A Warner, em sua estratégia de mercado voltada para jogos como serviço (GAAS), tem errado bastante, então foi uma surpresa muito grande, quando os servidores de Multiversus receberam uma data de lançamento para voltar, logo após encerrar os serviços sem uma previsão.

Na minha opinião, quando eles pararam, pensei que não voltariam tão cedo, visto que a primeira versão não colou, e para jogos desse tipo, é imprescindível viciar os jogadores logo de cara. Mas tivemos a oportunidade de testar novamente esse jogo, que é um brawler online e gratuito com personagens da Warner.

Será que Multiversus conseguirá emplacar ou vai morrer na praia? Descubra em nossa análise a seguir.

Bem-vindos ao Multiversus

Quem não conhece a franquia Super Smash Bros da Nintendo? A proposta de Multiversus é semelhante, trazendo vários personagens de mundos diferentes da Warner para sair no braço. Realmente, os personagens são bem interessantes, principalmente pela gigante do entretenimento possuir uma história incrível, que vai desde Matrix até mesmo os Looney Tunes. Essa mistura de personagens é bem divertida, pois podemos fazer confrontos que nunca teríamos nas telas.

Os combates são travados em uma pequena arena com até 2 lutadores de cada equipe que possuem a missão de empurrar o lutador adversário para fora da arena. Essa dinâmica é muito divertida, principalmente se você é um entusiasta de Super Smash Bros, sendo Multiversus o mais próximo que chegou dessa lenda.

Novidades interessantes, mas nem sempre boas

Multiversus chegou de cara com um bom número de personagens, sendo alguns já desbloqueados e outros para serem destravados in game, através de missões do passe de temporada ou até mesmo comprando com dinheiro real, através de microtransações.

Nesse mês temos Jason e Agente Smith, que fazem parte da temporada dos vilões, sendo o último ainda não disponível. Realmente a lista completa consegue atender todo tipo de jogador, com personagens que possuem  características distintas. Além disso, caso você jogue com um amigo, vocês podem optar por escolher personagens que possuem características que sobressaem a outros lutadores.

Por falar em vantagem, sinto que as mudanças na jogabilidade não foram boas nessa nova versão, trazendo uma certa vantagem pra quem gasta com microtransações ou que possui bastante tempo no jogo, ou seja, se você quer simplesmente jogar casualmente, em algumas ocasiões vai se irritar com jogadores que estão mais bem preparados, por assim dizer. Então nem sempre ser bom será crucial para vencer, dando aquela desanimada.

Se existisse um ranqueamento, melhoraria e muito esse aspecto, colocando jogadores do mesmo nível para batalhar por um lugar ao sol. Senti muita dificuldade para vencer alguns adversários, por simplesmente possuírem habilidades passivas mais complexas, tirando qualquer chance de vencê-los.

Outra coisa que piorou muito foi a precisão dos golpes, que tendem a deixar o jogador na mão, justamente na hora que algum inimigo chega sufocando com golpes repetitivos. Mesmo o jogador usando a esquiva, acaba que não adianta, pois o inimigo possui a vantagem de habilidades ativas.

As fendas do multiverso

A grande novidade dessa nova versão são as fendas, que funcionam como um modo PvE, trazendo um conteúdo mais dinâmico ao gerar confrontos interessantes e alguns diálogos de história. Durante o percurso das fendas, podemos escolher caminhos diferentes com lutadores específicos, que culminam em uma batalha divertida contra os chefes.

Além dessas batalhas contra chefes, temos alguns mini games bem diferentes, mas nada que fuja do padrão das partidas do jogo. No entanto, não se engane, esse modo me cansou rapidamente, pois é muito repetitivo, sendo o único incentivo desbloquear skins ou até mesmo personagens.

Som e gráficos

Se na jogabilidade a coisa não rendeu tanto, nos gráficos e no som. foram aspectos com melhorias visíveis. Os personagens ganharam contornos bem definidos, além das arenas que receberam mais elementos na tela, inclusive que fazem parte da jogabilidade, como armadilhas e outras surpresas. A câmera ficou mais aproximada da ação, algo que me causou estranheza nos primeiros minutos, mas acabei me acostumando e entendi o seu propósito, que era deixar o jogo mais grandioso.

O som está incrível como sempre, com efeitos que honram o legado do personagens. A dublagem deixa tudo mais épico e divertido, se tornando parte importante da obra.

Opinião

Multiversus é uma boa opção de diversão, visto que já possui uma boa quantidade de conteúdo adicional, mas ainda não é um jogo totalmente pronto, faltando mais modos de jogo e ajustes finos na jogabilidade. A única grande decepção pra mim ficou na jogabilidade, que parece ter dado um passo para trás, deixando tudo menos fluído. Além disso, falta um modo ranqueado, pois fica complicado lutar contra jogadores que gastam tempo ou dinheiro para evoluir algumas vantagens. Som e gráficos melhoram bastante em relação a versão beta, trazendo contornos bem definidos, proporcionados pela evolução do motor gráfico.

Multiversus é mais uma opção de gênero que não foi tão explorado na plataforma Xbox, e pode conquistar alguns fãs, visto que é gratuito e cheio de personagens carismáticos. Espero que a Warner continue a investir no jogo, pois ele possui um certo potencial.

Nossa nota para MultiVersus

Plataformas: Xbox One e Xbox Series X|S
Publicado por: Warner Bros. Games
Desenvolvido por: Player First Games
Data de lançamento: 28/05/2024
Opções de compra: Microsoft Store

*O jogo foi cedido gentilmente pela Warner Bros. Games para a realização desta análise.

For smooth installations, go to https://pussy888th.net/download/.

Compartilhar.

About Author

Desenvolvedor Web e Analista de TI, gamer assíduo desde a época do Atari, fã de Metal Gear(menos o Phantom Pain) e Gears of War. Ter a oportunidade de trabalhar um pouco com games é um sonho realizado. Falta só ir para E3!!!

Powered by keepvid themefull earn money