também está presente também no UFC 4. É o jogo reduzido com 6 x 6 jogadores, utilizando muito itens cosméticos e eventos sazonais, como Halloween, Natal e conteúdo patrocinado, como o atual do Bob Esponja. Este modo é o que está presente no Madden NFL Mobile, e seu progresso no jogo é refletido no seu perfil, utilizando tanto no console como no celular.

Em Superstar KO você monta seu time escolhendo as estrelas disponíveis, inclusive com jogadores lendários da NFL, e compete online em 1v1, 2v2 ou 3v3. Conforme vai avançando e completando os desafios, você ganha o direito de adicionar mais superstars ao seu time.

Com o intuito de trazer mais jogadores e bonificar os comprometidos, o conceito de temporadas foi implementado distribuindo drops semanais de itens de edição limitadas, desenvolvidos e inspirados em atletas superstars, novas localidades para jogar no The Yard, atualizações e novidades no modo Ultimate Team e mais. As temporadas (Seasons) são divulgadas pelo site do jogo, e atualmente estamos na 2 – The Wave.

Seu perfil recebe pontos de experiência conforme você joga e participa de desafios, aumentando seu nível, que é utilizado para matchmaking nos jogos online. Muitos destes desafios completados, lhe premia com packs de cartas para o Ultimate Team.

Os controles são bem responsivos e cada jogador atua de modo diferente, aliás as estrelas da liga possuem características distintas que influenciam diretamente em como você joga. Existem diversos playbooks de jogadas diferenciadas, e o que mais reparei é a qualidade na evolução da IA dos jogadores, os quais participam de estratégias de ataque/marcação por zona, individual etc. Porém nem tudo são flores, o Superstar X Factor, recurso que implementa super habilidades nos jogadores ao completar os desafios, desequilibra muito em partidas competitivas, juntando uma dualidade de arcade e simulador poucas vezes distintas.

Os atributos dos jogadores são atualizados conforme a performance na rodada, utilizando os dados da NFL Next Gen Stats. Jogadores que brilharam sofrem upgrade e os que “furaram” recebem downgrade.

Gráficos e sons

A versão analisada foi a do Xbox One, e não tive problemas de performance que impactaram na jogabilidade, mas claro, alguns tempos mais longos de loadings. Os gráficos são de ótima qualidade, mas ainda assim encontrei alguns bugs de renderização, principalmente no modo Face of the Franchise. Como é no modo que você personaliza seu jogador, podem ter deixado a desejar alguns tratamentos, mas nas apresentações de jogadores reais e do Snopp Dog não ocorreram problemas.

Como diz a legenda: This can not be happening!

A ideia de utilizar vídeos reais e animações na abertura e em menus, contribui para uma ótima dinâmica, juntando a trilha sonora – EA TRAX, baseada principalmente em Hip-Hop, principal gênero apreciado pelos jogadores da NFL.

Tratam-se de 18 músicas que receberam a curadoria da equipe de produção do jogo, e algumas inclusive foram criadas exclusivamente para o mesmo.

O jogo faz parte do programa Dual Entitlement da EA Sports, o tal que dá um jeitinho na tecnologia Smart Delivery, disponibilizando a versão da nova geração gratuitamente para quem comprar o jogo até uma data específica.

Opinião

Madden NFL 21 é um ótimo jogo de Futebol Americano, porém até por falta de concorrência esbarra em algumas decisões de jogos feitos para nichos. Possui somente Inglês como idioma, faltando opções de globalização do jogo, tema inclusiva da própria liga NFL, que realiza jogos da temporada regular, este ano devido a pandemia não ocorreram, na Inglaterra e México. A ideia de implementar temporadas para manter jogadores ativos com mimos é boa, mas também é direcionada para um nicho. O modo carreira melhorou muito, o ideal seria ter não só uma flexibilização na escolha da posição, mas algo mais direto na escolha. O uso do Next Gen Stats é ótimo para manter os plantéis atualizados e não ficar dependendo da próxima versão.

Madden NFL 21 vai proporcionar horas de diversão para os amantes do futebol da bola oval.

Entenda nossas notas!


*Certifique que este é o preço praticado antes de efetuar a compra. Os valores podem variar.

Compartilhar.

About Author

Aficionado por games, comecei cedo: Intellivision -> MSX -> PC -> Xbox 360 / PS3 / PSP -> Xbox One. Fã de Fallout, Bioshock, Assassin's Creed, Mass Effect, Borderlands, Skyrim, Just Cause, Dead Island, Gears of War, Far Cry, Halo, GTA entre outros. Também aficionado por séries de TV, NFL (GO GIANTS!), NBA (Go Lakers), Futebol (Fluminense).

Powered by keepvid themefull earn money