fbpx
Xbox Game Pass Ultimate: Inscreva-se por R$1

Lançado em 2019 para Xbox One (nossa análise aqui), Samurai Shodown recebe agora uma versão para Xbox Series X|S e aproveita todo poder dos novos consoles da Microsoft. O jogo é considerado como um reboot para série, visto que não recebia um título de peso desde 2009.

Mas afinal, esta nova versão se faz mesmo necessária? É o que você confere em nossa análise.

História

Assim como em muitos jogos de luta, a história não é o ponto forte de Samurai Shodown. O jogo se passa no ano de 1787, entre os títulos Samurai Shodown V e o primeiro Samurai Shodown, durante a Era Tenmei no Japão. Uma época de severa depressão e caos causada pelas constantes guerras e rebeliões.

Um cenário que acaba atraindo guerreiros de todo mundo até o Japão com os mais diversos objetivos. Melhorar suas habilidades de luta. Enriquecer. Vingança. Dependendo do personagem que escolher, uma história diferente será contada. O ponto de convergência fica logo ao final, quando é necessário derrotar o chefe final. Uma entidade maligna do submundo nascida da ‎tristeza, desespero, e, principalmente, do ódio.

Jogabilidade

Samurai Shodown já passou por vários estilos de jogabilidade durante sua trajetória. Começou como um clássico jogo de luta 2D, passou para 3D, e agora retorna em uma mistura de 3D com 2D, lembrando o estilo de Street Fighter V. As ações do jogo consistem em quatro comandos: ataque fraco, médio, forte e chute. Combinando estes comandos você pode usar ataques especiais, contra-ataques, esquivar e criar combos.

Mas o jogo exige cautela na hora de atacar o adversário. Ir com tudo para cima apertando vários botões sem uma estratégia definida pode acabar resultando em contragolpes ou até acabar desarmado pelo seu oponente. Nessas horas, a boa para os novatos é visitar a área de treinamento para entender o básico de como as batalhas funcionam.

 

Aí vem a primeira crítica, apesar de mostrar todos os comandos, combos, especiais, etc., o tutorial peca em não ensinar em que tipo de situação se deve usar ou como você poderá se beneficiar.

É o caso do Super Ataque Especial. Um ataque que causa danos massivos. Para usá-lo, é necessário ativar a barra da Rage. Até aí tudo bem, mas o tutorial não deixa explicito que você só pode utilizar este ataque uma vez por partida. Então em alguns momentos fiquei boiando quando não via mais a barra de rage voltar durante algumas partidas, até entender o que ocorria.

Dito isso, a jogabilidade é bem refinada, com comandos bem responsivos e precisos. O novo controle para Xbox Series X|S serve como uma luva para este tipo de jogo, uma vez que a resposta das novas setas estão bem mais precisas que a versão do Xbox One.

Melhorias da nova geração

Aqui é a parte em que de fato há uma diferença se comparada a versão para Xbox One. Começando pela performance. No Xbox Series X, Samurai Shodown roda em suaves 120 quadros por segundo. Os movimentos dos personagens se tornam extremamente belos e fluídos nesta versão. Se o jogo já era bonito na versão para Xbox One, ele se apresenta com um visual ainda mais rico no Series X. Como bem citado na análise do Michael, é como se estivéssemos vendo uma pintura.

O tempo de carregamento também é outra melhoria muito bem vinda. Praticamente inexistente. Em questão de poucos segundos a pancadaria já rola solta logo após a escolha dos personagens.

Agora se você me perguntasse se são melhorias que valeriam a compra do jogo novamente, tendo a versão da geração passada, eu diria que não. Felizmente, a SNK fez o dever de casa e Samurai Shodown conta com suporte ao Smart Delivery. Ou seja, aqueles que adquiriram a versão do jogo para Xbox One não precisarão pagar por estas melhorias da versão para Xbox Series X|S. No momento da instalação do jogo, o sistema identificará a melhor versão para o console em que o jogo está sendo instalado.

Bola fora no online

E o problema do online se repete por aqui. O jogo não oferece servidor brasileiro ou latino americano, o que já nos deixa em desvantagem com possíveis lags ao jogar com jogadores de outras regiões. Mas a situação é ainda pior. Foi quase impossível achar outros jogadores. É preciso muita persistência para jogar contra outros jogadores no modo online de Samurai Shodown. Realmente uma pena, já que esse é um dos principais fatores para manter sua longevidade.

O fator replay, no meu caso, se resumiu a terminar a história com todos os lutadores. Batalhas versus offline contra CPU ou outro jogador. E um modo sobrevivência.

Opinião

Samurai Shodown marca o retorno triunfante de uma das franquias de luta mais clássica no mundo dos games. O jogo faz bonito no Xbox Series X, com gráficos ainda mais detalhados e uma performance invejável. A SNK ainda garantiu o suporte Smart Delivery ao jogo, garantindo o upgrade gratuito para aqueles que adquiriram a versão para Xbox One.

O ponto negativo continua sendo o modo online precário, ao menos para nossa região, diminuindo o fator replay do jogo.

Entenda nossas notas



*Certifique que este é o preço praticado antes de efetuar a compra. Os valores podem variar.

Compartilhar.

About Author

Aficionado pela cultura geek. Se o cinema é a sétima arte, os games são a oitava. Entrou no mundo dos consoles no NES e desde então vem acompanhando a geração dos games até o Xbox One. Caçador de indies, nas horas vagas tenta ser biólogo.

Powered by keepvid themefull earn money