fbpx
Xbox Game Pass Ultimate: Inscreva-se por R$5

Os indies geralmente adicionam ótimas ideia para a indústria de games, com um gameplay mais simples e pouco investimento. Esse tipo de abordagem geralmente foca na satisfação do jogador, que anseia por novas experiências.

Recentemente tivemos a oportunidade de jogar uma obra bem interessante, chamada Monster Harvestque combina dois estilos. Um é o “famoso jogo de fazendinha” e o outro se trata de algo parecido com o lendário POKEMON. Será que essa mistura deu certo? Descubra na nossa análise a seguir.

UMA NOVA MISSÃO

Em Monster Harvest temos a oportunidade de comandar uma fazendinha, que foi deixada para o jogador através de uma herança de seu tio. Nos primeiros minutos somos apresentados a cidadezinha de Planimália, que é bem pitoresca, mas que esconde alguns segredos.

Seu tio, que é um cientista, é ligado diretamente a grande descoberta da cidade, que ao misturar uma gosma(slime) com plantas, somos agraciados com o nascimento de um monstrinho. A grande missão que temos é descobrir o que a empresa SlimeCo esconde.

A história não traz assuntos muito profundos, e nem tão pouco marcantes, mas diverte na medida que conversamos com outras pessoas da cidade e avançamos no desenvolvimento da nossa fazenda. O foco é nas mecânicas apresentadas ao jogador, deixando a história como algo mais secundário.

CULTIVE SEU SONHO

Logo que chegamos a nossa fazenda, aprendemos tudo o que pode ser feito, como por exemplo plantio, tratamento da terra, irrigação, limpeza e até mesmo venda de produtos. Essas funcionalidades são o básico para sobreviver em nosso pequeno negócio.

Assim que começamos a nossa primeira plantação, descobrimos que temos que lidar com questões climáticas e até mesmo estações do ano, que interferem em outras coisas do jogo, que falarei em um momento mais oportuno.

Tudo o que você precisa no começo está na sua propriedade, e a medida que vamos evoluindo, o jogo vai ficando um pouco mais complexo. Então é a hora de melhor nossa fazenda, e para isso temos placas de projetos para fazer novas instalações e melhorar o que já existe. Mas não será uma tarefa simples, pois cada projeto requer uma determinada quantidade de matéria prima para ser coletada, além de dinheiro para ser investido.

Cultive sua colheita e venda para faturar.

Existem diversos recursos no jogo, como madeira, ferro, ouro, etc. A maioria pode ser encontrado com facilidade nas redondezas. Assim que eles se esgotam, devemos partir em uma aventura que leva ao perigoso calabouço, que é um lugar que visitaremos com frequência.

Nosso protagonista possui uma barra de estamina que é consumida com as funções da fazenda, além da exploração e batalhas no calabouço. Essa energia pode ser recarregada dormindo ou consumindo itens que cultivamos ou encontramos. Além disso, ele possui um barra de experiência que oferece novas habilidades passivas, como, por exemplo, mais rapidez para colher recursos.

Conforme avançamos no jogo são desbloqueados novos recursos para facilitar a nossa vida, como os canos de irrigação, que ajudam bastante na hora de regar as plantas, cuja tarefa consome estamina.

Explore bastante os arredores da cidade.

Outro ponto interessante da nossa evolução é o desbloqueio de novas funcionalidades, que ocorre ao liberar novos setores da cidade. Para fazer isso basta desembolsar uma pequena taxa, que nos concede acesso a conhecer novos habitantes. Eles podem ensinar o nosso protagonista recursos como pescaria ou até mesmo abrem uma loja de decoração.

Algumas partes da cidade só funcionam em determinado dia da semana ou horário. Isso faz com que precisemos administrar melhor nossos horários e estamina.

TREINE SEU PLANIMAL

As mesmas plantas que cultivamos em nossa fazenda podem ser transformadas em planimais, com uma simples combinação de slime + planta + estação do ano. O interessante desses elementos é que isso gera uma quantidade incrível de combinações, que resultam em monstrinhos cada vez mais interessantes. Esses monstros servem para nos proteger nos perigos dos calabouços, que está lotado de planimais.

Para conhecer os melhores monstros devemos ir criando e brincando com as combinações, e depois testar em combate no calabouço ou mesmo em uma arena. Basicamente, esses monstrinhos possuem três tipos de ataque, uma barra de saúde e outra de energia. Então escolha o golpe que funcione melhor em cada situação, que inclusive pode gastar menos energia de seu monstro.

Escolha seu monstrinho e batalhe contra seus inimigos.

Nossos planimais podem ser evoluídos em combate, através de pontos de experiência no final de cada combate. Cada nível aumenta a força e resistência de nosso amigo, mas ele não é invencível, então cuide dele com carinho, pois se morrer em combate é substituído por outro que esteja equipado. Lembrando que só podemos levar até seis monstros, sendo armazenado outros em nossa fazenda, em uma espécie de poleiro para galinhas.

Caso o jogador perca todos os planimais da sua equipe, ele volta para um espécie de enfermaria na cidade.

Além disso, temos outros animais que servem de montaria, que nos ajudam para uma locomoção mais rápida. Para tal, precisamos evoluir a fazenda, com novas instalações.

RUMO AO DESCONHECIDO, MAS NEM TANTO

Como disse anteriormente, o calabouço é um dos pontos centrais de Planimália, no qual podem ser encontrados recursos para evoluirmos nossa fazenda, como também nossos monstrinhos. Essa busca faz com que o jogador volte e sempre procure os melhores recursos, afinal a descida no calabouço custa energia, que deve ser poupada.

As dungeons são um pouco repetitivas.

Cada descida no calabouço é diferente, pois os níveis são gerados aleatoriamente, isso faz com que sempre tenhamos uma boa surpresa na aventura. Além de descer os níveis para coletar recursos, temos o mistério da SlimeCo para ser desvendado, que está escondido nos calabouços.

Mesmo com todos esses elementos, Monster Harvest ainda é um pouco enjoativo após algumas horas, simplesmente por forçar o jogador a fazer as mesmas tarefas repetidas vezes.

SOM E GRÁFICOS

Monster Harvest possui uma direção de arte bem simples, mas que aquece o coração. É impossível não comparar com jogos como Stardew Valley ou mesmo POKEMON, nos envolvendo com seu charme.

O som é confortante, com músicas que grudam na nossa mente, mas que ao mesmo tempo trazem frescor para a vida de fazendeiro.

Outro aspecto interessante do jogo é que temos legendas em Português do Brasil, o que ajuda bastante na hora de aprender novas funcionalidades.

OPINIÃO

Monster Harvest  é um jogo divertido, que cumpre bem seu papel em unir o genero fazendinha com treinamento de monstros. Existem vários recursos que podem entreter o jogador por horas, principalmente nas mecânicas da fazenda. Podemos plantar, colher e tratar toda a estética de nossa propriedade, com inúmeras opções.

Existe um grande número de monstrinhos, que podem ser gerados através dos vários fatores, como slime, estação do ano e plantas. Essa fórmula é bem legal, pois serve para instigar o jogador a colecionar os planimais. Falando nos monstrinhos, eles podem batalhar dentro de uma mecânica bem básica, então não espere por nada sofisticado na batalha por turnos.

O calabouço entretém por algumas horas, mas devido a longa repetição de visitá-lo várias vezes, ele pode acabar se tornando maçante. Espero que em futuras atualizações melhorem esse aspecto, que é fundamental para a evolução do jogo.

Entenda nossas notas


* Certifique que este é o preço praticado antes de efetuar a compra. Os valores podem variar.

Compartilhar.

About Author

Desenvolvedor Web e Analista de TI, gamer assíduo desde a época do Atari, fã de Metal Gear(menos o Phantom Pain) e Gears of War. Ter a oportunidade de trabalhar um pouco com games é um sonho realizado. Falta só ir para E3!!!

Powered by keepvid themefull earn money